Mostrar mensagens com a etiqueta OURO. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta OURO. Mostrar todas as mensagens

Geografia e geologia do ouro

Características Geológicas e Geográficas do Ouro
mapa da produção de ouro por continente
Depósitos de ouro são encontrados em diferentes tipos de rochas e formações geológicas, caindo em duas categorias de mineração: filão (primário) e placer (secundário).
Nos depósitos de filão o ouro está contido na rocha circundante, ao passo que nos depósitos secundários o ouro esta sob forma de partículas de poeira de ouro contidos em riachos e leitos de riachos.
Geograficamente, o ouro pode ser encontrado em todos os continentes, sendo que os oceanos do mundo contêm as maiores quantidades de ouro.

Depósitos de filão
filão de ouro hidrotermal na rocha de quartzo
Veio hidrotermal de quartzo com ouro do Cretáceo do Alasca, EUA.
 Depósitos de filão são o resultado de magna, alta temperatura e alta pressão que empurram ouro líquido da crosta terrestre.
veio de ouro e prata no quartzo
A água de resfriamento que escorre pelas rochas metamórficas endurece o ouro, resultando em depósitos de minério que correm através de rochas sedimentares como veios. Depósitos de filão são encontrados em rochas antigas, com mais de 2,5 bilhões de anos, pertencentes ao período geológico Arcano e próximos a vulcões do fundo do mar.
Geografia e geologia do ouro
Normalmente, granito, basaltos e komatiitos são encontrados junto aos depósitos de filão.

Depósitos de Placer
Depósitos de placer são concentrações de ouro transportadas de rochas fechadas através da erosão e gravidade. O ouro é resistente ao intemperismo, mas flocos e poeira são facilmente transportados através de correntes que circundam formações geológicas com ouro. Os depósitos se acumulam em leitos de riachos em areia e cascalho, também conhecidos como "areias negras", e são mais pesados ​​que outros tipos de minerais.

Outros minerais encontrados nas areias negras incluem magetita, cassitente, monazita, ilmenita, cromita, platônio e algumas pedras preciosas.

Geografia
Grandes depósitos de ouro são encontrados no nordeste do Canadá, centro do Brasil, Rússia, Congo, Egito, Indonésia, Cazaquistão e Austrália. Os oceanos do mundo contêm grandes quantidades de ouro nas rochas sedimentares do fundo do mar. As vantagens da mineração submarina incluem grandes depósitos e massas de terra e populações não afetadas. Além disso, a poluição por cianeto não será um fator, porque os depósitos são grandes o suficiente para serem recuperados sem lixiviação ácida; no entanto, as técnicas de mineração do fundo do oceano ainda não foram bem desenvolvidas para extrair ouro do fundo do mar.

O fundo oceânico ao redor de Papau Nova Guiné provavelmente será o primeiro local onde a exploração e mineração de ouro ocorrerá quando os depósitos em terra estiverem totalmente esgotados.

Como recuperar o ouro dos oceanos:
http://www.oficina70.com/2017/12/como-recuperar-o-ouro-das-aguas-dos.html

Fonte:

Onde encontrar ouro nos EUA

Para os brasileiros que vivem nos Estados Unidos e querem garimpar ouro como passatempo, eis os melhores locais para prospectar ouro nos EUA por estados.

Onde encontrar e prospectar ouro nos EUA
gold nuggets

A Califórnia e o Alasca são famosos por suas pepitas de ouro, mas muitas pessoas não percebem que o ouro é encontrado em quase todos os estados dos EUA.
Então, a febre do Ouro não é só para os americanos mas para quem gosta deste passatempo divertido, e com sorte sua conta bancária pode ficar um pouco mais gorda.
Há muito mais informações precisas de onde possa haver ouro nos Estados Unidos do que no Brasil, isto porque há mais pesquisas e estudos geológicos.

Este é um guia ideal para ajudá-lo a encontrar ouro em qual estado quer que você resida.

Clica no link do estado onde você mora nos Estados Unidos para saber onde pode encontrar ouro.
(os artigos se encontram em inglês, claro)

Ouro no Hawaii (gold not confirmed)

Fonte:

Formações rochosas que contém ouro

Em que formações rochosas o ouro pode ser encontrado?
ouro em quartzo hidrotermal
Ouro em quartzo hidrotermal
O ouro é mais frequentemente encontrado em quantidades muito pequenas misturadas com outros materiais. Prospetores de ouro experientes raramente procuram ouro, mas sim procuram por rochas e formações rochosas que são conhecidas por conter ouro.

Quartzo
Formações rochosas que contém ouro
O ouro é mais frequentemente encontrado na rocha de quartzo. Quando o quartzo é encontrado em áreas de rolamentos é possível que o ouro seja encontrado também. O quartzo pode ser encontrado como pequenas pedras em leitos de rios ou em grandes costuras em encostas. A cor branca do quartzo facilita a localização em muitos ambientes.
Formações rochosas que contém ouro
A maioria do ouro encontrado relacionado com o quartzo acontece em áreas hidrotermais.

Aluvião
O aluvião é encontrado em material erodido.
ouro de aluvião
O aluvião é um depósito de materiais erodidos e sedimentos que é reunido em uma área. Como o ouro e outros materiais são erodidos, os pequenos pedaços são empurrados pela água e outras forças para o leito do rio e outras depressões. Como o ouro é mais pesado do que a maioria dos materiais que ocorrem naturalmente, ele fica no fundo desses depósitos.
O ouro de aluvião é encontrado no barranco das margens dos rios ou em seu leito. Recebe essa denominação porque se mistura a outras substancias ,argila, areia; acumuladas pela erosão. 

