Turmalinas, variedades e espécies

As turmalinas constituem um grupo de minerais, e não uma espécie só.
São mais de 12 espécies, mas as usadas como gema são, em sua maioria, variedades de elbaíta.
Variedades e espécies de Turmalinas

As cores são muito variáveis e, de acordo com ela, a elbaíta recebe nomes como rubelita (rosa ou vermelha), indicolita(azul), acroíta (incolor), verdelita (verde).
A turmalina Paraíba, Liddicoatita e a Indicolita são as mais raras neste grupo.
paraíba tourmaline
 Turmalinas em geral formam-se em cristais colunares alongados verticalmente, quase sempre com faces curvas e estriadas na direção de maior comprimento.
Turmalinas coloridas podem ter uma cor em cada extremidade e ainda uma terceira no centro, ou ter uma cor por fora e outras no seu interior distribuídas concentricamente. A turmalina de duas cores é chamada de turmalina bicolor. Se tem cor rosa no centro e verde nas extremidades esta recebe o nome popular de turmalina melancia.
A indicolita é bastante rara enquanto a schorlita, é a mais comum.
Turmalinas são gemas opacas a transparentes, de brilho vítreo. A rubelita costuma ter muitas fissuras. As mais usadas em joias são as amarelo-esverdeadas, amarelo-mel, azul-escuras, vermelhas, verde-escuras e rosa.
São produzidas principalmente na Namíbia, no Brasil e nos EUA, vindo em seguida Rússia, Mianmar (ex-Birmânia), Sri Lanka (turmalina amarela), Índia e Madagascar.

Turmalinas no Brasil
verdelite tourmaline
No Brasil, destaca-se o Estado de Minas Gerais, mas existem turmalinas também no Ceará, em Goiás e na Bahia. Em 1978, no Município de Conselheiro Pena (MG), descobriram-se vários cristais de rubelita com alta qualidade gemológica com dezenas de quilogramas.

Não existe turmalina sintética no comércio de gemas, mas o que pode existir é uma mudança de cor por meio de radiação feita em laboratórios.
Veja mais informações sobre isto no final deste artigo.

Valor de turmalinas
No geral quanto mais raro mais caras, como é o caso da paraíba e da liddicoatita, mas o valor das outras turmalinaso que conta é a cor é ai que o valor cresce com a intensidade da cor, no entanto entre as verdes valem mais as mais claras (mais parecidas com a esmeralda). Nas turmalinas bicolores o valor maior corresponde ao maior contraste de cor.

Brevemente, saiba onde encontrar turmalinas no Brasil, as variedades e os preços.

Espécies de turmalinas:
Dravita
Melancia
Elbaíta
Schorlita
Indicolita
Liddicoatita
Rubelita
Verdelita
Cromodravita
Siberita
Bicolor
Paraíba
Uvita

6 espécies de turmalina são de real importância para gemologistas:
Elbaíta
Liddicoatita
Dravita
Cromodravita
Schorlita
Uvita

Das acima, elbaita é a mais importante. A discriminação entre elbaita e liddicoatita geralmente não é aceita por alguns gemólogos.

Variedades de turmalinas
Existem muitas variedades, principalmente de cor, dessas espécies.
Variedades de cores (os nomes se aplicam a todas as espécies).

Acroita - turmalina incolor
Rubelita - turmalina vermelha (cor devido ao ferro e manganês)
Indicolite - turmalina azul (cor devido ao ferro)
Verdelita - turmalina verde (cor devido ao ferro e titânio)
Siberita - turmalina violeta-avermelhada
Melancia - um núcleo rosa com bordas verdes
Bicolor - turmalina de duas cores
Tri-Color - turmalina de três cores

Paraíba - turmalina elbaita de cor neon (cor devido ao cobre e manganês)
schrol
Schorlita - turmalina preta, (turmalina negra) muito mais comum que as outras.

