oficina70.com: Garimpo
Mostrar mensagens com a etiqueta Garimpo. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Garimpo. Mostrar todas as mensagens

Como encontrar ouro na areia da praia

Encontrar ouro de aluvião em uma praia é incomum, mas não impossível.
Como o preço do ouro continua a subir, os prospectores estão bateando áreas conhecidas de produção e tentando localizar novos locais para encontrar ouro. Praias podem conter ouro de aluvião, mas a praia tem de ser localizada em uma área produtora de ouro. Para encontrar essas áreas, contate um órgão regulador, que possui as informações sobre locais para pesquisa de ouro em áreas particulares.
O garimpo de aluvião é a busca de ouro solto e não consolidado em rochas. Esses depósitos normalmente são transportados pela água e depositados nas areias de rios ou de praia.

Batear ouro na areia da praia:
Como encontrar ouro na areia da praia
Encontre uma praia onde haja ouro de aluvião.
Identifique praias próximas a locais conhecidos pela produção de ouro. A água pode carregar o ouro de uma montanha ou encosta para a praia.

Procure por areia negra.
Como encontrar ouro na areia preta da praia
Esta é uma mistura magnética de minerais que possuem qualidade arenosa. Se a praia tiver areia preta, isso pode indicar a presença de ouro de aluvião.
Você pode pegar areia preta com um imã.

Não confunda areia preta com areia suja.

Compre equipamento apropriado.
Botas e luvas de borracha protegem as mãos do prospector enquanto esse move água e areia. Um kit de batear deve incluir uma bateia, um classificador em tela para remover rochas e detritos maiores, uma pisseta e uma pinça para segurar o ouro. Compre pinças e uma lupa para olhar e pegar as peças menores de ouro, se não tiver essas ferramentas no kit. Leve uma pá para ajudar a mover a areia.

Limpe o equipamento.
Lave a bateia com detergente e uma bucha. As ferramentas novas têm óleo do processo de fabricação. Limpe para assegurar que o óleo não faça o ouro flutuar para fora.
Pode sempre efetuar o garimpo usando o método de bateia de graxa.

Bateie o ouro.
Encha a bateia com areia da praia.
Remova as pedras maiores usando o classificador de tela. Emerja a bateia na água e sacuda para trás e para frente. Leve a bateia ao topo da água e esfregue bem para a água lavar a areia como uma onda. Continue a balançar a bateia, movendo-a para trás e para frente. A areia deve ser lavada e o ouro afundado no fundo da bateia.

Limpe o ouro.
Pegue o ouro de aluvião sugando-o para fora da bateia com uma pisseta. Assegure-se que a pisseta esteja parcialmente cheia de água. Transfira o ouro para um recipiente transparente.

Venda seu ouro ou reserve para quando tiver mais.

 Notas:
Verifique as leis sobre garimpo na sua região.
Obtenha permissões, se necessário, com os orgãos do estado. 

Fonte:

GDA o substituto do cianeto na recuperação do ouro

É o fim do uso do cianeto na mineração do ouro
Alemanha, República Checa, Hungria, Turquia, Costa Rica, os estados de Montana e Wisconsin nos Estados Unidos e muitas regiões da Argentina baniram a mineração do ouro com o uso do cianeto que é altamente tóxico.
Ainda assim, quase 90% de toda a produção mundial de ouro é feita a partir do processo de cianetação do ouro.

Este novo método usa um açúcar ecológico derivado do amido de milho para se eliminar o uso de cianeto tóxico para purificação de ouro.

Este substituto também pode ser usado para extrair ouro de resíduos eletrônicos.
Uma vez que o cianeto ainda é usado na solução eletrolítica na recuperação do ouro via galvanização reversa.

Mas então, como o cianeto é usado para  extrair o ouro
A cianetação do ouro, também chamada de cianeto de lixiviação ou cianidação, é um processo utilizado para extrair ouro a partir de minério bruto retirado do solo. Este método utiliza o cianeto para dissolver o ouro dentro da rocha, que, em si, não é solúvel em cianeto. O ouro é então retirado em forma líquida, podendo ser tratado para remover o cianeto. Quase 90% de todo o ouro extraído comercialmente é feito por cianetação . O processo tem sido considerado controverso desde o seu início, devido à natureza tóxica do cianeto e a ameaça que representa para o ambiente e as pessoas que trabalham nas instalações de extração e mineração.