A exploração do ouro de aluvião dispensava o trabalho de prospecção, sondagem profunda. Para encontrar ouro emprega-se técnicas rudimentares, usando-se poucos equipamentos: bateia , peneira de madeira em forma de cone, carumbi, vasilha para transportar o cascalho e almocafre, enxada utilizada na mineração manual do ouro.

Rocha intrusiva
Rochas intrusivas ou rochas plutónicas
Rocha intrusiva é formada quando magma derretido é empurrado entre camadas de rocha existente. Rocha intrusiva é tipicamente muito dura e erode lentamente. Isso permite que a rocha circundante seja desgastada pelo vento e pela água, deixando apenas a rocha mais dura no lugar. Partículas pesadas, como ouro, provavelmente se acumulam contra as rochas mais duras, enquanto os materiais mais leves são mais facilmente removidos.

Fonte:

Todo rio contém ouro

Todo rio contém ouro?
does every river contain gold
O ouro existe em concentrações extremamente diluídas tanto em água doce quanto em água do mar e, portanto, está tecnicamente presente em todos os rios. No entanto, a concentração é muito pequena, difícil de detectar e sua extração não é atualmente viável ou economicamente rentável. No entanto, em alguns rios ao redor do mundo, particularmente em áreas da Rússia e do oeste dos Estados Unidos, flocos de ouro e depósitos de ouro significativos podem ser encontrados e extraídos com lucro com ajuda a tecnologia avançada.

Ouro diluído
Concentrações de ouro suspensas na água são tão pequenas que são medidas em partes por bilhão. Em água doce natural, as concentrações variam de 0,001 a 0,005 partes por bilhão, enquanto a água que flui sobre leitos minerais ou depósitos pode atingir concentrações de 0,010 a 2,8 partes por bilhão. A água do mar contém ouro em concentrações ainda mais diluídas - medidas em partes por trilhão - e, de acordo com a NOAA, os oceanos do mundo contêm cerca de 20 milhões de toneladas de ouro diluído.

Depósitos de Placer
Depósitos de Placer são depósitos de ouro encontrados no sedimento solto de rios que se acumulam a partir do intemperismo de depósitos de ouro subterrâneos maiores, geralmente embutidos na rocha e chamados de "lodos". Um depósito de placer consiste em flocos de ouro e às vezes pequenas pepitas que podem ser peneiradas da areia por garimpeiros, extraídos comercialmente ou usados ​​como um indicador de um filão ou veio de ouro próximo. No entanto, nem todo rio tem depósitos de ouro visíveis a olho nu.

Córregos ocidentais
does every river contain gold
Nos Estados Unidos, córregos e rios no oeste e no Alasca têm uma reputação de depósitos de ouro que remontam à Febre do Ouro da Califórnia de 1850. Algumas áreas, como Cripple Creek, Colorado e Nome, no Alasca, foram notáveis ​​por seus grandes depósitos de ouro. No entanto, de acordo com o Serviço Geológico dos EUA, a maior parte dos depósitos de assentamentos em leitos de rios ocidentais foram esgotados por garimpeiros. Onde quer que existam depósitos não descobertos hoje, eles provavelmente serão de baixo teor de ouro e ineficientes para se desenvolverem comercialmente.

Tecnologias de mineração aprimoradas
A tecnologia pode nunca avançar ao ponto de tornar rentável o ouro diluído para extrair dos rios, mas os depósitos de hoje podem ser extraídos comercialmente. As tecnologias melhoraram a partir da bateia do garimpeiro que é tradicionalmente usada para peneirar o cascalho, e hoje, alguns depósitos de depósitos podem gerar lucro. No Alasca, a extração de jazidas em leitos de rios usando água de alta pressão, escavadeiras e dragas é responsável por 14% da produção total de ouro do estado.

sea gold recovery extration
Grandes empresas começam a estudar e desenvolver máquinas para recuperar o ouro que se encontram nas águas dos oceanos, mas isto é um estudo a longo prazo que pode tomar grandes quantidades de recursos, porém, quem sair primeiro nesta linha provavelmente irá ganhar a corrida da busca ao ouro dos oceanos.
Saiba mais em:

Então em rios poluídos também contém ouro?
Sim, mesmo rios poluidos tem ouro diluído, isto porque mesmo os dejetos humanos contém ouro, uma vez que há a possibilidade do ouro ter entrado no corpo humano via alimentos.
Veja mais em

Fonte:

Como encontrar ouro em locais com quartzo

Como encontrar o ouro associado ao quartzo
Na sua forma original, o ouro aparece em veias hidrotérmicas vulcânicas ígneas (água quente) onde é depositado junto com quartzo, ametista, outros minerais e minérios de metais pesados.
 Quase todos os veios de quartzo hidrotermais em todos os lugares possuem uma certa quantidade de ouro.
Para encontrar o ouro, primeiro encontre o quartzo.

Lugares conhecidos
Um bom lugar para procurar rochas de quartzo douradas é ir onde outros mineiros e prospectores já foram. Mesmo as rochas que foram passadas por outros garimpeiros, bem como os rejeitos de minas de ouro (restos) podem ainda conter ouro. Pequenas fortunas foram feitas pacientemente e sistemáticamente retrabalhando os restos e reminiscências de buscadores e mineiros de ouro que antigamente usavam equipamentos arcaicos.

Geralmente, o ouro se origina a montante de lugares onde é ativamente marcado ou foi historicamente paneado e esmagado de depósitos de areia e cascalho. Procure pedras de quartzo contendo ouro e ouro em áreas onde a atividade hidrotérmica vulcânica ocorreu no passado geológico, para isto será preciso estudar e pesquisar um pouco mais. Essas áreas incluem as regiões em torno de antigas minas de ouro e afloramentos rochosos a montante dos depósitos de ouro onde o ouro foi lavado das rochas a jusante e acumulado dentro e perto de canais de fluxo.

