Oficina70

Geologia do ouro e indicadores naturais do ouro

Lição da geologia do ouro
Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
Um pedaço de quartzo branco pode ser um ótimo indicador de que uma área pode ter ouro.

 Geologia e os Indicadores Naturais que podem ajudá-lo a encontrar ouro
Nem todos os depósitos de ouro foram encontrados e extraídos. Ainda há lugares que contêm ouro e que nunca foram encontrados, apesar de empresas, mineiros e garimpeiros  terem procurado ouro por centenas de anos até agora. Se você encontrar algum desses depósitos de ouro não descobertos, tem uma boa chance de ter encontrado algo especial. Para encontrar um desses depósitos, você precisa identificar os indicadores naturais que o levarão a encontrar o ouro.

Nós vamos te ajudar a entender e a conhecer melhor a geologia dos solos que contém ouro, ou os solos que tem as melhores hipóteses de se encontrar ouro.
Aprenda a geologia da região onde quer explorar
Veio de ouro no quartzo - Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
É extremamente importante aprender sobre a geologia de um local em particular onde quer começar a garimpar. Todas as áreas são diferentes, e você precisa entender o que procurar numa área específica onde você quer procurar ouro. Há certas coisas que são comuns a todos os locais que tem ouro, mas entender exatamente onde e como o ouro é encontrado no distrito particular que você está procurando é extremamente importante.

Tipos de rocha para uma área indicar presença de ouro
Ao pesquisar um local de mineração, boas referências de geologia de ouro indicarão os tipos de rocha geral que são associados às minas de ouro. Preste atenção a esses tipos de rochas mais comuns e sempre esteja procurando por elas quando estiver em prospecção. Elas podem ser um bom indicador de onde o ouro estará.

Porém, o tipo de rocha por si só geralmente não é um ótimo indicador ou onde procurar, já que provavelmente é comum quando você está dentro de um local conhecido por conter ouro, mas é uma das muitas coisas que vale a pena considerar.

Provavelmente, tão importante como identificar as rochas associadas ao ouro é poder identificar as rochas hospedeiras que geralmente não estão associadas ao ouro. Se a sua pesquisa nunca indicou que o ouro ocorre dentro de um certo tipo de rocha, então você certamente não quer gastar uma quantidade significativa de tempo procurando nesse tipo de geologia.
Muitas das vezes o ouro está misturado com algum minério.

Conheça algumas dos minerais que indicam ou estão associadas ao ouro no link a seguir:
http://www.oficina70.com/2017/07/quais-minerais-estao-associados-ao-ouro.html

Zonas de contato geológico
Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
Ser capaz de identificar pontos de contato geológicos é muito importante (e muitas das vezes isto é completamente ignorado) pelos garimpeiros para encontrar áreas em que o ouro irá ocorrer. Simplificando, esta é uma área onde dois tipos diferentes de rohas se juntam. Uma pesquisa geralmente indicará que os tipos de rocha serão os mais produtivos a partir de uma perspectiva de prospecção de ouro, mas o mais importante é que existe um contato. Muitas vezes, os tipos de rocha são irrelevantes, como o ouro parece ocorrer em todos os tipos diferentes. O que é mais importante é que ocorreu algum tipo de contato, que criou pressão e, muitas vezes, temperaturas extremamente elevadas que provocaram a formação de fissuras faz com que o ouro seja empurrado para a superfície.

Um livro inteiro poderia ser escrito sobre o assunto de pontos de contato e formações de ouro. Para simplificar, o ideal será dizer que identificar essas áreas com diferentes tipos de rocha reunidos são muitas vezes extremamente importantes.

A tendência geral da geologia dentro do local onde quer encontrar ouro é muito importante. Procure por pontos de contato onde diferentes tipos de rocha se juntam em um ângulo de 90 graus. Esses contatos resultaram em condições de alta pressão e alta temperatura que normalmente produzem ouro. Muitas dessas áreas terão algum funcionamento histórico, ainda há áreas por aí que são zonas de contato de "livros didáticos" que são muito ricas em ouro e que nunca foram extraídas.