A cianidação começa após a descoberta do ouro e da separação do minério bruto, muitas vezes, por meios explosivos. O minério é moído até facilitar o processo de lixiviação. A quebra do minério em pedaços mais finos é chamada de lixiviação. O processamento do minério imediatamente, sem esmagá-lo, é conhecido como lixiviação de despejo. Cada processo, no entanto, utiliza o cianeto para remover o ouro a partir do minério.
Dependendo dos outros metais que estão presentes no minério, os procedimentos preliminares muitas vezes são necessários para assegurar uma extração produtiva e eficaz. Tal processo é a lavagem de minério, ou a submersão do minério em água com um pH elevado, conhecido como uma solução alcalina. 

Uma solução de óxido de cálcio alcalina é frequentemente utilizada para neutralizar os ácidos potenciais. Após isso, a solução é inundada com ar, ou gaseificada. Estes métodos limitam a extensão em que o ferro e o sulfeto, comumente encontrados em minério, interagem com o cianeto. A utilização de cálcio pré-óxido de cianidação ajuda a assegurar que nenhum cianeto de hidrogênio, uma forma altamente tóxica de cianeto, seja liberado durante o processo.

A cianidação começa com a separação do ouro a partir do minério bruto, por meios explosivos.
O método de cianetação do ouro é geralmente realizado em um ambiente ao ar livre, apesar de uma instalação interna, que atenda às normas de segurança, por vezes ser aproveitada. Um sal de cianeto, tal como potássio, sódio, ou de cálcio de cianeto, é misturado com água e em seguida é aplicado ao minério. Esta parte do processo está completa quando a maior parte do ouro obtenível está liquefeita e foi removida.

A quantidade de tempo necessária para completar a cianetação varia entre 10 a 44 horas, e depende do tamanho das partículas de ouro presentes no minério. Quanto mais oxigênio presente no momento da cianidação, menos tempo o processo irá levar. Quando o ouro for suficientemente dissolvido, é recuperado por dois métodos. No primeiro, ele é absorvido em partículas de carbono grandes que são filtradas a partir do minério. No processo de precipitação Merrill-Crowe, o oxigênio é removido da solução, que é então infundida com zinco em pó e passada através de um filtro.

Os riscos ambientais da utilização da cianidação do ouro são inúmeros, especialmente porque o processo muitas vezes ocorre ao ar livre. Se as precauções de segurança apropriadas não forem tomadas, pode haver consequências graves para os trabalhadores e os ecossistemas circundantes. Embora sejam tomadas medidas para garantir que nenhum cianeto de hidrogênio se desenvolva, outras formas de cianeto ainda representam um perigo para os organismos expostos.

Os efeitos do cianeto no homem
Devido à alta toxicidade, o cianeto se torna um forte veneno para o homem. Seus sintomas estão diretamente relacionados à dose de cianeto, à via de exposição e ao tipo do composto. Os sintomas a uma exposição leve de cianeto são: dor de cabeça, agitação, náuseas, desmaios, vômitos, confusão e incontinência. Já em caso de exposição a concentrações mais elevadas, os sintomas são: hipertensão seguida de hipotensão (diminuição da pressão arterial), taquicardia seguida de bradicardia (diminuição da frequência cardíaca), dispneia (dificuldades para respirar), descoordenação de movimentos, convulsões, cianose, coma e disfunção cardíaca ou respiratória, que pode ser fatal.

O substituto do cianeto

Conhecido como Agente de Depuração do Ouro (Gold Dressing Agent - GDA), este produto é fácil de se obter, ele tem origem chinesa, atende aos requisitos ambientais, reduz o tempo de lixiviação, aumenta a taxa de recuperação de ouro, reduz os custos de energia e o tratamento de efluentes.