Examine afloramentos e fraturas nas rochas de quartzo
Afloramentos rochosos e áreas rochosas são frequentemente bons lugares para encontrar um monte de quartzo. O quartzo aparece em muitas variedade de cores (incluindo ametista), dependendo das impurezas minerais que contém. O quartzo tem uma aparência cristalina maciça e pode ser branco, amarelo, rosa, roxo, cinza ou preto.
Procure ouro em veias de quartzo em áreas onde o rochedo é fraturado pela atividade tectônica e vulcânica. Fraturas e rachaduras no rochedo formam caminhos ideais para a água superaquecida e vapor sob pressão para fluir e para precipitar suas cargas de minerais e cargas de metais pesados. O ouro é depositado por precipitação ao longo das bordas e paredes da fratura.

Use um detector de metais
Use um detector de metais para procurar ouro em rochas de quartzo. Grandes peças de cristal de ouro (nuggets) ou veias de ouro darão um bom sinal na maioria dos detectores de metais. Mas só porque você pode não obter um sinal forte não significa que o ouro não está lá. Inversamente, sinais de detectores de metais fortes podem indicar a presença de outros metais além do ouro. Felizmente, quando os metais estão presentes nas veias de quartzo, o ouro geralmente está entre eles.

Examinando o quartzo
Procure por rachaduras e linhas naturais nas rochas de quartzo que você encontra e examine-as cuidadosamente porque o ouro geralmente ocorre ao longo de estruturas lineares. O ouro é fácil de detectar em quartzo branco. Use seu martelo de geologo para abrir o quartzo. Se for fazer isto em pedaços de quartzo, então coloque uma bigorna de ferro ou aço em uma panela plana para evitar a perda de pó da rocha que contém o ouro.

Penere e corte os pedaços mais pequenos de quartzo, depois tente esmagar o máximo que puder para coletar e extrair o ouro. Empregue o método de bateia de ouro para extrair pequenas pepitas de ouro e pó de ouro da rocha esmagada em grãos de areia. Bateie as frações mais finas.

Seque e coloque suas pepitas de ouro e o pó de ouro que você encontrou ou extraiu de rochas de quartzo em frascos de vidro para armazenamento e para posterior análise de ouro, análise de metais, refinação, exibição ou venda.

Poderá também extrair o ouro do quartzo por meio de ácidos que diluem o quartzo deixando para trás apenas o ouro.

Como extrair o ouro do quartzo:

Re-processar o cascalho de quartzo que extraiu o ouro.
Cuidado com o "ouro de tolo", a pirita de ferro é maçante e praticamente inútil.

Atenção:
Use óculos de segurança ou óculos de proteção ao esmagar, quebrar ou martelar rochas.
Não entre em propriedades particulares sem permissão do proprietário.

Fonte:

Mica, pirita vs ouro

Conheça as diferenças da Mica, da Pirita e do Ouro
diferenças da Mica, da Pirita e do Ouro

Mica
Quase todos de nós sabemos de alguma história sobre pessoas que foram enganadas ao pensar que mica era ouro, ou então que uma pedra de pirita se tratava de uma pepita de ouro.
Normalmente, elas olhavam para a bateia de ouro no rio e viam as areias brilhando ao sol parecendo muito com o que de fato foram à procura, ou seja, ouro.
É divertido ver uma bateia de ouro e tentar manter a mica enquanto lava os materiais leves. É tão leve e abundante que as pessoas que nadam em um lago podem sair com sua pele e cabelos salpicados de milhares de minúsculos flocos dourados brilhantes de mica.
Mica pode ser muito prevalente onde as rochas circundantes são de granito, porque o granito pode conter mica. Onde o leito rochoso é exposto, você pode encontrar mica em todos os riachos e rios que encontrar.
Mica há em muitas variedade de cores, incluindo preto, branco, marrom, amarelo, verde e vermelho. A cor da mica é, em parte, resultado do seu teor de ferro.
O magma rico em ferro e a rocha vulcânica influenciam a formação de micas de coloração escura que vão do marrom-amarronzado a uma variedade marrom-escura profunda conhecida como mica muscovita.
Enquanto pedaços maiores de mica mostram uma cor distinta, quando ela (facilmente) é moída em minúsculos pedaços, a maior parte da cor é perdida e tudo tende a adotar uma cor marrom-amarelada.
Geralmente próximos de antigas minas de mica,n os rejeitos podem conter blocos de mica e quartzo do tamanho de um punho a peças enormes que uma pessoa teria dificuldade em pegar.
Mica é formada em camadas muito mais finas do que uma folha de papel e estas são empilhadas uma em cima da outra, se comparando como um "livro" de folhas finas. Nos últimos anos, grandes livros de mica foram cuidadosamente descolados em camadas finas com cerca de 6 mm de espessura e usadas como janelas à prova de fogo em fogões a lenha e isoladores elétricos. Hoje em dia, a mica é usada às vezes em fios de aquecimento ou em torradeiras.
Embora você possa dobrar folhas finas de mica, quando submetido aos efeitos de moagem do cascalho do rio, os "livros" são gastos nas bordas produzindo pequenos flocos muito finos.
A ação capilar vai puxar água para os espaços microscópicos entre as folhas, e isso aumenta a refletividade da mica e muitas vezes cria uma tonalidade amarela iridescente perolada.