Variedades de Elbaíta por cor:
Incolor: variedade achroita (que significa "incolor"), (geralmente, mas nem sempre, elbaita).
Vermelho ou vermelho-rosado: variedade rubelita (de rubi)
Azul claro a verde azulado: variedade indicolita brasileira (de índigo)
Verde: variedade brasileira de verdelita (de esmeralda)
A turmalina melancia é uma variedade com um centro avermelhado cercado por uma zona externa verde semelhante à casca de melancia, evidente em fatias de prismas de seção transversal, geralmente exibindo lados curvos.

Sobre a liddicoatita
a rare tourmaline
Liddicoatita ou fluor-liddicoatita é um raro membro do grupo das turmalinas que se encaixa no subgrupo de elbaita, é o membro teórico final do cálcio da série elbaita-fluor-liddicoatita; o membro final puro ainda não foi encontrado na natureza. Fluor-liddicoatita é indistinguível da elbaita por técnicas de difração de raios-X. Forma uma série com elbaita e provavelmente também com Olenita.
A liddiocoatita é um nome mineral não aprovado, ainda.

Turmalina
As turmalinas vêm em uma ampla variedade de cores interessantes.
A turmalina possui uma das mais amplas faixas de cores de qualquer espécie de gema, ocorrendo em vários tons de praticamente todos os matizes.

Muitas variedades de cores de turmalina inspiraram seus próprios nomes comerciais:
Rubelita é um nome para turmalina rosa, vermelha, arroxeada vermelha, vermelha alaranjada ou vermelha acastanhada, embora alguns profissionais argumentem que o termo não deve se aplicar à turmalina rosa.
O Indicolite é turmalina azul violeta escuro, azul ou azul esverdeado.
A Paraíba é uma turmalina intensa de azul violeta, azul esverdeado ou azul do estado da Paraíba, Brasil.

Conheça mais sobre a turmalina Paraíba, a mais cara das turmalinas e uma das pedras preciosas mais caras do mundo, se você achar um belo exemplar você está feito.
Clica AQUI para saber mais sobre ela.

A  cromodravita é verde intenso. Apesar do nome, é colorido principalmente por vanádio, o mesmo elemento que colore muitas esmeraldas brasileiras e africanas.
african chromdravite
A turmalina colorida em parti exibe mais de uma cor. Uma das combinações mais comuns é verde e rosa, mas muitas outras são possíveis.
turmalina melancia é rosa no centro e verde no exterior. Os cristais desse material são normalmente cortados em fatias para exibir esse arranjo especial.
watermelon tourmaline

Algumas turmalinas também mostram um efeito de olho de gato chamado chatoyancy. As turmalinas de olho de gato geralmente são verdes, azuis ou rosa, com uma difusão mais suave do que o olho de gato no crisoberilo. Isso ocorre porque, na turmalina, o efeito é causado por inúmeras inclusões finas, semelhantes a tubos, que se formam naturalmente durante o crescimento da gema. As inclusões são maiores que as inclusões no crisoberilo olho de gato, portanto, a chatoiância não é tão acentuada. Como outros olhos de gato, essas pedras precisam ser cortadas como cabochões para trazer à tona o efeito.

A composição química de uma turmalina influencia diretamente suas propriedades físicas e é responsável por sua cor. As turmalinas compõem um grupo de espécies minerais intimamente relacionadas que compartilham a mesma estrutura cristalina, mas têm propriedades químicas e físicas diferentes. Eles compartilham os elementos silício, alumínio e boro, mas contêm uma mistura complexa de outros elementos, como sódio, lítio, cálcio, magnésio, manganês, ferro, cromo, vanádio, flúor e, às vezes, cobre.
bi color chromdravite
Cromdravita bicolor encontrada somente em alguns países africanos.
Os gemologistas usam as propriedades e a composição química de uma turmalina para definir suas espécies.