Embora o cianeto seja barato, eficaz e biodegradável, sua alta toxicidade levou os pesquisadores a desenvolverem novos métodos para extrair o ouro usando reagentes menos tóxicos. Outros extractantes foram examinados incluindo tiossulfato (S2O32-), tioureia (SC (NH2) 2), iodo / iodeto, amoníaco, mercúrio líquido e alfa-ciclodextrina. Mas todos estes desafios esbaram nos custo dos reagentes e na eficiência da recuperação do ouro.
A venda de cianeto é controlada pelas forças de segurança.
Sir Fraser Stoddart, chemistry and Zhichang Liu
Sir Fraser Stoddart, químico e Zhichang Liu os inventores do novo método.
Este novo método de recuperação de ouro foi descoberto por acaso quando o estudante Zhichang Liu, misturou o conteúdo de dois tubos de ensaio, um com alfa-ciclodextrina (um tipo de açúcar resultante da degradação do amido de milho por uma bactéria) e o outro com uma solução que continha ouro.

De forma inesperada, minúsculas agulhas se formaram rapidamente na mistura.

As verificações revelaram que essas agulhas surpreendentes eram complexos de íons de ouro capturados por átomos, água e ciclodextrina.
Assim Zhichang Liu acabava de encontrar uma fórmula mágica para isolar o ouro de qualquer outra coisa, e de forma ecológica".

Fonte principal:
https://www.ecycle.com.br
https://www.terra.com.br

Onde comprar o Agente de Depuração do Ouro (GDA), no Alibaba:

Come e dove trovare l'oro in Italia

Come e dove trovare l'oro in Italia
(Como e onde encontrar ouro na Itália)

La mappa delle riserve dell’oro in Italia
Come e dove trovare l'oro in Italia
Come e dove trovare l'oro in Italia
Questo è dove li troverai.
Il boom del metallo giallo scatena i cercatori d'oro in Italia.
Anche in Italia c'è la febbre dell'oro.
Il boom del metallo giallo ottiene l’effetto di scatenare i cercatori d’oro. 
Legislazione italiana del metal detector
Il filone dei cacciatori di pepite, dai tempi del Far West, non si è mai estinto. E in Italia la passione per scovare le preziose pagliuzze nel greto dei torrenti raccoglie un crescente numero di proseliti. Gli appassionati sarebbero infatti circa 500, che armati di setaccio, batea (la padella da immergere nell’acqua) e canaletta (o scaletta, l’attrezzo di legno scanalato lungo 80 – 90 centimetri che si usa per passare il materiale), si ritrovano per trascorrere una giornata all’aperto, inseguendo un sogno che evoca imprese e personaggi appartenenti all’immaginario collettivo (da Paperon de’ Paperoni a Charlie Chaplin, da Jack London a Felice Pedroni, meglio conosciuto come Felix Pedro).

Filone d'oro dove trovarlo in Italia
Guarda il video:

Un hobby
Legislazione italiana del metal detector
E’ solo un hobby, tengono a precisare i novelli cercatori, anche perché il vantaggio economico che può derivare dai ritrovamenti per il momento si è rivelato secondario. L’Associazione Biellese dei Cercatori d’oro (che rappresenta il più importante centro per i cercatori del Nord Italia) fa sapere che “dopo otto ore di duro lavoro, quello che ci si porta a casa è la schiena rotta, circa un grammo d’oro, pari a circa 38 euro di valore e una bella avventura da raccontare ai colleghi”.

La mappa dell’oro in Italia
Le zone dove maggiormente viene praticata questa attività sono nel Nord Italia, ai piedi delle valli dell’arco alpino, principalmente lungo il versante occidentale fino all’Appennino Ligure. Qui i geologi collocano i giacimenti primari, dove ancora oggi è possibile trovare tracce di oro nativo. Trasportato nelle pianure piemontesi e lombarde in epoca glaciale, è possibile individuare tracce di oro di origine alluvionale, che si presenta sotto forma di scaglie sottili, nei fiumi e nei terreni circostanti. I cercatori più accaniti setacciano le acque dei corsi d’acqua del Biellese e l’Orba, nella Riserva naturale speciale della Bessa, nel fiume Elvo, nei dintorni di Borriana, e nel Ticino. Sono queste le schegge che i numerosi amatori sperano di intrappolare nei propri setacci.