Geologia do ouro e as alterações da cor do solo
Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
As mudanças de cor no solo são outro indicador de um ponto de contato. Dependendo de quanto a rocha é exposta em uma área, você pode ou não ser capaz de identificar facilmente pontos de contato onde diferentes tipos de rocha se juntam, mas você poderá ver onde a cor do solo muda. Uma vez que o solo é composto da rocha hospedeira, mesmo uma pequena alteração na cor do solo pode ser um excelente indicador de uma zona de contato.

Algumas mudanças de cor podem ser facilmente evidentes, enquanto outras podem ser bastante sutis. Você não está procurando pequenas áreas com pequenas mudanças aqui, você quer tentar identificar linhas distintas de diferentes tipos de solo.

Essas zonas de contato podem ser geralmente curtas, mas às vezes elas serão executadas em uma linha geralmente reta por muitos quilômetros. Você também pode ter sucesso ao encontrar novas áreas de ouro, localizando minas produtivas e depois anotando uma mudança de cor que se estende da mina.
Pode haver valiosos depósitos de ouro em uma drenagem próxima que são uma extensão da mesma zona de contato que ocorre em uma mina bem conhecida, sobre uma colina, por exemplo.

Lembre-se de sempre estudar os diferentes tipos de geologia do ouro e logo você descobrirá que há muitas áreas que ainda não foram encontradas.

Mancha de ferro, Hematite, Magnetite, Areias pretas
Areia preta - Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
Quem alguma vez garimpou ouro, provavelmente sabe que o ouro e o ferro têm um relacionamento muito forte. O ouro esta quase sempre associado ao ferro. As areias negras entre o ouro fino é geralmente um composto de hematita e magnetita. Estes são ambos os tipos de óxido de ferro que são comuns a praticamente todas as áreas de ouro.

Também descobrirá que a maioria das áreas onde se encontram pepitas de ouro com um detector de metais também possuem alto teor de ferro.

Isso é facilmente visível pela presença de solos muito escuros. Eles são freqüentemente de cor preta ou avermelhada, mas podem até mostrar roxo, laranja, amarelo e uma variedade de cores diferentes. Estes solos escuros ou de cores vivas podem ser um indicador de alto teor de ferro, bem como muitos outros minerais associados ao ouro.

Esta é a razão pela qual é recomendável que se use detectores de metal especificamente projetados para detectar pepitas de ouro, uma vez que eles são especificamente projetados para lidar com esses ambientes altamente mineralizados e ricos em ferro.

 O Quartzo e o Ouro
traços de ouro nativo no quartzo
A maioria das pessoas conhece a associação comum de ouro com o quartzo. Os veios dourados geralmente se formam na rocha de quartzo e certamente é um indicador a ser procurado. No entanto, muitos prospectores dão mais atenção ao quartzo do que realmente merece.

O quartzo é o segundo mineral mais abundante na superfície da Terra, e pode ser encontrado em muitos locais que têm muito pouco ou nenhum ouro. Assim, a presença de quartzo por si só é um indicador bastante pobre do potencial de ouro.

Embora a presença de quartzo sozinho não seja um indicador muito bom de onde o ouro pode ser encontrado, não há dúvida de que existem muitos locais de ouro onde ouro e quartzo têm uma forte correlação.

Considere o quartzo como um bom indicador, uma vez que se esta em uma área conhecida de ouro existe uma relação entre ouro e quartzo.
ouro nativo em quartzo - Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
Existem algumas áreas onde ouro e quartzo são comumente encontrados juntos. Muitas vezes, as pepitas de ouro que são encontrados terão uma textura muito grosseira e ainda terão o quartzo anexado a eles nos sulcos da pepita. Isso indica que eles foram corroídos diretamente do quartzo. Nessas áreas, vale a pena passar algum tempo com um detector de metal em torno de afloramentos de quartzo e escanear peças de quartzo com seu detector.

No entanto, existem muitas áreas que pode encontrar pepitas de ouro que parecem ter pouca ou nenhuma associação com o quartzo. Pode haver presença de quartzo na área, simplesmente porque é tão comum, mas o ouro não atravessa o próprio quartzo, está apenas lá.

