Como uma planta pode ajudar a encontrar um Diamante

Quer encontrar diamantes, então olhe bem para esta planta...
Pandanus candelabrum

Pode soar um bocado estranho, mas esta planta palma-espinhosa está prestes a se tornar a grande atenção de muitos caçadores de diamantes, isto depois que o geólogo Stephen E. Haggerty da Universidade Internacional da Flórida ter notado que esta exigente planta só gosta de crescer em solo do mais caro, ou seja, o solo que contém diamantes.

Esta planta pode ser a melhor ferramenta de averiguação de diamantes que você já tem

Enquanto o dinheiro não cresce em árvores, diamantes podem. Literalmente. Essa parece ser a conclusão de um estudo realizado por Stephen E. Haggerty.


É que Stephen Haggerty, é especialista em pesquisa de diamantes e descobriu a tal planta que parece crescer apenas em solo rico em kimberlito - colunas de rocha vulcânica de metros de diâmetro que se estendem profundamente na terra, que são a fonte da maior parte de diamantes comerciais de hoje.


"A planta, identificada como Pandanus candelabrum, podera tornar-se em uma ferramenta simples e eficiente para os caçadores de diamantes da África Ocidental para descobrir potencialmente ricos depósitos de pedras preciosas e semi-preciosas".


Haggerty, que também é vice-presidente de exploração de diamante Youssef Mining Company (YDMC), com concessões na Libéria, acredita que a planta se adaptou a solos de kimberlite, que são ricos em magnésio, potássio e fósforo.

O cientista, que já trabalhou no país Africano desde o final dos anos 70, nos últimos anos concentrou seus esforços de prospecção na parte noroeste da Libéria.

Dois anos atrás, ele descobriu um novo tubo de kimberlito de 500 metros de comprimento e 50 metros de largura.

Em declarações à revista Science, Haggerty disse o solo acima dessa tubulação já produziu quatro diamantes: dois na faixa de 20 quilates, e dois na faixa de 1 quilate.
De acordo com sua biografia, publicado no site da FIU, ele está atualmente conduzindo uma ampla investigação de campo no Brasil, Índia, África do Sul, e na África Ocidental.

Fontes:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Segue-nos ou partilhe isto...