Munitevi dei giusti attrezzi
Come cercatori dobbiamo indossare stivali in gomma e attrezzarci con pala, zappetta, setaccio, batea, e canalina. Con la zappetta e la pala rimuovete i ciottoli più pesanti, con il setaccio invece eliminate tutta la sabbia ed i piccoli detriti. Con la batea portate alla luce le piccole scagliette d'oro che sono mescolate fra i detriti e la canalina, invece, la utilizzerete per convogliare le acque in modo da controllare la presenza d'oro. La batea è formata da una serie di contenitori: il cappello da cinese rovesciato ed un catino, utilizzato per contenere e setacciare la sabbia con movimenti circolari. In questo modo l'oro, grazie al suo alto peso specifico, cadrà all'interno del catino.

Scegliete i posti giusti per cercare
Ma ora che abbiamo tutto il giusto materiale, siamo sicuri che in Italia ci siano dei giacimenti d'oro? E se sì dove e come li troviamo? Recatevi quindi presso una miniera, muniti di piccone e scalpello per sondare i vari filoni, sia quelli interni che quelli antistanti che fuoriescono all'esterno, o recarsi presso i fiumi che contengono oro alluvionale. E speriamo di trovare ancora dei giacimenti dove trovare questo prezioso minerale.

Recatevi nelle mete più conosciute
Legislazione italiana del metal detector
Ora prestiamo attenzione ai luoghi dove è possibile trovare le piccole pagliuzze. Le miniere aurifere italiane, si trovano soprattutto sulle Alpi che confinano con la Svizzera. È ovvio che se una persona vuole fare questo tipo di ricerca deve optare per i torrenti montani ed i fiumi di questa zona. Una meta molto frequentata è la Val d'Ayas in Val d'Aosta, ma sono note anche: Alagna, la Val Toppa e la Val di Crodo, tutte in Piemonte. In Lombardia ci sono minori possibilità, i fiumi principalmente battuti sono: Ticino, Adda, Sesia, Elvo.

Non dimenticare mai:
Se non riuscirete a trovare grandi quantità d'oro, non demoralizzatevi, è sempre più difficile trovarne
Recatevi presto queste zone con amici, in modo da passare il tempo più velocemente e rendere più leggera questa esperienza, l'unione fa la forza!!
Fonte di informazione:

Melhores bateias para garimpar ouro

Uma bateia é um utensílio usado na mineração em pequena escala, geralmente em depósitos de sedimentos em cursos de água (placer), para a obtenção de concentrados de minérios metálicos, sobretudo os preciosos, como o ouro ou diamante.

Ao colocar-se uma pequena quantidade de sedimento na bateia e adicionar-se alguma água, procede-se à agitação da mistura através dum movimento aproximadamente circular. Tal agitação, conjugada com a diferença de densidade entre os minérios metálicos e os restantes sedimentos, permite efectuar a separação daqueles.

como encuentrar oro en el rio or en el solo
O processo é uma das maneiras mais simples de extrair ouro e é popular entre os entusiastas da geologia, especialmente por causa de seu baixo custo e do processo relativamente simples e fácil de se proceder.

No entanto, a taxa de produtividade é comparativamente menor em comparação com outros métodos de proporção comercial.



A panorâmica do garimpo de ouro é um processo simples:
Uma vez que um depósito de placer adequado é localizado, uma quantidade do depósito aluvial é recolhido em uma bateia, onde é então agitado suavemente em água e o ouro afunda no fundo da bateia. Os materiais com baixa gravidade específica se espalham pela bateia, enquanto que os materiais com maior densidade específica ficam no fundo, sendo que os sedimentos mais leves saem pelas bordas durante a agitação. Esses materiais densos geralmente consistem principalmente de uma areia preta, de magnetita, com outras pedras ou poeiras de metal que possam ser encontradas no depósito.

Mineração de ouro recreacional (por hobistas):
Em muitas situações, o bateamento do ouro geralmente aparece apenas como uma pequena poeira de ouro que normalmente é coletada como uma lembrança em pequenos tubos transparentes. Pepitas e quantidades consideráveis ​​de pó de ouro são ocasionalmente encontrados, mas geralmente a mineração por bateia não é lucrativa. O bateamento de ouro pode ser um dos indícios usados para localizar os veios de ouro que são a fonte da maioria dos depósitos de placer.

