Pedras que se parecem com diamantes

Lista de pedras que são confundidas com diamantes
Stones that look like diamonds
Imagens de minerais comuns que riscam o vidro, muitos deles podem apenas se parecer ou então são confundidos como sendo diamantes mas não são, muitas destas pedras são muito mais comuns do que os diamantes, então pode ser que você não tenha encontrado um diamante. 
No Brasil pedras como a Petalita, a Fenaquita, o cristal de quartzo ou o Topázio incolor são as pedras mais confundidas como sendo diamantes, principalmente nas regiões de Minas Gerais e no Mato Grosso, onde pessoas que estão começando no garimpo de pedras preciosas não as conhecem bem.
Stones that look like diamonds
O melhor teste de identificação para um iniciante saber que pedra encontrou é fazer um teste de densidade de minerais e depois consultar uma tabela de densidade de minerais.
Saiba como fazer o teste de densidade de minerais clicando no link a seguir:
 
Antes vamos conhecer algumas características dos diamantes:
Diamante
Densidade: 3,5 a 3,53 g / cm3
Diamante do Botsuana, imagem de © WuDalin,2020
(Diamante encontrado no Botsuana, imagem de © WuDalin,2020)
Cores: Incolor, amarelado a amarelo, marrom, preto, azul, verde ou vermelho, rosa, bronzeado champanhe, marrom conhaque, lilás (muito raro)
Brilho: Adamantino, gorduroso
Dureza: 10
Sistema de Cristal: Isométrico
Polimorfo de: Chaoite, Grafite, Lonsdaleita
O diamante é a substância natural mais dura que se conhece. É formado nas profundezas do manto e só é trazido à superfície por meio de tubos kimberlitos, lamprófiros, eclogitos e outras rochas que se originam nas profundezas do manto. Também é encontrado em depósitos aluviais, junto com quartzo, corindo, zircão e outros minerais, derivados dessas rochas, e em certos meteoritos.

Tabela de comparação de pedras que se parecem com diamantes com as respetivas densidades. 

Albita
Densidade:  2.60 a 2.65 g/cm3
Albita mineral, de Marilac, Minas Gerais
(Albita na matriz de quartzo encontrada na cidade de Marilac, Minas Gerais)
Quase sempre exibe maclas, geralmente sob a forma de estrias na face do cristal.

Berilonita
Densidade:  2.77 a 2.85 g/cm3
(Berilonita encontrada em Oxford County, Maine-USA)

Boracita
Densidade:  2.91 - 3.10 g/cm3
(Boracita encontrada na Alemanha)

Bytownita ou Bitaunite
Densidade:  2.74 a 2.75 g/cm3
 Bytownita normalmente é visto apenas como uma faceta rugosa e quase nunca como um espécime cristalizado. Este é um raro exemplo de cristal transparente de bytownita.

Carnalita
Densidade: 1.598 g/cm3
pedra igual o diamante
Embora seja apenas parecido com o diamante, outras propriedades o diferenciam até para quem não é um especialista em diamante, porém para quem nada sabe facilmente se iludirá pensando tratar-se de um diamante.
É um mineral variavelmente colorido, geralmente incolor a branco, avermelhado, raramente amarelo e azul.
Os minerais de carnallita são sedimentos minerais conhecidos como evaporitos. Seu ambiente de formação são bacias fechadas sujeitas a evaporação intensa, onde a entrada de água deve estar abaixo dos níveis de evaporação ou uso. No Brasil, são encontrados depósitos evaporíticos nas principais bacias sedimentares, onde a carnallita é observada com frequência; como a bacia sedimentar de Sergipe (período Cretáceo) e nas bacias amazônica e do Parnaíba (Paleozóico).

Corindon (Safira)
Densidade: 3.98 a 4.1 g/cm3
(Há várias espécies de coríndon, mas esta cristalizada é encontrada no Sri Lanka)
A safira incolor é umas das pedras mais confundidas como se tratasse de um diamante, sobretudo se foi feito algum teste de dureza de minerais, pois sabemos que os minerais das variedades de coríndon tem dureza 9 na escala de Mohs.
A safira é passível de confusão com cordierita, berilo, tanzanita, espodumênio, cianita, topázio e outras gemas.
É rara no Brasil, existindo apenas no Mato Grosso, Goiás, Santa Catarina e Minas Gerais.

Danburita
Densidade: 2.93 a 3.02 g/cm3
(Danburita com inclusão de pirita, do México)

Diamante Herkimer
Densidade: 2.65 a 2.66 g/cm3
Os diamantes de Herkimer não são realmente diamantes, mas são uma variedade de cristais de quartzo de terminação dupla (biterminados) de clareza excepcional (clara de água) descobertos em afloramentos expostos de dolomite encontrados ao redor de Herkimer County, Nova York e Vale do Rio Mohawk, USA.
Saiba mais sobre o Diamante Herkimer
Densidade: 2.9 a 3.1 g/cm3
(Elbaíte é da família das turmalinas, mas o exemplar da foto em forma de cristal foi encontrado no distrito de Barra de Salinas, Coronel Murta, Vale de Jequitinhonha, Minas Gerais, Brasil)

Euclase
Densidade:  2.99 a 3.1 g/cm3
(Euclasa encontrada em Borborema, Rio Grande Do Norte, Brasil)

Grossularia
Densidade:  3.61 (+.15 -.04) g/cm3
(Grossular encontrada na California,USA)

Marialita
Densidade:  2.5–2.62 g/cm3
(Marialita encontrada na Tanzânia)

Moissanita, moissanite ou
carborundum
rough moissonite, Israel
(moissanita bruta encontrada em Monte Carmelo, Israel)
Densidade: 3,218 a 3,22
É um mineral raro encontrado na natureza composto por carboneto de silício SiC.
A moissanite forma-se sob variadas formas, do ponto de vista estrutural: hexagonal, romboédrica ou cúbica. A sua dureza é muito alta, com valor igual a 9,25 sendo assim o segundo mineral mais duro da natureza a seguir ao diamante.
Os grandes cristais de moissanite são comercializados como imitações de diamante, embora sua composição seja bem diferente.