Em que tipo de solos se encontram as turmalinas
A maioria das turmalinas de gemas são elbaítas, ricas em sódio, lítio, alumínio e, às vezes - mas muito raramente - cobre. Eles ocorrem em pegmatitos contendo granito, que são rochas ígneas raras. 
A turmalina é encontrada em pegmatitos de granito e granito e em rochas metamórficas como xisto e mármore. Turmalinas ricas em Schorl e lítio são geralmente encontradas em granito e pegmatito de granito. Turmalinas ricas em magnésio, dravitos, geralmente são restritas a xistos e mármore. A turmalina é um mineral durável e pode ser encontrada em pequenas quantidades como grãos em arenito e conglomerado.
Às vezes, os pegmatitos são ricos em elementos exóticos importantes para a formação de certos minerais. Os pegmatitos podem conter cristais muito grandes com até 1 metro de comprimento. Devido à natureza dos pegmatitos, diferentes bolsos de gemas dentro de um corpo de pegmatita podem conter cristais de turmalina de cores muito diferentes. Ou um bolso pode produzir uma variedade de turmalinas de cores diferentes. Como resultado, muitas minas produzem uma variedade de cores de gemas.

Outra característica dos pegmatitos de gemas é a distribuição dispersa dos bolsos dentro deles. Para os mineradores, o trabalho de um pegmatito consiste principalmente na escavação de rochas áridas até que o trabalho resulte na recompensa ocasional e repentina de um rico bolso cheio de cristais espetaculares.

Elbaitas oferecem a mais ampla gama de cores de turmalina com qualidade de gema. Eles podem ser verdes, azuis ou amarelos, rosa a vermelhos, incolores ou divididos em zonas com uma combinação de cores.
A liddicoatita é rica em cálcio, lítio e alumínio. Também se origina em pegmatitos contendo granito e oferece uma variedade diversificada de cores, geralmente em complexos padrões internos de zonas.
Uvita é rica em cálcio, magnésio e alumínio. A dravita é rico em sódio, magnésio e alumínio. Ambos se formam em calcário que foi alterado pelo calor e pela pressão, resultando em mármore que contém minerais acessórios, como turmalina.
Algumas das turmalinas de gemas mais importantes são misturas de dravita e uvita. Geralmente, são marrons, marrons amareladas, marrons avermelhadas ou quase pretas, mas às vezes contêm traços de vanádio, cromo ou ambos. 
rough chromdravite from africa
Quando presentes nas concentrações corretas, essas impurezas produzem tons verdes ricos que rivalizam com os da granada tsavorita e, ocasionalmente, até da esmeralda. Alguns joalheiros vendem essas jóias como turmalina cromada, mesmo que elas nem sempre sejam coloridas com cromo.
As gemas amarelas brilhantes que alguns garimpeiros chamam de turmalina "savana" também são misturas de dravita e uvita. Seu elemento corante é o ferro.
Schorlita é tipicamente preto e rico em ferro. Forma-se em uma ampla variedade de tipos de rochas. Raramente é usada como uma jóia, embora tenha sido destaque em jóias de luto.
As cores da turmalina têm muitas causas diferentes. É geralmente aceito que traços de ferro e possivelmente titânio induzem as cores verde e azul. O manganês produz vermelhos e rosa e, possivelmente, amarelos. Algumas elbaitas rosa e amarelo podem dever seus tons aos centros de cores causados ​​pela radiação, que pode ser natural ou induzida por laboratório.

Tratamentos em Turmalinas
Algumas gemas de turmalina, especialmente pedras de cor rosa a vermelho, são alteradas por tratamento térmico para melhorar sua cor. Pedras vermelhas muito escuras podem ser iluminadas por tratamento térmico cuidadoso. A cor rosa em pedras contendo manganês quase incolor a rosa pálido pode ser bastante aumentada pela irradiação com raios gama ou feixes de elétrons. A irradiação é quase impossível de detectar em turmalinas e, atualmente, não afeta o valor. Turmalinas fortemente incluídas, como a rubelita e a paraíba brasileira, às vezes são melhoradas. Uma turmalina com clareza melhorada (especialmente a variedade paraíba) vale muito menos do que uma gema não tratada de igual clareza.

Teste e identificação de turmalinas
(Brevemente) 

Colecionadores de turmalinas
tourmaline collection
Pela sua ampla variedades de espécie e variedades de cores alguns colecionadores de minerais se dedicam em colecionar somente elas.
Muitas das turmalinas são encontradas na matriz de quartzo sendo espécimes de excelência para colecionadores.

Fontes:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Segue oficina70.com