Como determinar o preço dos diamantes em bruto (forma de cálculo)

Vamos tentar dar-lhe algumas explicações e informações úteis para entender melhor quais são os diferentes critérios que podem intervir no cálculo do preço de diamantes em bruto.

Critérios a serem considerados
Os principais elementos que podem influenciar no preço dos diamantes em bruto na compra são:
(se forem para vender para fora do Brasil)
O país ou a compra ocorre: África, Europa, EUA, etc ...
O país a que esses diamantes serão exportados: Europa, Israel, EUA, Índia, etc ...
O método de pagamento: transferência bancária, em dinheiro, COD, etc ...
Despesas diversas: passagem aérea, hotel, etc ...

A estrutura cristalina do diamante bruto
Deve ser determinada com muito cuidado para classificar os diamantes das várias classificações existentes: pedras, formas, clivagens, macles, flats.
A classificação correta da estrutura de cristal de diamantes em bruto é decisivo na determinação do preço de compra, de fato todas as formas cristalinas do diamante não tem a mesma produtividade no corte.
Por exemplo, vamos ter, por exemplo, uma vez cortada, uma perda de material de cerca de 50% para um diamante bruto (pedra, octaedro). Em outras palavras, um diamante que pesa 2 quilates em bruto, pesaria um quilate uma vez cortada. Mas note-se, não terá na realidade após o corte um diamante de 1 quilate, mas vamos ter 2 diamantes que farão um peso total de um quilate.
O preço de 2 diamantes cortados de 0,50 quilates não é igual ao preço de um corte de diamante de 1 quilate. Portanto, é essencial para não basear os seus cálculos sobre o preço total do quilate que poderia ser obtido, mas para pensar em termos de número de diamantes a ser cortados e o peso que poderá a ser de cada pedra cortada e somadas.
Para um diamante cristalino "forma" ou desempenho "clivagem" é entre 45 e 35%, por um diamante duplo", plana, etc ..." o rendimento não é mais do que 28-25%.

Método de cálculo
Nota: Os valores abaixo não são reais apenas demonstrativos.
Nos ofereceram uma diamante octaedro de 5 quilates (pedra) perfeitamente formado, cor G e clareza VS2 .
Sabemos que com esta forma de cristal (pedra), podemos ter um desempenho, uma vez cortada de cerca de 50%:
5 quilates (diamantes em bruto) x 0,50 (50%) = 2,50 quilates cortados.
Nós decidimos cortar dois diamantes idênticos brilhantes neste peso de diamante bruto:
2,50 quilates ÷ 2 = 1,25 quilates (cada qual diamante de corte).
Se o preço Rapaport for de 2 500 euros (mas não é preço correto) por quilate para esta forma de tamanho para o peso e para esta qualidade:
2500 x 1,25 = 3125 euros (para cada diamante).
Isso nos dá um preço total para 2 diamantes cortados de 6.250 Euros (em 3125 x 2).
É altamente aconselhável comprar um mínimo de 40% do preço Rapaport que representa o preço top:
1,25 x 0,60 x 2500 (-40%) = 1.875 euros (para um diamante), total de 3.750 euros (por 2 diamantes de corte).

Para o nosso preço de compra para esse diamante bruto de 5 quilates, terá então simplesmente que aplicar uma percentagem que corresponde a nossa desejada margem de lucro, independente do desconto de segurança do preço Rapaport, por exemplo, 30% :

A garantia do lucro vai ter que se fazer na compra, pois o mercado com muitos especialistas não vai aceitar comprar esse diamante acima do preço, portanto o preço de compra não podera passar de 3750/1,3 = 2.884 euros (esse é o nosso preço de compra desejado para esse diamante bruto), mas o vendedor garimpeiro tambem tem a vontade de vender mais. terão que chegar a um meio termo.
Então agora podemos determinar o nosso preço de compra por quilate para este diamante bruto:
2884 ÷ 5 quilates = 576 euros por quilates

Se quiser saber o preço em R$ , é só multiplicar esses valores pelo preço do dia do euro
(ver cotação de câmbio AQUI)


Fato:
A maior parte dos diamantes encontrados vai para a indústria e não para joalherias.

Fonte:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Segue-nos ou partilhe isto...