Oficina70: Como identificar rochas valiosas

Como identificar rochas valiosas

Caminhando pela floresta ou passeando pela praia, você pode ver uma rocha incomum, e - se for seu dia de sorte - a rocha pode ser valiosa.
Para determinar se tem valor monetário, terá que fazer teste da cor e dureza, e inspecionar as marcas de superfície que podem ajudar a identificá-lo talvez como sendo um meteorito.


Inspeção de cores:

A cor é importante, mas, por si só, a cor não identifica positivamente um mineral.

O exemplo clássico é a pirita de ferro, que tem uma cor que se assemelha tanto ao ouro que as pessoas chamam-na de ouro tolo.

A cor ajuda a identificar algumas rochas, como o azurite monocromático com a sua cor azul profunda, mas muitos minerais têm combinações ou cores ou matizes causados ​​pela presença de impurezas ou inclusões. Por exemplo, a ametista é quartzo, e ficaria claro se não fosse infundido com vestígios de ferro. Determinar a cor ajuda a reduzir a amostra a uma classe de minerais, portanto, tenha em mãos um catálogo mineral como guia.



Segue um exemplo com pedras polidas por abrasão em tambor cilíndrico, sendo que geralmente a rocha em bruto você pode não reparar bem nas suas cores:

1 - Turquesa, 2 - Hematita, 3 - Crisocola, 4 - Olho de tigre 5 - Quartzo, 6 - Turmalina melancia, 7 - Cornalina, 8 - Pirita, 9 - Sugilite, 10 - Malaquita, 11 - Quartzo rosa, 12 - Obsidiana floco de neve, 13 - Rubi, 14 - Ágata muscínea, 15 - Jaspe, 16 - Ametista, 17 - Ágata azul, 18 - Lápis-lazúli.

O teste do traço (risco) ou The Streak Test (teste de raia):

Quando você esmaga uma pedra, seu pó não é sempre da mesma cor que a própria pedra, e esse pó pode ajudar a identificar os minerais na rocha. Você, obviamente, não quer esmagar sua rocha se achar que é valiosa, mas isso não é necessário. Você pode realizar um teste de traço com um pedaço de porcelana não esmaltada - a parte de trás de uma peça de porcelana é ideal. Deslize a pedra através da peça de porcelana e inspecione a cor do rasto. Este teste pode ajudar a diferenciar tais minerais como o ouro, que deixa um traço amarelo, do chalcpyrite, o que deixa um traço negro.

Alguns minerais deixam uma série semelhante à sua cor natural, como cinabrio e lazurita. Outros minerais deixam cores surpreendentes, como a fluorita, que sempre tem uma raia branca, embora possa aparecer em cristais roxo, azul, amarelo ou verde. Hematite, que é de aparência negra, deixa uma raia vermelha que explica seu nome, que vem da palavra grega "haima", que significa "sangue". Galena, que pode ser semelhante em aparência à hematita, é facilmente distinguido por sua raia cinza.

Este teste não funciona, no entanto, se o mineral for mais duro do que a porcelana.

Como conhecer os indicadores naturais do solo que tem ouro:
http://www.oficina70.com/2017/06/como-conhecer-o-indicadores-naturais-de.html

Teste de dureza
(escala de Mohs):
O mineralogista Frederich Mohs elaborou uma escala de 1 a 10 para classificar minerais por dureza. Quanto mais duro é um mineral, mais provável é que seja valioso. Se você pode arranhar o mineral com a unha, tem uma dureza de 2,5 Mohs, que é muito suave. Se você pode arranhá-lo com uma moeda de centavo, sua dureza é de 3 Mohs, e se é necessário um pedaço de vidro para roçar, a dureza é de 5,5 Mohs. Qualquer pedra que arranhe a porcelana em vez de deixar um tem uma dureza de cerca de 6,5 Mohs. O diamante é o mineral mais duro, sua dureza é de 10 Mohs, e você pode arranhar um apenas com outro diamante.

Identificando meteoritos
Nem todas as rochas raras e valiosas se originaram na Terra.
Os meteoritos são mais raros do que o ouro ou os diamantes, e podem ser encontrados em quase todos os lugares. E porque eles se parecem muito com materiais comuns, como rochas de lava ou escória de uma fábrica de fundição, não é fácil identificá-lo. Ao contrário dos materiais terrestres, os meteoritos têm uma crosta formada pelo alto calor gerado pelo atrito atmosférico, e geralmente parecem mais pretos do que as rochas circundantes. Eles também têm linhas de fluxo ou covinhas criadas à medida que atravessam a atmosfera em um estado semi-fundido.

Chondrites, ou meteoritos pedregosos, têm glóbulos pequenos e multicolores de ferro-níquel na superfície. Às vezes, você precisa de um microscópio para ver isso.

Madeira petrificada
 Tronco de madeira petrificado por Opala.
Muito raras de serem encontradas e se encontradas e bonitas podem atingir um bom valor comercial.

Fonte:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Segue-nos e partilhe com amigos...