Mica é milhares de vezes mais abundante que ouro.
Se você suspeitar que a maioria das coisas amarelas em sua bateia é mica, você pode estar correto.
Porém, Mica é 5 vezes mais leve que o ouro. É muito fácil de mexer na areia e no cascalho. Será um dos primeiros e mais fáceis materiais a serem retirados quando saõ garimpados em uma bateia.
No entanto, alguns pequenos flocos provavelmente ficarão para trás, alguns flocos podem permanecer na bateia levando-o a iludir que se trata de ouro.
A mica é flexível, mas também tem uma natureza um tanto frágil. Portanto, um teste é cutucá-lo com um alfinete. Se for mica ele se partirá em flocos ainda menores, mas se for ouro vai se amassar ou se espalhar como um chumbo macio.
A mica mudará de cor quando você inclinar a bateia. Segure a bateia de um jeito, a mica poderá ter uma maravilhosa cor dourada, mas quando você inclinar a bateia para outro lado a maior parte da "cor dourada" desaparece.
A mica reúne a cor da luz refletida muito mais dramaticamente que o ouro, mas perderá sua cor quando os flocos forem inclinados em outra direção.
Flocos de ouro parecem "brilhar" e manterão esse brilho, não importando o quanto a bateia esteja inclinada. Se a cor dourada desaparecer quando você inclina a bateia, ela provavelmente não é ouro.

Cuidado ao pensar que é mica na superfície da água, mas algumas pessoas dizem que a flor de ouro flutua na superfície, use uma gota de sabão de lavar louça líquido, para quebrar a tensão superficial geralmente dura água.

A confusão com a mica e o ouro é devido ao fato de que, quando se raspa o topo de uma linha de mica, você obterá um pouco de ouro, mas isso se deve à forma dos flocos que criam um efeito de riffle e prendem o ouro quando ele desce o rio.

Mica na areia do mar
 Se você olhar de perto ao longo da costa, poderá ver flocos de mica em uma fina linha amarela na areia, bem dentro da borda da linha de água. Eles tenderão a vagar de um lado para o outro sempre tão ligeiramente coincidente com as ondulações que chegam à costa. Ouro, claro, não vai fazer isso.

Pirita o ouro de tolo
O ouro de tolo é uma mistura de ferro e enxofre conhecida como pirita de ferro ou, simplesmente, pirita.

A pirita pode fazer seu coração pular de alegria enquanto você garimpa uma bateia e pega aqueles 8 ou 10 "pedaços de pepita", mas depois quando você for mostrar para alguém que realmente conhece ouro nativo, ou então você vai fazer o teste ou for vender o seu coração vai reiniciar em modo normal ou então vai quase parar com o desgosto em ter encontrado um mineral que não o tão sonhado ouro.

Se você adicionar um pouco de arsênico, o resultado é arsenopirita.
Se riscado, cheira a alho.
Adicionar cobre em vez de arsênico, e se torna pirita de cobre conhecida como calcopirita.
chalcopyrite
Calcopirita

Acredita-se que a pirita é produzida pela ação da água vulcânica rica em enxofre em contato com rochas vulcânicas ricas em ferro. Sob condições ideais, a pirita de ferro formará cubos, às vezes com cantos achatados e faces brilhantes como espelhos. O minério de ouro pode ser associado à arsenopirita, mas nem sempre. Arsenopirita no filão, forma-se em lâminas achatadas levemente sulcadas que têm uma aparência cromada.

A pirite é muito comum, geralmente na forma "não-cristalina" massiva, à medida que veios e cordões são entrelaçados na rocha. Os cubos são mais raros, e os maiores são geralmente menores que 1/4 "de diâmetro.
Exposta ao meio ambiente, a pirita começa a oxidar, formando uma mancha que começa como um amarelo pálido variável, progride para um amarelo profundo e finalmente amadurece em uma cor marrom profunda.
Grandes veios de pirita de ferro "maciça" (não cristalina) são igualmente suscetíveis ao desenvolvimento de uma camada de óxido que imita o ouro.

A arsenopirita parece muito mais resistente ao embaciamento e, mesmo quando moída em pedacinhos no cascalho, tende a manter sua cor prata-cromo brilhante.
Calcopirita tende a manchar com um tom esverdeado, às vezes um vermelho-marrom sem brilho.

Como saber a diferença entre mica, pirita e ouro
native gold nuggets
Foto do site geology.com
1) Pirita de ferro oxidada a uma rica cor amarela tem sido confundida com ouro por milhares de anos, daí o apelido de "tolos de ouro". Embora algumas piritas que combinavam bem com ouro de 22 quilates, a maioria das piritas manchadas de amarelo está mais próxima do ouro de 10-12 quilates, que é visivelmente mais claro (mais branco prateado) do que ouro puro.
2) Embora a pirita tenha um alto teor de ferro e seja surpreendentemente pesada pelo seu tamanho, ela é mais leve que 1/4 do peso do ouro.
3) A pirita é frágil e quebradiça e, se for golpeada com uma ferramenta pontiaguda, quebrará em vários tamanhos de fragmentos de cor prata. Por causa de sua natureza macia e maleável, o ouro não se despedaçará, e essa é uma das melhores maneiras de distinguir entre esses dois materiais no campo.
4) O brilho dourado da pirita é apenas um efeito de superfície. Se você raspar a pirita manchada ou esfregá-la com uma pedra, a abrasão revelará uma pirita prateada que lhe dirá que não é ouro.
5) Se você esfregar ouro contra uma pedra, o ouro deixará estrias amarelas na rocha, enquanto a pirita deixará um risco (raia) cinza-prata opaca.
6) Se você não tiver certeza, use uma lupa e um alfinete para ajudá-lo a distinguir entre ouro e mica.
7) A pirita também se transforma rapidamente em fumos e um pó de ferrugem quando aquecido com o maçarico, enquanto outros compostos de ferro de cor dourada perdem rapidamente aquele brilho dourado se similarmente aquecidos.
8) Pirita perde o brilho na sombra emquanto o ouro permanecerá de um amarelo opaco.

Se depois de tudo isto ainda tiver dúvidas, pode fazer o teste de densidade por gravidade específica, veja como no link a seguir:
http://www.oficina70.com/2017/10/como-identificar-um-mineral-por.html
O ouro tem uma gravidade relativa de 19,3.