A pesquisa é mais uma vez uma boa maneira de determinar o valor do quartzo como um indicador em uma área. Um relatório de mineração da área onde você quer prospectar ouro mencionam frequentemente se os veios de ouro ocorrem no quartzo.
Quartzo e ouro - Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
Outra coisa que vale a pena notar sobre o quartzo é que o tipo de quartzo que o ouro geralmente é encontrado não é puro branco. Mais comumente, mostrará manchas de ferro significativas, e o quartzo terá uma aparência suja com manchas avermelhadas ou castanhas. O ouro pode ser encontrado em quartzo branco puro, mas é muito mais raro e altamente colecionável, não sendo aconselhável corroer o quartzo para se extrair o ouro.

Aparência semelhante nas proximidades de uma mina de ouro já existente
Uma das melhores maneiras de encontrar novos depósitos de ouro é estudar a geologia do ouro e em seguida, explorar as franjas desses locais já conhecido.

Não estamos discutindo nenhum indicador específico aqui. Este poderia ser um ou vários indicadores naturais que são semelhantes a um local de ouro com uma história conhecida de produção de ouro. Esta é uma das melhores maneiras de encontrar uma área que ninguém tenha prospectado antes, mas pode levar muito tempo e paciência, e você provavelmente passará muito tempo procurando antes de tropeçar com qualquer ouro.

Depósitos bancários de ouro
Depósitos bancários de aluviões - Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
Os depósitos em bancas são locais próximos ao atual canal do rio que foram deixados "altos e secos" à medida que o rio corroeu e se moveu ao longo do tempo. Alguns rios estão constantemente em movimento e mudando seu caminho. Alguns rios que estão profundamente arraigados na rocha realmente não se movem muito, mas muitos rios que têm um caminho mais largo e sinuoso mudarão a localização com freqüência com cada grande evento aquático. Essas mudanças podem ser tão pequenas quanto alguns metros ou às vezes são centenas de metros. Quando isso acontece, os depósitos de placeres ricos em ouro podem ter "deixados para trás" pelo rio uma boa quantidade de ouro preso entre as rochas, e permanecerem no local longe do atual leito do rio.

A grande incôgnita sobre os depósitos bancários é a frequência com que a maioria dos garimpeiros ignoram os antigos percursos dos rios e estão focados na borda da água e não olham ao redor para estudar o rio. Mesmo em áreas que foram prospectadas ao longo dos anos, encontrar uma pepita perto da água pode ser difícil, os depósitos bancários são muitas vezes deixados quase intocados.

Canais de rios antigos
Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
Um pouco semelhante aos depósitos de bancada, a presença de canais de rios antigos é algo que muitos prospectores ignoram completamente, ou nem sequer conhecem. A coisa emocionante sobre a localização de rios antigos é que eles são praticamente desconhecidos e podem nunca ter sido pesquisados ​​com detectores de metal.

Então, o que é um rio antigo?
Geologia do ouro, indicadores naturais de ouro
Imagine por um momento que estamos no período jurássico há aproximadamente 200 milhões de anos. Um rio rico em ouro está fluindo; um rio que nunca foi prospectado e que não foi tocado pelo homem. Tem muito ouro no seu cascalho. Isto acontece principalmente nos Estados Unidos e em alguns países europeus e asiáticos.

À medida que os anos passam, a Terra muda de maneiras dramáticas. As placas tectônicas se juntam e criam as montanhas. O maior exemplo disto é que isto ocorre em todo o oeste dos Estados Unidos, designadamente na Califórnia, onde todos os anos garimpeiros encontram milhares de kilos de pepitas de ouro. Algumas áreas que antes eram fundos do vale agora estão localizadas no alto de uma montanha.

Muitas pessoas têm dificuldade em compreender o quanto a Terra pode mudar ao longo de milhões de anos. Existem rios antigos que já estavam cheios de água e ricos em ouro que agora são encontrados acima da linha de água existente. Claro que eles não contêm mais água, mas o antigo canal do rio (e ouro) permanece.

Identificar um antigo canal do rio é realmente bastante simples, uma vez que você sabe o que procura. Pense em quão diferente é a rocha usada pela água em comparação com a rocha média que você encontra no lado de uma montanha. A aparência lisa e polida do cascalho dentro de um canal do rio realmente tem muita chance, mesmo depois de milhões de anos.

Se você notar rochas desgastadas pelo rio e cascalho longe de uma via navegável atual, pergunte-se "Como?"
Mais uma vez, estudar relatórios de mineração pode fornecer uma visão sobre onde canais de rios antigos podem ser encontrados.

