Turmalina Paraíba, a mais rara turmalina

Turmalina Paraíba
a mais rara pedra preciosa, the largest rare gemstone
Turmalina Paraíba é uma gema que foi descoberta no distrito de São José da Batalha, nos domínios territoriais do município de Salgadinho, na Região Metropolitana de Patos, estado da Paraíba. Foi em meados de 1980, sob a supervisão de Heitor Barbosa, com o primeiro achado, oito anos após o início da atividade. Também chamada de turmalina azul, conquistou o mercado internacional virando modismo principalmente na Europa e Ásia.
A raridade, a cor e o brilho da pedra são os principais responsáveis por sua alta cotação, de acordo com a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Minerais da Paraíba (CRDM). Grifes como Dior, Tiffany e H.Stern chegam a vender jóias de milhões de Reais com apenas uma turmalina.
turmalina paraíba na matriz de quartzo
Turmalina Paraíba na matriz de quartzo da mina da Batalha,
Imagem: Edson Ferreira dos Santos by mindat.org
Ela difere-se de outras turmalinas por possuir pequenos traços de cobre em sua composição, o que a faz refletir um efeito luminoso conhecido como “neon”. De tonalidades azul, azul-esverdeado e verde azulado, as mais escuras são consideradas mais valiosas e são mais raras de ser encontradas na natureza.
É uma das pedras mais caras do planeta: 01 quilate (0,2grama), custa em média 30 mil dólares, contudo, dependendo da característica da gema, pode chegar à casa dos 100 mil dólares.
Existem outros tipos de turmalina mas nenhuma tão valiosa quanto esta.
Vale salientar também, que é uma das pedras mais raras, mais caras e mais procuradas do mundo. Mais rara até que o diamante.
Por este motivo a cidade de onde é extraída a Turmalina Paraíba, foi palco de um esquema internacional para explorar ilegalmente esta pedra preciosa e levá-la para fora do Brasil. O lugar estava no centro de uma gigantesca fraude internacional que envolvia empresários do Brasil e compradores estrangeiros, entre eles um homem do Afeganistão, suspeito de envolvimento com um dos principais grupos terroristas do mundo.

Em termos mineralógicos, a Turmalina Paraíba deve se referir apenas à turmalina da fonte original da Paraíba, Brasil e que são extraídos da Mina Batalha em São José da Batalha, sendo que mais em nenhum local oferece uma pedra de maior qualidade do que as que são extraídas ali.

Turmalina Paraíba
the rarest gemstone in the world
The Rarest Gemstone in the World
Uma turmalina paraíba é azul (azul elétrico, azul neon, azul violeta), verde azulado a azul esverdeado, verde ou azul, turmalina verde amarelada, de média a alta saturação e tonalidade (relativa a essa variedade de turmalina), principalmente devido à presença de cobre (Cu) e manganês (Mn). O nome da variedade de turmalina "paraiba" é derivada da localidade brasileira Paraíba, onde essa pedra foi extraída pela primeira vez.

Definição do nome Turmalina Paraíba
O nome comercial foi formalizado pelo Comitê de Harmonização Manual do Laboratório (LMHC), um grupo de sete laboratórios gemológicos em todo o mundo. Portanto, Turmalina Paraíba, é um nome independentemente da localidade da ocorrência.
No entanto, o nome tem um uso prolongado no comércio de pedras preciosas para incluir turmalinas azuis-elétricas semelhantes (onde a cor é causada por traços de cobre) de outras fontes no Brasil, em Moçambique na Nigéria, etc.
Desde o início, o comércio rotulou essas turmalinas de Paraíba. Mesmo as turmalinas extrídas do Rio Grande do Norte também foram chamadas de paraíba.

Nomear as gemas nigerianas era um pouco problemático. Muitos gostariam de tê-los chamados de turmalinas “paraíba like” ou outros nomes. Infelizmente, muito do material nigeriano foi misturado com o brasileiro desde o início e as distinções foram confusas. Em seguida, tivemos a adição das pedras de Moçambique. Estes eram comumente chamados de “tourmalinas da paraíba de Moçambique”.

As diferenças químicas entre as fontes são tão pequenas que muitas vezes é impossível determinar a origem. Visualmente, as melhores amostras da Nigéria ou Moçambique tinham cores tão vivas quanto as do Brasil.

Em 1999, antes das descobertas nigerianas, a Confederação Mundial de Jóias (CIBJO) modificou suas regras, permitindo “paraíba” como um nome comercial válido. Tradicionalmente, os minerais costumam receber seu nome como uma referência ao local onde foram encontrados pela primeira vez, pelo que chamar todas as turmalinas de elbaita com cobre de “paraíba” era facilmente aceito.

Em Fevereiro de 2006, na Conferência Internacional do Laboratório da Indústria de Pedras Preciosas, o termo “turmalina paraíba” foi adaptado como um nome de variedade, independentemente da origem geográfica. Logo a seguir em Abril, o Comitê Internacional de Harmonização do Manual do Laboratório também aceitou a nova terminologia.

Como resultado desses eventos, a maioria dos laboratórios gemológicos internacionais está chamando todas Elbaitas contendo cobre de “turmalina paraíba”. Muitos relatórios de laboratório observam que esse é um nome de variedade e não indica necessariamente a origem.
turmalina paraíba bruta
A American Gem Trade Association, frequentemente na frente de questões éticas, revisou seus procedimentos de denúncia e ordenou que os relatórios da AGTA conterão as seguintes informações:

ESPÉCIES: Turmalina elbaita natural
VARIEDADE: Turmalina Paraíba
ORIGEM: a fonte (se conhecida) ou não determinada
COMENTÁRIOS: o nome da variedade paraíba é derivado da localidade no Brasil onde foi extraída pela primeira vez, sua origem geográfica não foi determinada e, portanto, pode ser do Brasil, Moçambique, Nigéria ou de outra localidade.

NOTA:
Algumas pedras, nos canais de compras de TV, por exemplo, foram rotuladas como Turmalina Paraíba, mas parecem na tela como turmalina verde comum. Isso pode ser simplesmente um problema com a reprodução da cor na TV, mas os compradores devem tomar cuidado, apenas a turmalina com uma cor azul elétrica ou azul esverdeada genuína deve ser chamada com este nome com alguma honestidade.

Cuidado com as imitações:
Vendedores não tão honestos podem tentar vender pedras que não são Turmalinas Paraíba mas sim pedras que tenham uma coloração azul natural como água-marinha, topázio, haunita, fluorita, indicolita, benitoita, apatita ou até mesmo quartzo ou então pedras que receberam tratamentos por calor como o zircão, indicolita ou o topázio.
A identificação da Turmalina Paraíba seguradamente só se dá por meio de equipamentos ou certificação direto da mina.
Veja a seguir nosso artigo sobre como identificar uma Turmalina Paraíba:


Onde encontrar Turmalina Paraíba no Brasil
Paraíba: Mina Batalha em São José da Batalha.

Onde encontrar Elbaíta cupriana no Brasil
Paraíba: Província mineral de Borborema e em Salgadinhos; Rio Grande do Norte: Província mineral de Borborema no pegmatito Glorioso, Parelhas na Mina Alto dos Quintos e nos pegmatitos Capoeira 1(boqueirãozinho) e Capoeira 2(mulungo) e fazenda Turmalina de cima.

Onde encontrar Elbaite cupriano na África
Moçambique
Nampula Province: Mavuco

Nigeria
 Oyo:Ilorin, Edoukou Mine (Indoukou Mine; Edoko Mine)

Fontes:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Segue oficina70.com