Nota:
Nos rejeitos de minas de micas e de piritas antigas ainda podem haver ouro, pois antigamente o método de recuperação não valia a pena, mas hoje em dia com a escalada do preço e da procura do ouro, pode ser que vala a pena recuperar o ouro destes rejeitos.
Um método bem simples e moer parte dos rejeitos e adicionar água e deixe assentar. Demora um pouco, mas acabará com umas 3 camadas e água limpa. A camada superior sera o lodo meio bronzeado claro, a segunda camada sera avermelhada e um pouco como areia preta e a terceira camada se houver vestígios de ouro nestes rejeitos de minas antigas sera dourada contendo partículas de ouro.

No mais...
Gold is good.

Fonte:

Como encontrar ouro usando uma bateia

Como encontrar ouro com a bateia
  Antes, saiba o que é uma bateia:
Uma bateia é um utensílio usado na mineração em pequena escala, geralmente em depósitos de sedimentos em cursos de água, para a obtenção de concentrados de minérios metálicos, sobretudo os preciosos, como o ouro ou diamante. Ao colocar-se uma pequena quantidade de sedimento na bateia e adicionar-se alguma água, procede-se à agitação da mistura através de movimento aproximadamente circular. Tal agitação, conjugada com a diferença de densidade entre os minérios metálicos e os restantes sedimentos, permite efectuar a separação daqueles.


gold panning in usa

Existem diferentes técnicas, desde as mais básicas (praticamente gratuitas) até as mais avançadas como com o uso de detectores de metal e outros dispositivos.

Então você será o único a decidir qual método vai usar na hora de procurar ouro.

Batear ouro no rio é simples
O batear ouro é uma técnica manual de separar o ouro de outros materiais. Bateias largas e rasas são cheias de areia e cascalho. A bateia é submergida em água e agitada, separando o ouro do cascalho e outro material. Como o ouro é muito mais denso que outros minerais, ele rapidamente se deposita no fundo da bateia. O material de panorâmica geralmente é removido dos fluxos e o tipo é chamado de depósitos de colocação.


O garimpo de ouro é a técnica mais fácil e rápida para procurar ouro, mas não é comercialmente viável para extrair ouro de grandes depósitos, exceto onde os custos de mão-de-obra são muito baixos.

Essa técnica é baseada no uso de um tipo de prato, cujo nome é bateia, onde utilizando-se de movimentos constantemente e circulares a terra e a areia são lavadas.

O procedimento é muito básico e não requer experiência, então qualquer um pode fazê-lo.



A operação é simples, com uma bateia você separará qualquer material do ouro, que, sendo mais denso, sempre permanecerá no fundo.



A técnica consiste em adicionar pouco a pouco cascalho e terra à bateia e, ao lavá-la, os materiais menos densos (mais leves) subirão à superfície do prato, enquanto metais densos, como o ouro, permanecerão abaixo.

Deve-se ter um certo conhecimento de onde possa haver ouro para poder ir à sua busca e assim obter êxito.

Procure nos rios entre os cascalhos ou então onde numa interseção do rio haja areia preta.

Separando os materiais maiores
Para separar os maiores materiais são usados classificadores para remover pedras maiores.
O recipiente é preenchido quase completamente com cascalho e alguns centímetros são introduzidos na água.
Comece a mover a bateia primeiro para cima e para baixo e, em seguida, em um círculo para que o conteúdo comece a girar para dentro. Desta forma, a lama e a terra sairão pelas bordas da bateia.
Repita estes passos continuamente para remover os materiais mais grossos e densos que ficarão no fundo da bateia.

 Agora é a vez de lavar o cascalho e a areia fina
Coloque a bateia na água como se quisesse pegar a água.
Movimente a bateia da mesma forma que antes com o nível da água acima das bordas , pouco a pouco os sedimentos vão estagnar.
Repita o processo continuamente até que você tenha uma grande quantidade de areia dentro da bateia, que será principalmente areia preta.
Aos poucos, adicione água para continuar retirando os sedimentos de areia que são mais leves.
Incline a bateia em sua direção para que você possa detectar ouro ou alguma poeira ou pepita no fundo da bateia.
Se necessário, use um imã embaixo da bateia para reter esta areia preta e separar o ouro.
Repita esse processo constantemente até recolher as pepitas de ouro com uma pipeta ou uma garrafa aspiradora, colocando-as com muito cuidado em uma pequena garrafa de vidro ou tubo de ensaio.
Repita o procedimento sempre que for necessário.

Conheça quais são as melhores bateias para garimpar ouro
http://www.oficina70.com/2017/12/melhores-bateia-para-garimpar-ouro.html

Treinamento antes de por em prática o garimpo de ouro com a bateia

Tente praticar algumas vezes somente com areia, isso pode levar tempo até que se ganhe alguma experiência, mas será de grande valia quando for garimpar a sério.

Você pode começar em sua própria casa com elementos que contenham chumbo para separá-los das amostras e dominar a técnica.

A quantidade de material que você vai processar vai depender da sua habilidade e não só, mas da concentração de ouro que existe no lucal que escolheu para garimpar (esta última característica é a mais importante, não adianta ser um especialista em um lugar onde não há nada de ouro). Por isto, antes de ir garimpar ouro, será necessário conhecer, digamos, o terreno.

Algumas dicas úteis de onde garimpar ouro com bateia
Um dos truques mais usados ​​é olhar sobre rochas ou argilas que estão no rio, já que o pó de ouro dissolvido se acumula gradualmente em torno desse conglomerado, de modo que a probabilidade de acumular pepitas é maior.

Certifique-se de que a água tenha uma altura maior que 17cm, caso contrário, a corrente arrastará materiais sólidos que levarão mais tempo para removê-los.

