Imagens comparativas de falsos meteoritos

Imagens comparativas de falsos meteoritos
Meteor Wrong, Fake Meteor
(meteoros falsos)
fotos de falsos meteoritos
A seguir estão fotografias de rochas que os descobridores suspeitam serem meteoritos. Alguns deles foram examinados de perto, e alguns foram analisados a sua mineralogia ou a composição química. Mas a maioria, no entanto, só foram vistas em fotografias.
É impossível determinar com certeza se uma rocha é um meteorito através de uma fotografia.
Veja o exemplo a seguir e tente encontrar o meteorito, isto se você não estiver com fome:
meteor test vs lunch
Veja o resultado da Imagem 1 no final do artigo.

Muitas vezes, podemos dizer:
 “Isto quase que certamente não é um meteorito porque ...” 
Infelizmente, e geralmente não podemos dizer com muita certeza que tipo de rocha e pedra é realmente olhando apenas para uma fotografia e esta foto de cima é só um exemplo.

Aprenda como reconhecer se a sua pedra é um meteorito:
https://www.oficina70.com/2018/11/como-identificar-se-uma-pedra-e-um.html

Apresentamos abaixo uma pequena coleção de fotografias de pedras suspeitas de serem meteoritos encontradas na internet.
Para a maioria, podemos dizer: "Isso certamente não é um meteorito". Para alguns, não temos certeza. Para cada foto, há uma breve explicação do motivo pelo qual não é um meteorito. Mas podemos estar errados.
Não vamos dizer que estamos sempre corretos, podemos errar, afinal nós aprendemos uns com os outros e estamos aqui para aprender mais e mais. Caso discorde de alguns deles deixe os seus comentários no final do artigo.

Teste: encontre os meteoritos
fake meteor, click here for the answer.
Clica na foto para resposta ou AQUI.

Fotos de pedras que se parecem com meteoritos mas não são:
Compare a sua pedra suspeita com alguma das seguintes fotos para reconhecer se poder ser ou não um meteorito.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?

1) É muito esférico. Meteoritos nunca são tão esféricos.
Um meteorito é uma rocha que foi ejetada de um asteróide ou planeta pela colisão de outro meteoróide ou asteroide. Esse processo faz rochas angulares e quebradas, não rochas esféricas. Conforme o meteoro entra na atmosfera da Terra, algumas das bordas irregulares são suavizadas e arredondadas pelo derretimento, mas nunca ao ponto de produzir uma rocha esférica. Entre os meteoritos lunares, o mais esférico é Dhofar 280.
2) Não há crosta de fusão. Há algum tipo de casca, mas não parece uma crosta de fusão. Uma crosta de fusão é brilhante e geralmente escura.
O que é isso?
Este é provavelmente algum tipo de concreção. Veja concreções de balas de canhão.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão.
2) muito redondo. Esta rocha tem a forma de um esferóide oblato, o que é raro entre os meteoritos.
O que é isso?
Não podemos identificar o tipo de rocha da foto, mas uma forma como essa é comum entre as rochas terrestres que foram desgastadas por outras rochas e a ação das ondas perto da costa de um grande corpo de água ou em um rio que flui rapidamente.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
Não é possível descartar com segurança que esta rocha da foto é um meteorito. Há algum tipo de crosta, mas não é tão suave quanto a crosta de fusão dos meteoritos.
O que é isso?
Assemelha-se a um pedaço de basalto.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão.
2) Muitos recursos angulares. Em meteoritos rochosos, qualquer borda afiada é contornada pela ablação quando o meteorito entra na atmosfera. 
O que é isso?
Não podemos dizer com uma certeza.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
Esta é uma face polida e serrada de uma rocha. Quem a encontrou achou que se assemelhava a algumas brechas de meteoritos lunares.
1) Os grãos são muito arredondados. Na superfície da Lua e asteróides, não há água fluindo ou soprando vento, então não há mecanismo para fazer grãos arredondados. Impactos dos meteoróides na superfície dos asteróides e da Lua tendem a produzir fragmentos de rochas angulares. Chondrules em meteoritos são mais esféricas do que isso.
2) Meteoritos não são tão azuis. No entanto a cor azul pode ser um artefato fotográfico.
O que é isso?
Provavelmente uma rocha sedimentar terrestre ou rocha vulcanoclástica.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão.
2) Demasiado redondo.
3) muito rosa. Os meteoritos não são cor-de-rosa, embora alguns meteoritos altamente desgastados possam ser cor de ferrugem.
O que é isso?
Este é algum tipo de rocha terrestre relacionada a riolito ou granito. Os grãos minerais incolores são provavelmente de quartzo e os grãos cor-de-rosa são feldspato de potássio. Ambos os minerais são comuns na Terra, mas muito raros em meteoritos.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão.
2) Muito angular; sem cantos arredondados.
3) A rocha é muito grossa.
4) Grande parte dessa rocha é de quartzo, o que não ocorre em meteoritos.
O que é isso?
Algum tipo de rocha terrestre rica em quartzo.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão.
2) muitos buracos. Alguns meteoritos de ferro, principalmente, têm buracos onde o material pedregoso tem resistido, mas isso é uma pedra, não um ferro. Meteoritos rochosos não têm buracos como este.
O que é isso?
Rocha legal, mas não podemos identificar o tipo de rocha da foto.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão.
2) A rocha é arredondada, mas parece ser de erosão, não de ablação durante a entrada atmosférica (sem regravrismos)
3) A forma é um pouco geométrica demais (trapezoidal, deste ângulo) para um meteorito. Quando corpos vulcânicos terrestres esfriam e se contraem, eles às vezes formam fragmentos poligonais em blocos. As rochas da Torre do Diabo são um bom exemplo. Os impactos de meteoritos nos asteróides ou na Lua não produzem rochas com formas geométricas como esta.
O que é isso?
Provavelmente um diabásio.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
A crosta nesta rocha é muito grossa para ser uma crosta de fusão. As crostas de fusão são muito finas, geralmente com menos de um milímetro.
O que é isso?
A casca dessa rocha parece ser algum tipo de revestimento de óxido de ferro (hematita).