Oligoclase
Densidade:  2.63 a 2.66 g/cm3
(Oligoclasse, a reparar no espectro de arco-íris que incide sobre a pedra)

Ortoclase ou Ortoclásio
Densidade:  2.55 a 2.63 g/cm3
(Orthoclase encontrada em Benono, Madagáscar)

Petalita
Densidade: 2.412 a 2.422 g/cm3
(Petalita encontrada em Minas Gerais)

Fenaquita
Densidade: 2,96 ± 0,03 g/cm3
(Fenaquita encontrada no Rio Piracicaba (antigo São Miguel de Piracicaba), Minas Gerais, Brasil)
O nome é derivado do grego "phenakos" que significa "mentiroso", pois o seu aspecto transparente, brilhante com tons de amarelo, rosa ou roxo fazem-nas parecer diamantes.
Seus cristais apresentam sistema cristalino trigonal. E transparente a semitranslúcido, brilho vítreo, incolor ou tons de amarelo, rosa, roxo ou vinho, com raias de cor branca.

Goshenita
Densidade:  2.63 a 2.92 g/cm3 (média de 2,76)
É uma variedade de berilo incolor e transparente, que tem seu nome devido à jazida de Goshen, nos EUA.
O berilo é comumente encontrado em pegmatitos graníticos, mas ocorre também em micaxistos nos Montes Urais, estando muitas vezes associado a depósitos de minérios de estanho e tungsténio. Além das muitas ocorrências na Europa como na Áustria, Alemanha, Irlanda, Portugal e outros, o berilo é encontrado também em várias regiões da África, como Madagáscar (especialmente morganita) e Transvaal (esmeraldas), e também na América do Sul, como no Brasil (Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo), e Colômbia, a qual possui a mais famosa fonte de esmeraldas no mundo em Muso, onde o berilo pode ser excecionalmente encontrado em calcários.

Polucita
Densidade: 2,7 a 3,0 g / cm3 (média 2,90)
(Pulucita encontrada no Myanmar)

Quartzo
Densidade:  2.65 a 2.66 g/cm3
Nota: o quartzo é dentre estas das lista, a pedra mais comumente encontrada no Brasil e mais confundida com o diamante, sendo o quartzo hialino conhecido como "cristal de rocha" a variedade de quartzo mais confundida como diamante por pessoas que desconhecem as diferenças do diamante.
(A foto acima é de uma variedade de quartzo, o Prásio que apresenta-se numa forma vidrada e esverdeada sendo que muitas pessoas a confundem como garrafas de vidro quebradas; o prásio ou prase esta muitas vezes associado ao jaspe.)
(Citrino que também é outra da muitas variedades de quartzo)

Sanidina
Densidade:  2.56 a 2.62 g/cm3
(Sanidina encontrada em Madagáscar)

Selenita
Densidade:  2.312 a 2.322 g/cm3
É a forma incolor, transparente e cristalizada do gipso.
Pode ser encontrado em toda a Europa, México, Brasil e em minas no sudoeste dos Estados Unidos

Sillimanita
Densidade:  3.23 a 3.27 g/cm3
(Cristal de Sillimanite do Sri Lanka)

Espodumena
Densidade:  3.03 a 3.23 g/cm3
(assim com na oligoclasse, repare no espectro de arco-íris que inscide sobre a pedra)

Topázio
Densidade:  3.4 a 3.6 g/cm3
(Topázio do distrito de Antônio Pereira, Minas Gerais, Brasil)

Zircão ou Zirconita
Densidade:  4.6 a 4.7 g/cm3
(Nota: Os compostos de zircão têm uma toxicidade muito baixa e não são percebidos como um risco ambiental potencial.)

Zoisite
Densidade:  3.15 a 3.36 g/cm3
(Zoisite encontrado como um cristal amarelado na Tanzânia)

(...)

Informações sobre os Diamantes Carbonados:

Informação sobre Lonsdaleita, o diamante hexagonal:

10 comentários:

  1. é possivel eu enviar uma foto de uma pedra para tentar identificar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SIM é possível. Pode enviar em mensagem privada para a nossa página do Facebook ou no nosso grupo. Fica bem

      Eliminar
    2. Chama zp pra indentificar minhas duas pedras 88 81027002

      Eliminar
  2. Tenho uma que achei se manda foto conseguir saber se verdadeira

    ResponderEliminar
  3. queria saber a densidade de um diamante exagonal lonsadaleite.. tenho uma bolinha branca inquebravel com densidade 3.56

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Densidade da Lonsdaleíta: 3,2 a 3,3. Diamante hexagonal extremamente raro.
      Bola de Alumina: densidade de 3,65 até 3,85. Esferas de moagem, muito usado por indústrias siderúrgicas.
      Considerações acima, com o devido respeito e conhecedor do assunto, apostaria que a sua é a segunda.
      Fica bem e boa sorte

      Eliminar
    2. Tire mais as suas dúvidas sobre este assunto pesquisando no Google por: "lonsdaleita, oficina70" ou "bola de alumina, oficina70". Garanto que vai ficar bem informado sobre isto. Fica bem

      Eliminar
  4. Boa noite, posso enviar uma foto de uma pedra que possuo há anos para saber o nome?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, talves eu possa o ajudar. Pode enviar por e-mail (que se encontra no rada-pé do site) ou pelo facebook no grupo de Oficina70. Fica bem

      Eliminar