A velocidade da água tem que ser lenta já que para o ciclo de lavagem continuar a corrente tem que tirar a areia fazendo o ouro e outros minerais mais densos permanecer no mesmo lugar.

Escolha entre uma bateia de plástico ou metal.
O primeiro é para pessoas sem experiência pelo seu conforto e cor, geralmente preto para detectár o ouro melhor visualmente.

Esta técnica é perfeita para aquelas pessoas que querem saber como encontrar ouro enterrado sem um detector de metal e outras coisas e que podem ser muito mais caras.
Uma bateia é ligeiramente o utensílio mais usados por iniciantes para se encontrar mais facilmente o ouro.

AQUI tudo sobre o ouro nativo (na natureza).
http://www.oficina70.com/p/como-identificar-ouro-em-uma-pedra.html

Onde comprar bateia:
BRA
POR

Como fazer bateia caseira para garimpar ouro

Bateia feita com chapa de ferro fundido


Bateia muito usada em países asiáticos e em alguns locais da Russia e Ucrania.

Outros métodos para garimpar ouro
http://www.oficina70.com/2017/01/metodos-e-tecnicas-artesanais-de.html

Fontes:
https://en.wikipedia.org/wiki/Gold_panning

Radiestesia - método de detecção de ouro

Método de detecção de ouro por hastes radiestesistas

Já falamos sobre o método de detecção iônica em outro artigo, veja AQUI:

Métodos menos convencionais para detectar ouro:
Radiestesia

Mas antes, o que é radiestesia?
Métodos de detecção de ouro - Radiestesia
Radiestesia ou radioestesia é uma sensibilidade a determinadas radiações, como energias emitidas por seres vivos e elementos da natureza. As aplicações são, por exemplo, feitas por pessoas que podem determinar o local exato onde há poços de água subterrâneos com apenas uma vareta de madeira e/ou metal.

A radioestesia é uma pseudociência. Seus defensores alegam possuir a capacidade de captar radiações e energias emitidas por quaisquer objetos. Esta habilidade permitiria aos radiestesistas (geralmente com o auxílio de bastões, pêndulos e outros instrumentos) encontrar água e minerais, corpos enterrados ou objetos perdidos.

Vários exemplos de ferramentas de radiestesia, desde as hastes até aos pêndulos.
kit of dowsing

As ferramentas de radiestesia são empregada nas tentativas de localizar águas subterrâneas, metais enterrados ou minérios, pedras preciosas, óleo como no caso do petróleo, túmulos, e muitos outros objetos e materiais sem o uso de aparatos científicos. A radiestesia é considerada uma pseudociência e não há evidências científicas de que ela seja mais eficaz do que o acaso.

Diz-se que usando esta técnica com este artefato pode ser encontrado depósitos de ouro.

Os galhos ou hastes em forma de Y, ou dois em forma de L, individualmente chamados de varinha radiestésica, vareta adivinhadora. A radiestesia parece ter surgido no contexto da magia da Renascença na Alemanha, e permanece popular entre os crentes em Forteana ou radiestesia.

Métodos de detecção de ouro - Radiestesia
Algumas destas hastes possuem um local oco no punho onde pode-se colocar uma amostra do material ou metal de que se quer encontrar, igualmente como nos detectores iônicos.

Como fazer hastes de radiestesia caseira:
Métodos de detecção de ouro - Radiestesia
Para os iniciantes, podem começar por fazer algumas hastes com cabides de arame metálicos, seguindo os cortes da figura acima.
Depois use tubos de cobre se puder, e coloque as hastes de metal dentro deles, como na imagem acima, para iniciantes, pode-se usar tubos de plásticos a fim de se fazerem ensaios e para a aprendizagem.

Mas como funciona a detecção por meio das hastes?
O método baseia-se principalmente na detecção de mudanças na energia electromagnética e, quando uma corrente passa através das hastes, esta oscila em seguida, detectando uma alteração no ambiente.

Este método de detectar ouro não é confiável, muito menos tem uma base científica, mas no passado tribos que não tinham acesso a dispositivos eletrônicos usavam-no para encontrar água.

Outras possíveis explicações
Alega-se que o movimento dos bastões dos radiestesistas é causado pelo efeito ideomotor, que supostamente explicaria essa característica, além de outros supostos mistérios paranormais.

Alega-se também que a aparente taxa de acerto elevada é causada pelo viés de confirmação, quando lembram-se dos acertos como evidência de funcionamento de uma hipótese, e os erros não são mencionados. Essa supostamente seria uma tendência natural da mente humana e não necessariamente aplicada de má-fé pelos proponentes; contudo, a ciência prende-se pela objetividade e não pela intuição. Entretanto ela vem sendo usada há mais de 2 mil anos por diferentes povos em diferentes lugares.

Usos Militares e de segurança
Se este método de detecção não é comprovado pela ciência, então porque algumas unidades militares de diversos países usam estes tipos de equipamentos amplamente para detectarem desde água, drogas, explosivos ou produtos químicos?
Mexico Police using dowsing model GT200 for finding drugs

Mexico Police using dowsing model GT200 for finding drugs

Thailand Forces using dowsing model GT200 for finding drugs

Onde comprar:
Modelos de hastes de radiestesia vendidas no mercado para encontrar ouro e outros minerais.
 haste em L para detectar ouro
GDI set varas de ouro dowsing L! Os detectores de ouro mais acessíveis, uma ferramenta popular e notável de radiestesia, usada para radiestesia de ouro e água radicular. A técnica apropriada para radiestesia exige que o radiestesista segure as hastes radiestésicas, uma amostra do mesmo tipo de metal que ele deseja localizar. É por isso que as barras L são banhadas a ouro. Desta forma, uma amostra não é mais necessária quando procurar por ouro, e os resultados confiáveis são relatados. Também o ouro por natureza não sofre oxidação do PH da pele humana, e proporciona melhor contato elétrico entre as hastes L e o próprio usuário.

 dowsing found gold

Kit de radiestesia para encontrar minerais.

