oficina70.com: Variedades de Mica

Variedades de Mica

Principais variedades de micas
Mineral de Mica
Mica mineral

Mica, do latim micare (brilhar), é a designação dada a um grupo de silicatos, constituído basicamente de alumínio, sódio ou potássio e muitas vezes por ferro e magnésio cristalizado no sistema monoclínico com a característica de clivagem basal paralela, permitindo uma fácil separação em lâminas finas.
folha de mica
Lâmina de Mica
As micas ocorrem em rochas magmáticas, metamórficas e sedimentares, em concentrações muito variáveis, mas sua exploração industrial é feita, predominantemente nos pegmatitos.

Os pegmatitos são corpos rochosos de granulação grossa, originados na fase tardia da consolidação do magma, principalmente o granítico.

Um pegmatito minerado comercialmente é considerado rico, quando possui um teor entre 2% a 6% de mica em forma de blocos (ou livros) de mica. É possível encontrar seções dentro de um corpo com ate 40% de mica lavrável, porem em corpos de grandes dimensões raramente este percentual ultrapassa a 2%.

É comum ocorrer em depósitos econômicos de flogopita em áreas de sedimentos metamorfizados que alojam intrusões granito-pegmatiticas.
flocos de mica geralmente confundidas com ouro
Micas do tipo floco (flake) podem ser encontradas em muscovita ou biotita xistos e em alaskitos, neste últimos como sub produto de exploração de caulim e de feldspatos. Outra forma de mica, é uma fina muscovita denominada sericita, resultado de alteração de rochas ricas em minerais aluminossilicatados. A sericita é comercializada na forma de flocos para a produção de papel de mica.

Tipos mais comuns de mica:
As micas podem ser classificadas em dous grupos: micas graníticas ou alcalinas e micas piroxênicas ou magnesianas.

Lepidolita
Lepidolite
Mica Lepidolita de Araçuaí, Minas Gerais, Brasil

Outrora empregada em diafragmas de gramofones, hoje é especialmente um minério de lítio e usadas na fabricação de vidro, pelo flúor e lítio que contém.

Biotita
mica biotita verde escura
É a mica negra, tão comum em pequenas palhetas nos granitos, gnaisses e xistos cristalinos. De tão escura ela é chamada de mica negra quando na verdade ela é uma Mica verde-escura. Dificilmente se apresenta em placas grandes. Não serve para o uso em aparelhos elétricos nem para esmaltes transparentes. Usa-se moída em composições para isolamento de tetos. E mais dificilmente redutível a lâminas finas do que à muscovita.

Muscovita
Muscovite
Mica Muscovita de Linópolis, Divino das Laranjeiras, Minas Gerais, Brasil
É a variedade mais largamente usada e a que se apresenta com melhor transparência, melhor resistência dielétrica e maior perfeição de clivagem, podendo ser facilmente separada em palhetas de dimensões ínfimas.
muscovita, quartzo e turmalina
Muscovita, Quartzo e Turmalina. Imagem de https://www.geologiabr.com
Moscovita é umas das variedade mais encontrada no Brasil junto com a Biotita e a Flogopita.
Muscovite
Mica Moscovita da mina de Itatiaia, Conselheiro Pena, Minas Gerais, Brasil
 A Fuchsita é uma variedade da mica muscovita cromífera, verde, comum em muitos quartzitos.

Flogopita
Phlogopite from Brazil
É a mica piroxênica, geneticamente relacionada com as rochas básicas. Geralmente se apresenta com grade limpidez e tem propriedades que permitem concorrer com a muscovita.  Também conhecida como mica de magnésio. Possui uma variedades de cores desde a cor amarela, esverdeada, castanha avermelhada, vermelho acastanhado, castanho escuro, castanho amarelado, verde, branco.
emerald in matriz of mica phlogopite and quartz : Carnaiba Mine District, Pindobaçu, Campo Formoso ultramafic complex, Bahia, Brazil
Esmeralda em matriz de mica flogopita e quartzo:
Mina de Carnaiba, Pindobaçu, complexo ultramáfico de Campo Formoso, Bahia, Brasil
Costuma ser matriz de topázio, esmeraldas, rubis, pirita, lazurita, hauynita entre outros minerais consideradas gemas, "pedras preciosas".
Veja mais fotos clicando no link a seguir:

Ilite
Mica Illite
Mica Illite do complexo alcalino de Poços de Caldas, Minas Gerais, Brasil
Estruturalmente a ilite é bastante similar à moscovite ou à sericite, mas mais rica em silício, magnésio, ferro e água. Em compensação, apresenta menos alumínio tetraédrico e menos potássio interlaminar. A sua semelhança com a moscovite levou a que também seja conhecido por hidromica ou hidromoscovite. A bramallite é uma argila análoga rica em sódio.

Grupo das Mica suas variedades e usos 
A mica representa um grupo com mais de 30 minerais classificados e mais de 60 variedades minerais filossilicatos que possuem uma textura estratificada ou acinzentada. As micas comercialmente importantes são muscovita e flogopita, que são usadas em uma variedade de aplicações. O valor de mica é baseado em várias de suas propriedades físicas exclusivas. A estrutura cristalina da mica forma camadas que podem ser divididas ou delaminadas em folhas finas, causando normalmente a foliação nas rochas. Estas folhas são quimicamente inertes, dielétricas, elásticas, flexíveis, hidrofílicas, isolantes, leves, brilhantes, reflexivas, refrativas, resilientes e com opacidade de transparente a opaca. A mica é estável quando exposta a eletricidade, luz, umidade e temperaturas extremas.

Possui propriedades elétricas superiores como isolante e como dielétrico e pode suportar um campo eletrostático ao mesmo tempo em que dissipa energia mínima na forma de calor; ele pode ser dividido muito fino (0,025 a 0,125 milímetro ou mais fino), mantendo suas propriedades elétricas, tem uma alta ruptura dielétrica, é termicamente estável a 500 ° C (932 ° F) e é resistente à descarga de corona.

A moscovita, a principal mica usada pela indústria elétrica, é usada em capacitores ideais para alta freqüência e radiofreqüência. A mica flogopita permanece estável em temperaturas mais altas (até 900 ° C (1.650 ° F)) e é usada em aplicações em que é necessária uma combinação de alta estabilidade térmica e propriedades elétricas. Muscovita e flogopita são usadas em formas planas e moídas.

A mica tem vários usos e aplicações principalmente em tudo no que toca a isolamentos térmicos e elétricos a isolamentos dielétricos.

Clasificação das micas
Estruturalmente, as micas podem ser classificadas como dioctaédricas (Y = 4) e trioctaédricas (Y = 6). Se o íon X for K ou Na, a mica é uma mica comum, enquanto se o íon X for Ca, a mica é classificada como uma mica frágil.

Micas dioctaédricas
Moscovita
Micas trioctaédricas
Micas comuns:
Biotita,
Lepidolite,
Flogopita,
Zinnwaldite.

Micas frágeis:

Clintonite

Micas deficientes em intercamadas
Micas de grão muito fino, que tipicamente mostram maior variação no teor de íons e água, são informalmente denominadas "micas de argila".
Elas incluem:
Hidro-muscovita com H3O + junto com K no sítio X;
Ilite com deficiência de K no sítio X e correspondentemente mais Si no sítio Z;
Phengite
Mica Fengita de Goiás, Brasil

Fengita com Mg ou Fe2 + substituindo Al no local Y e um aumento correspondente em Si no local Z.

Fontes:
https://en.wikipedia.org/wiki/Mica

Sem comentários :

Segue oficina70.com