Em caso de dúvida, coloque seu equipamento de caminhada e comece a explorar.

ATENÇÃO:
IBAMA -Fiscalização Ambiental
As leis ambientais estão ai para serem cumpridas, não depedre a natureza, se for garimpar ouro faça-a de forma ordeira e de preferência cumprindo as normas ambientais de seu país, sob o risco de pesadas multas.
Se encontrar um grande veio de ouro poderá entrar em contacto com alguma empresa mineradora ou informe-se sobre a legislação mineral no Departamento Nacional de Produção Mineral (ANM), se for prospectar em terreno alheio, peça antes autorização do proprietário.

Não faça da sua mina outra Pontes e Lacerda
Pontes e Lacerda e a Geologia do ouro, indicadores do ouro natural
Caso encontre uma área com ouro para garimpar, siga alguns conselhos de bom senso:
Nunca tente explorar uma área que desconheça sem um acompanhante;
Não divulguem e não comentem com ninguém a suas descobertas;
Não depedre a área ou desmate, tente manter o local o mais simulado possível;
Tente não usar grandes equipamentos, ou seja, não chame a atenção ou no outro dia terá centenas de garimpeiros a recolher o que era suposto ser seu ouro;
Depois de remexer a área, tente reflorestar ou pô-la com antes.

Quer formar um Grupo de Prospectores na sua região para irem à procura de ouro?
Inscreva-se no Grupo de Oficina70 e deixe o seu comentário.
https://www.facebook.com/groups/835460939940743

Fonte:

How and Where to Find Gold in the UK

How and Where to Find Gold in the UK
Let's take a look at where to find gold from the UK. What many people do not realize is that you can find gold in the UK. Finding gold can be extremely exciting, but you have to know where to look.
How and Where to Find Gold in the UK
 Gold Maps in the UK

England has always been known as a rich country, but mineral wealth has never received much attention. The country is actually quite rich in mineral resources, and there have been discoveries of various minerals throughout the UK. Different areas produced different deposits of minerals. Iron, copper, silver, tin, and lead were mined in England, but with the high price of gold in recent years there has been a growing interest in the gold of occasional gold miners. In this article, we take a look at some of the best places to find gold in the UK.

How to find gold in streams and rivers of UK
A growing number of people are heading to the streams and rivers in search of gold. There is plenty to be had, experts say, but probably not enough for you to quit your day job.
To find the specks of gold or even a nugget or two, you will need to the right equipment and keen sense of where to find it.

Where to find gold in the UK
Gold can and has been found in the UK for many many centuries. This can be verified due to the vast amount of gold to be found in the royal collections as well some recent treasure trove finds – a 12 year old boy with a metal detector found a 16th century pendant valued at 2.5 million British pounds- that detector paid for itself!!! Undoubtedly, gold will exist in many rivers, creeks and hard rock areas that have simply never been prospected before. If you live near a river system i would where to find gold in the ukrecommend getting a basic gold panning kit, learning the basics of gold panning and get familiar with where to find gold in a river so that you can test the gravels within the river system. It is best that you practice gold panning  with some Pay-dirt at home before you venture out into your area.

Although some of the gold in the British museums would have been, ahem, acquired by the empire ;), the land itself does hold a lot of gold deposits, many of the artefacts within the British museums have been tested and have been found to have been crafted from locally found gold. As you can see from the image to the left, gold has been recovered in all parts of the UK – England, Scotland and Wales, below i will try to break them down into regional localities.

Where to find gold in England
In England gold has been found in:
The Lake District – Mungrisdale, Dunmail Raise and Blencathra Mountain are reputed to be good spots and traces have also been found in Troutbeck and Sedbergh.

The Northern Pennines – a wealth of minerals, including gold has beed found here. Nenthead and the River Swale have both had reports of gold finds.

The Forest of Dean – In 1906 there were reports of gold being found near Wigpool in the Forest of Dean. Apparently there is still gold in the ground to be found.

Camborne & Falmouth, Cornwall – a gold mine has been opened in the area recently, no doubt the surrounding river will contains alluvial gold.

Parys Mountain – it is believed to contain more than six and a half million tonnes of copper, lead and zinc, with small amounts of silver and gold – not enough gold to make a mining operation viable, but definitely enough gold to make a prospectors time worthwhile.