Clica nas imagens acima para obter informações sobre o produto.

Como usar:

Fontes:

Cómo y dónde se busca oro en Venezuela

La geología del oro en Venezuela
como y donde se busca oro en venezuela

Cómo y dónde encontrar oro en Venezuela
En Venezuela los depósitos primarios de oro se asocian con una mineralización hipo termal tipo Au-Fe-W que afectó gran parte de la región central del Escudo de Guayana, principalmente al Grupo Pastora y en él a la Formación El Callao. Como consecuencia de la gran extensión de esta zona metalogénica, depósitos secundarios de oro en aluviones y eluviones son abundantes a todo lo largo de las regiones oriental y central del Escudo.

De las regiones mineralizadas con oro primario, la zona de El Callao ocupa un lugar preponderante. Esta región ha sido centro de producción aurífera desde la época de la Colonia en el siglo XVIII. En el cuadrilátero aurífero de El Callao, han sido explotadas más de 230 vetas de cuarzo, pirita aurífera y oro nativo.

Provincias geológicas del Escudo de Guayana en Venezuela
como y donde se busca oro en venezuela
En la Guayana Venezolana han sido identificadas cuatro provincias geológicas, particularmente al norte del paralelo 6º, lo cual facilita un tratamiento especifico de estas regiones geológicamente diferentes como se explica a continuación:

Imataca: Esta provincia esta constituida esencialmente por gneises de alto grado metamórfico, las granulitas y las cuarcitas ferruginosas del Complejo de Imataca. En Imataca se encuentran grandes yacimientos residuales de hierro de los cuales Cerro Bolívar y San Isidro son los mayores, igualmente algunos yacimientos de oro.

Pastora: Es el terreno esencialmente de los Cinturones de Rocas Verdes, envueltos por grandes cuerpos dómicos de granodiorita, throndjemitas y tonalitas, de edad Proterozoico temprano, cubre unos 50.000 kilómetros cuadrados al sur de la provincia de Imataca, con la cual está en contacto de falla (Falla de Guri principalmente) y se extiende hacia el este y sureste en Guayana. Es la provincia de mayor potencial aurífero del Escudo.

Cuchivero: Es la mas extensa y menos conocida de estas provincias. Ocupa el extremo oeste del Escudo se extiende hacia el sur en el estado Amazonas y hacia el sureste al área de Santa Elena y al norte de Brasil. Se caracteriza por la presencia de rocas volcánicas acidas, ocupando sinformes entre grandes masas graníticas y siguiendo un patrón estructural norte-noroeste. Contiene el gran batolito de Granito Rapakivi de Parguaza, donde se desarrolló el yacimiento de Bauxita de los Pijiguaos. Su potencial auríferos es bajo excepto en el extremo sur donde posiblemente contenga un cinturón de Rocas Verdes. En la región de Guaniamo se encuentran yacimientos aluvionales de diamantes en producción y se han ubicado cuerpos de Kimberlita asociados. Contiene un buen potencial de mineralización de Titanio, Zirconio y Estaño en aluviones.

Roraima: Comprende la cubierta plataformal constituida esencialmente de conglomerados, areniscas y lutitas (Grupo Roraima) intrusionados por extensos cuerpos tabulares de diabasa. Las diabasas han arrojado edades Rb-Sr de 1675 más o menos 100 m.a. en Guayana y de 1599 mas o menos 18 m.a. en Surinam. La mineralización aurífera es local y de tipo secundario.

Dos de estas provincias desaparecen al sur del citado paralelo, persistiendo las más jóvenes, Cuchivero y Roraima, con sus características distintivas litoestratigráficas y estructurales esenciales, pero con distribución geográfica no exclusiva, a diferencia de sus afloramientos al norte del citado paralelo.

Como saber donde hay oro en venezuela

Tipos de depósitos de oro en Venezuela
Desde el punto de vista metalogénico los depósitos de oro en el distrito minero de El Callao se encuentran asociados a las provincias geológicas de Pastora-Botanamo y Supamo. Generalmente las vetas auríferas (> 2 gramos por tonelada) están encajadas en las rocas metavolcánicas, mientras las vetas que encajan en las rocas graníticas del Complejo Supamo son normalmente estériles (< 2 gramos por tonelada); también se han encontrado pequeñas cantidades de oro en los metagabros y metadiabasas que intrusionan la secuencia metavolcánica y metasedimentaria.
Como saber donde hay oro en venezuela
El oro se encuentra asociado a 3 tipos morfológicos:
a) Vetas masivas de cuarzo aurífero
b) Vetas de cuarzo con pirita aurífera
c) Oro en pirita asociado a metalavas en zonas de cizallamiento, bajo la forma de vetillas irregulares de cuarzo, en pliegues de arrastre, en zonas de boudinage y micropliegues. En las zonas mineralizadas se presentan con frecuencia zonas enriquecidas o bonanzas (ore-shoots).

En cuanto a su origen, los depósitos de oro del Distrito Minero de El Callao se relacionaban con intrusiones graníticas, asociadas al Complejo de Supamo o bien con intrusiones de gabros y diabasas, también frecuentes en la región. Pero tomando en consideración que el Supergrupo Pastora y el grupo Botanamo representan remanentes de cinturones verdes, consideramos estos yacimientos como del tipo volcánico-exhalativo.