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão.
2) A superfície original é muito áspera, não lisa, como um meteorito.
3) Está cheio de buracos.
O que é isso?
Esta é a face serrada de um basalto terrestre contendo vesículas - buracos previamente preenchidos com os gases em expansão que impulsionaram a erupção vulcânica. Essas rochas são comuns em áreas vulcânicas da Terra. Note que algumas vesículas são alongadas, o que indica que o magma preenchido com bolhas de gás fluiu antes de solidificar. As vesículas cheias são chamadas de amígdulas. Eles contêm minerais esbranquiçados depositados nos vazios de soluções aquosas que passaram pela rocha depois que ela se solidificou.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão. A rocha é mais redonda que a anterior porque foi erodida esfregando-se contra outras pedras em um corpo de água.
2) Se este fosse um meteorito lunar, como o inventor suspeitava, as coisas de cor clara seriam clastos. No entanto, os clastos em meteoritos lunares não teriam cascas, e quase todos eles têm algum tipo de casca ou borda de reação.
O que é isso?
Esta rocha é um basalto amigdalóide, como o anterior, no qual as vesículas estão agora completamente preenchidas com um mineral secundário como a calcita ou o quartzo.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) A maior parte da rocha é muito áspera e angular. O revestimento liso no topo não é uma crosta de fusão, é uma pele fria onde o magma vulcânico foi exposto ao ar. Note que é plano, não revestindo uma rocha arredondada.
2) A densidade é baixa demais para um meteorito porque é muito porosa.
3) É muito cor de ferrugem. O ferro na rocha foi principalmente oxidado em ferro férrico (Fe3 +). Quando eles caem, os meteoritos pedregosos não são tão altamente oxidados e não são cor de ferrugem. Todo o ferro é metálico (Fe0) e ferro ferroso (Fe2 +, que não é vermelho). Um meteorito altamente intemperizado, que caiu há muito tempo e foi enterrado no solo, pode ser desta cor, no entanto.
O que é isso?
Este é outro basalto (lava solidificada), um que é tão vesicular que (1) tem uma densidade muito baixa para uma rocha (é leve em peso) e (2) é conhecido por outros nomes, tanto pedra-pomes (densidade muito baixa) ou scoria (não tão baixo). Tais rochas são frequentemente vendidas como "rochas de lava" em churrasqueiras e são usadas para paisagismo.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) A "crosta" (topo) é cor de ferrugem e não é brilhante, como uma crosta de fusão seria.
2) Dentro (abaixo) não há grãos minerais óbvios e muitos poros. Os meteoritos não têm muita porosidade; a maioria não tem porosidade óbvia.
O que é isso?
Um pedaço de sílex com um revestimento de hematita.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) sem crosta de fusão.
2) muitos buracos. 
O que é isso?
Esta rocha parece um pedaço de basalto (lava solidificada). Como outros basaltos desta série, tem vesículas (bolhas de gás). A superfície intemperizada é avermelhada (Fe3 +), mas o interior é cinza (Fe2 +), comum nos basaltos.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
Pode ser um meteorito, mas o revestimento brilhante não parece realmente uma crosta de fusão, que seria mais suave e mais aerodinâmica. Além disso, o pesquisador disse que não era magnético.
O que é isso?
Não posso dizer pela foto, mas parece ser uma concreção de hematita.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
Esta rocha tem claramente uma crosta, mas é grossa, avermelhada e grumosa. Se você olhar de perto, existem formas quadradas na crosta. Um meteorito, mesmo um meteorito de ferro, será mais suave do que este na superfície, e não haverá quadrados.
O que é isso?
Esse parece ser um aglomerado de cristais de pirita. O exterior está enferrujado porque o sulfeto de ferro se oxidou em óxido de ferro.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
O revestimento é muito espesso e avermelhado para uma crosta de fusão de meteorito. Uma crosta de fusão brilhante (fresca) provavelmente mostraria algumas características de fluxo. A rocha é mais redonda do que é típico de um meteorito.
Além disso, os meteoritos não costumam ter uma forma tão simétrica e não há regmaglóides.
O que é isso?
Não sei, mas é provavelmente uma rocha terrestre com um revestimento de hematita, como não. 15 ou pode ser hematita por toda parte. Seria útil conhecer a densidade.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
Há uma crosta em porções da rocha, mas é um pouco a vermelho para uma crosta de fusão.
É muito poroso. Nenhum meteorito tem tantos buracos.
O material cinza parece quartzo. Meteoritos não têm quartzo.
O que é isso?
Essa rocha arranha o vidro, então é uma espécie de quartzo, com um revestimento de óxido de ferro.

Por que essa rocha provavelmente não é um meteorito?
1) Nenhuma crosta de fusão.
2) Tem vesículas.
O que é isso?
Este é um basalto terrestre muito típico. Observe que as vesículas são alongadas. Isso mostra que a lava basáltica estava fluindo enquanto esfriava.

Resultado do teste de meteorito da Imagem 1
Este foi apenas um teste para você saber que é muito difícil de se analisar pedras e meteoritos apenas por fotos.

Visite o link do site a seguir para ver mais fotos de exemplos de meteoritos falsos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Segue oficina70.com