Densidade de rochas e minerais

Densidades de rochas e dos minerais mais comuns
Densidade é uma medida da massa de uma substância por unidade de medida. Por exemplo, a densidade de um cubo de uma polegada de ferro é muito maior que a densidade de um cubo de uma polegada de algodão. Na maioria dos casos, objetos mais densos também são mais pesados.
Tirar a densidade de algum mineral é a forma mais prática de começar com uma possível identificação da pedra, isto se ela for bem executada.
As densidades de rochas e minerais são normalmente expressas como gravidade específica, que é a densidade da rocha em relação à densidade da água. Isso não é tão complexo quanto você imagina, porque a densidade da água é de 1 grama por centímetro cúbico ou 1 g/cm3. Portanto, esses números são traduzidos diretamente em g/cm3, ou toneladas por metro cúbico (t/m3).
O Ouro, um dos minerais mais pesados, tem uma densidade de 19,32.

Densidades das rochosas são úteis para engenheiros, é claro. Mas eles também são essenciais para os geofísicos que precisam modelar as rochas da crosta terrestre para cálculos da gravidade local.
Densidade relativa é frequentemente utilizado por geólogos e mineralogistas para ajudar a determinar o mineral conteúdo de uma rocha ou outra amostra. Gemólogos usam-na como uma ajuda na identificação de pedras.

Água da torneira ou água destilada?
Um fator importante para medir a densidade é a água.
Você acha que ao medir a gravidade específica com água da torneira você teria os mesmos resultados com que a água destilada ou da chuva?
Não use água da torneira porque a densidade ou gravidade específica desta não é constante e é sempre maior que a água destilada.
A água da torneira contém minerais, ao contrário da água destilada, mas este não é um fator determinante a ser levado por colectores de minerais, gemologistas usam água destilada ou outros tipos de líquidos como o Tolueno, assim eles podem obter resultados mais precisos porque a tensão superficial é muito menor que a da água, no entanto, tolueno além de tóxico pode danificar gemas delicadas ou porosas, como pérolas e turquesa.
Então, recomendamos uma medição em água destilada para valores mais precisos.

O aparelho para realizar essas medições é a Balança Hidrostática ou então faça você mesmo uma simples balança e de forma barata com materiais que você tem em casa.
SPECIFIC GRAVITY KIT
Balança Hidrostática Mineralab
Clica no link a seguir veja como fazer uma balança para medir densidade de minerais:

Densidades minerais
Como regra geral, os minerais não metálicos têm baixas densidades, enquanto os minerais metálicos têm altas densidades. A maioria dos principais minerais formadores de rochas da crosta terrestre, como quartzo, feldspato e calcita, possui densidades muito semelhantes (em torno de 2,6 a 3,0 g/cm3). Alguns dos minerais metálicos mais pesados, como irídio e platina, podem ter densidades tão altas quanto 20.

Densidade Mineral de algumas pedras preciosas e metais:
Apatita - 3.1-3.2
Biotita Mica - 2.8-3.4
Calcita - 2,71
Caulinita - 2.6
Clorito - 2.6-3.3
Cobre - 8.9
Diamante - 3.5–3.53
Esfalerita - 3.9-4.1
Feldspato - 2,55–2,76
Fluorita - 3.18
Granada - 3.5-4.3
Grafite - 2.23
Halita - 2.16
Hematita - 5.26
Hornblenda - 2.9-3.4
Irídio - 22.42
Magnetita - 5.18
Olivina - 3,27-4,27
Ouro - 19,32
Pirita - 5.02
Quartzo - 2.65
Talco - 2.7-2.8
Turmalina - 3.02–3.2

Densidades de rochas
A densidade das rochas é muito sensível aos minerais que compõem um determinado tipo de rocha. Rochas sedimentares (e granitos), ricas em quartzo e feldspato, tendem a ser menos densas que as rochas vulcânicas. E se você conhece sua petrologia ígnea, verá que quanto mais máfica (rica em magnésio e ferro) uma rocha é, maior sua densidade.

Densidade das rochas:
Andesita - 2.5–2.8
Ardósia - 2.7-2.8
Arenito - 2.2–2.8
Basalto - 2.8-3.0
Calcário - 2.3-2.7
Carvão - 1.1-1.4
Diabase - 2.6-3.0
Diorite - 2.8-3.0
Dolomita - 2.8–2.9
Gabbro - 2.7-3.3
Gnaisse - 2.6–2.9
Granito - 2.6-2.7
Gesso - 2.3-2.8
Mármore - 2.4-2.7
Mica xisto - 2.5–2.9
Peridotita - 3.1-3.4
Quartzito - 2.6-2.8
Riolito - 2,4-2,6
Sal-gema - 2.5-2.6
Xisto - 2.4–2.8

Como você pode ver, rochas do mesmo tipo podem ter uma variedade de densidades. Isto se deve em parte a diferentes rochas do mesmo tipo que contêm proporções diferentes de minerais. O granito, por exemplo, pode ter um conteúdo de quartzo entre 20% e 60%.

Porosidade e densidade
Essa faixa de densidades também pode ser atribuída à porosidade de uma rocha (a quantidade de espaço aberto entre grãos minerais). Isso é medido como um decimal entre 0 e 1 ou como uma porcentagem. Em rochas cristalinas como o granito, que possuem grãos minerais estreitos e entrelaçados, a porosidade é normalmente bastante baixa (menos de 1%). No outro extremo do espectro está o arenito, com seus grandes grãos de areia individuais. Sua porosidade pode chegar de 10 a 35%.

A porosidade do arenito é de particular importância na geologia do petróleo. Muitas pessoas pensam nos reservatórios de petróleo como piscinas ou lagos de petróleo no subsolo, semelhantes a um aqüífero confinado que retém água, mas isso está incorreto. Os reservatórios estão localizados em arenito poroso e permeável, onde a rocha se comporta como uma esponja, mantendo óleo entre seus espaços porosos.

Onde comprar a Balança Hidrostática:

Fontes:

Sem comentários:

Enviar um comentário