Las soluciones hidrotermales solamente tuvieron un efecto de distribución de la mineralización aurífera asociada a las rocas metavolcánicas, depositándolas posteriormente en estructuras favorables. Dos factores fueron determinantes en la mayor receptibilidad de las rocas volcánicas para las vetas auríferas: las características físicas de las lavas, que son más favorables para el desarrollo de sistemas de fracturas a lo largo de las cuales tomó lugar la mineralización de oro y la composición química y mineralógica de las lavas, favorables para la formación de clorita y cuarzo secundarios por la acción del CO2. Con respecto a la paragénesis, se presentan dos tipos de mineralizaciones: cuarzo-oro-pirita-tungsteno y cuarzo-oro-pirita, siendo esta última la de mayor importancia en el distrito minero de El Callao. La presencia del mineral scheelita, coloca el yacimiento en el tipo hidrotermal, de temperatura media y alta (mesotermales-hipotermales).

En el Distrito Minero de El Callao se han establecido reservas medidas, estimadas e inferidas del orden de los 3 millones de toneladas métricas, con una ley promedia de 12 gramos por tonelada; pero tomando en consideración su extensión y la abundancia de zonas mineralizadas, los recursos potenciales podrían ser superiores a los 5 millones de toneladas métricas.

Elementos estructurales relacionados a la mineralización aurífera en Venezuela
Tectónicamente, los depósitos más importantes de la región se encuentran a lo largo de zonas de cizallamiento, como el caso de El Callao, o en zonas de brechas producidas por fallamientos de las vetas como en el caso de Botanamo, Vuelvan Caras, Bochinche, Salva la Patria e Introducción. En las minas de Botanamo, Vuelvan Caras y La Estrella fue observado un sistema de fracturas primarias, representado por las direcciones de los esquistos encajantes los cuales, al parecer, determinan el curso de las vetas. También fue observado otro sistema de fracturas posterior al primero, representado por las fallas que dieron origen a las zonas de brecha. Este sistema de fracturas es más complejo en la región de El Callao en donde se han podido observar deformaciones adicionales.

Distrito minero de El Callao (Estado Bolívar)
como y donde se busca oro en venezuela
La región de El Callao situada en la sección noroccidental del distrito Roscio del Estado Bolívar, comprende los municipios El Callao, Guasipati y El Miamo, dentro de la hoya hidrográfica del río Yuruari. Es el Distrito mas importante de la región, se encuentra al sur de la población de El Callao en el poblado El Perú, dentro del conjunto de rocas volcánicas metamorfizadas a las facies del esquisto verde, recibieron el nombre de formación El Callao por encontrarse en esta localidad. En el Distrito existen entre 250 y 300 vetas de oro. En los comienzos de la década del 70 se explotaban 88 vetas de las cuales 68 estaban en concesiones mineras nacionales y 20 en concesiones mineras particulares.

En algunos casos las vetas llegan a alcanzar longitudes de 4 kilómetros. El oro aparece irregularmente distribuido y generalmente tiende a disminuir al aumentar la profundidad. La mineralización aurífera está formada por oro nativo y en solución solida, asociado a pirita y a pequeñas cantidades de calcopirita, bornita, esfalerita y tetrahedrita. Además, en ciertas zonas se han encontrado minerales de tungsteno, esencialmente scheelita. Las vetas de cuarzo aurífero, invariablemente, están asociadas a zonas de cizallamiento y al desarrollo de una esquistosidad muy pronunciada. La roca muestra una intensa propilitización caracterizada por el desarrollo de clorita, calcita y epidoto; a veces también se forma en ella un enjambre de vetillas de cuarzo que desaparecen en intensidad a cierta distancia de las vetas asociados a las zonas de alteración.
Los depósitos de oro de El Callao se pueden relacionar a la tercera categoría de la clasificación de yacimientos primarios de este metal, establecida recientemente por Boyle (1980) "vetas de oro y plata, vetas de plata y oro, oro diseminado (stocksworks), chimenas mineralizadas y cuerpos irregulares silicificados en zonas de fracturas de cizallamiento y de brechas y fallas, asociadas a rocas volcánicas y volcano-sedimentarias". La mayoría de estos depósitos son de edad Precámbrica, principalmente del Arqueano y del Cenozoico. Las rocas cajas más favorables son los metabasaltos y metaandesitas (rocas verdes y propilitas); el oro se encuentra principalmente en forma de oro nativo en vetas de cuarzo y en zonas silicificadas y de carbonatos y en forma de teleruros y contenido en pirita o arsenopirita; además del oro es frecuente el enriquecimiento de los siguientes elementos: Cu, Zn, Cd, Hg, B, Ti, Pb, As, Sb, Bi, V, Se, Te, Mo y W.

Placeres auríferos
Además de los yacimientos de oro primario descritos, existen en la Guayana Venezolana abundantes placeres auríferos, los cuales han sido trabajados desde el tiempo de la Colonia. Estos yacimientos son explotados por mineros que operan en las áreas de libre aprovechamiento, por lo cual es difícil establecer la producción acumulada y actual. Sin embargo, se tiene clara evidencia de que los recursos potenciales son cuantiosos, a pesar de que no se han realizado estudios estadísticos ni mineros que permitan establecer en cifras la cuantía de los mismos.

Video de técnicas de Como buscar oro:

Nota del autor:
Hemos hecho este artículo para nuestros hermanos venezolanos que pasan por algunas dificultades debido al modelo de gobierno, sobre todo a los que viven en el interior del país y de quienes las agencias de noticias no hablan y que están pasando por muchas dificultades, queremos mostrar algunos caminos para que ellos puedan explotar sus tierras no sólo en busca de oro, sino de otros minerales que tengan valor. Pero, atención a este mercado, es un negocio que a veces puede ser sucio y no es lo que queremos, algunos negociantes podrán ver sólo el lado de la explotación y la ganancia, por eso trate de hacer negocios sólo con personas de bien y compradores honestos y profesionales . Si tiene alguna duda, no exista en comentar. Gracias y mis más sinceros votos de buena suerte y SUCESO

Fuentes de información:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Segue nossa oficina.