Please note that these places have been found to produce large mounts of alluvial gold (river gold), other gold bearing localities are undoubtedly waiting to be discovered. It would also be very likely that many gold producing sites existed throughout history in England but have been forgotten over time, their exact locations may not have been passed on to future generations – this is a very common occurrence all over the world and usually happens when a prospector does not want to reveal his or her gold producing location, if you ever find a decent site, you’ll understand this secrecy :). Even when gold has not yet been found in a location it does not mean that the gold is not there, it most likely means that it has never been searched for. Get yourself a basic gold panning kit for 40£ or so,learn where to find gold in a river and take a day trip with family or friends and check out your local streams and riverbeds, it’ll be a fun day out no matter if you find gold or not.

Metal Detecting in England
Metal detecting is a more common practice in England than standard gold prospecting, this is due to the UKs rich history of invaders, plunderers and pilferers, all of whom would have had vast amounts of silver and gold in tow as it was the currency that was used at the time. It is easier to find many ounces of gold or silver coins with a metal detector than it is to prospect yourself, why go to the trouble of digging up rivers beds when some poor soul has done the work for you, probably thousands of years ago and with a whip at his back :).

These metal detecting finds are usually of Roman or Anglo-Saxon lineage and mainly consist of gold and silver coins, these will usually be purchased from the finder by UK museums and can sometimes simply be kept by the finder and sold to the highest bidder.

In 2013, an amateur metal detectorist found £100,000 worth of gold coins on his FIRST TRIP with a basic metal detector worth just 135£.
How and Where to Find Gold in the UK
Amateur metal detector find gold coins in uk

Wesley Carrington was using the most basic metal detector when 20 minutes into his first foray he found 55 gold solidus dating back more than 1,600 years.
He had begun his search in woodlands near St Albans, Herts.
Mr Carrington said “I just thought I would give it a go. I would say after about 20 minutes it beeped. I found a coin that was gold-coloured, with a Roman figure on it.”
Days later he returned to the Berkhampstead shop where he had purchased his £135 metal detector and showed them his haul.
At an inquest in Hatfield, coroner Edward Thomas declared the find as a treasure trove and passed the matter to the British Museum to put an estimate on the items.
The value of the hoard, believed to be more than £100,000, will then be split between Mr. Carrington and the landowner.” Not bad for his first trip.

In January of 2015 Paul Coleman found 1 million pound sterling worth of silver coins on a metal detecting trip.
Coins found  by treasure hunter Paul Coleman and wife Christine's
Coins found  by treasure hunter Paul Coleman and wife Christine's

“A hard-up metal detector fan told today how he found an amazing £1million hoard of coins.
Paul Coleman, 59, whose bank accounts are all in the red, almost stayed at home because he could not afford to fill up his car with petrol to go on the dig.
But hours later he ,unearthed more than 5,000 Anglo-Saxon silver coins – one of the biggest finds ever made in Britain.
Experts believe the hoard may have been buried after the Battle of Hastings to protect it from the Norman invaders.
Jobless Paul will split the money from his find with the landowner farmer.
He made the discovery just before Christmas and his present to wife Christine, 53, was a pledge to buy a new house.”

Due to the rich history of England and the UK in general, i would imagine that rich hoardes of silver and gold could be found in almost any location on the island. Silver and gold would have been buried by Lords all the way down to Peasants in an effort to preserve their wealth in the face of oncoming invaders, with the intention of digging their stash back up when the invaders have either left or passed through. Many of these hoarders would have been killed by the invaders or forced to move with them, hence the reason why the stash is stilll lying buried in the ground, waiting for the familiar beep beep beep of a metal detector.

Where to find gold in Wales
Gold in Wales has been found at Angelsea,Pembrokeshire, Dollacothi & Dollgelau , i know from personal experience that gold can be found in the gravels of the Mawddach river.

On a side note, a man recently found a gold nugget on a Welsh beach worth 50000£, this gold came from a ship that sank nearby in 1859.

Where to find gold in Scotland
Gold has been found in the following location in Scotland – Dumfries, Tyndrum, Glendevon, The Perthshire Hills and Helmsdale.
Watch the video:

Gold panning in the UK

Source:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Segue nossa oficina.