Tipos de bateias:
Bateias expostas no museu do ouro de Navelgas, Espanha
Bateias de ouro de vários projetos foram desenvolvidas ao longo dos anos, sendo suas características comuns aprisionar os materiais pesados ​​durante a agitação. Alguns são destinados a uso com mercúrio, incluem telas, cantos afiados para quebrar o gelo, não são redondos ou são projetados para uso "com ou sem água". Edward Otho Cresap Ord, II, ex-oficial do Exército e co-proprietário de várias minas, patenteou vários projetos de bateia, incluindo desenhos para uso com mercúrio ou seco.
(bateia de ferro com um rifle e fundo achatado)
(bateia caseira de chapa de aço e cônica)
(bateia caseira de ferro cônica)
(bateia de plástico sem rifles e com fundo plano)
(bateia de aço da EstWing com 3 rifles e fundo achatado)
As bateias são medidas pelo seu diâmetro em polegadas ou centimetros. Os tamanhos comuns de bateias de ouro hoje variam entre 10-17 polegadas (25-43 cm), sendo 14 polegadas (36 cm) o tamanho mais utilizado.
Os lados são geralmente inclinados entre 30 ° a 45 °.

Hoje em dia a maioria são fabricadas em metal e plástico de alto impacto.
No entanto ainda poderá encontrar bateias de ferro e aço.
As bateias de aço são mais pesadas e mais fortes que as de plástico. Alguns são feitos de ligas leves para a estabilidade estrutural. Porém as bateias plásticas para o ouro resistem a ferrugem, ácidos e corrosão, e a maioria é projetada com riffles moldados ao longo de um lado da bateia, mas algumas mais atuais vem com dois tipos de riffles.
Das mais variadas bateias de plástico de ouro, os garimpeiros geralmente preferem as de cores verdes e os vermelhos, pois tanto o ouro quanto a areia preta se destacam no fundo da panela, embora muitos também optem por panelas pretas para identificar facilmente os depósitos de ouro.
Mas a ideal é a de cor azul, pois não vai te confundir com a areia preta.

 Menos comum mas mais tradicional são as bateias de madeira feito de uma peça sólida de madeira. Um exemplo é a Yuri-ita que é uma bateia de madeira tradicional usada no Japão. Ao contrário de outras bateias de ouro, é de forma retangular com uma seção transversal côncava e é vedada em uma extremidade com a outra extremidade aberta. Como o nome japonês indica, o ouro é separado com um movimento de balanço.

Saiba quais são as melhores bateias para garimpar ouro:

Minelab Pro-Gold
Várias zonas panorâmicas para recuperação máxima de ouro
É como ter três bateias de ouro em uma! Há uma parede lateral lisa padrão, mais rápidos e finos de raios laterais para capturar todos os tamanhos de partículas de ouro aluviais de forma mais eficiente para que você não perca nenhuma. Os riffles grosseiros facilmente prendem as pepitas de ouro maiores para ajudá-lo a descartar rapidamente o cascalho indesejado, enquanto os riffles finos capturam as pequenas partículas de ouro.

A: Grandes Riffles de 90 ° nas bateias de 15 polegadas e 10 polegadas pegam grãos de ouro maiores antes de lavar. Este é um bom passo inicial para separar a areia preta e o ouro de sedimentos coloridos mais claros.
B: Mini Riffles na bateia de 15 polegadas ajudam a capturar ouro muito pequeno em areia fina e preta, permitindo que a areia se lave deixando o ouro para trás.
C: Parede plana para uma panorâmica final poder ser realizada na lateral, permitindo que você veja claramente o ouro que se acumula no canto inferior, pois fica separado da areia preta restante.
Azul de alto contraste para melhor visibilidade do ouro.

Garrett Gold Trap pan

EstWing Gol pan

Gold Rush Nugget Bucket Gol pan
Compre uma bateia em site como:
 amazon.com,
olx.com ou em mercadolivre.com

Gold pan Turbopan
O turbo pan é um tipo especial de bateia de ouro que é usado de forma rotativa para se livrar rapidamente dos resíduos. O ouro e os minerais mais pesados são rapidamente depositados na armadilha central pelo arranjo do riffle e, em seguida, a bateia é usada como uma bateia normal para recuperar o ouro. Diâmetro - 40 cm.
Onde comprar na EUROPA (DE):
https://www.mineex.de/Goldwaschpfanne/Turbopan/

Pesquise pelos nomes em inglês:
Gold Pan, Gold Panning kit, Gold Pan kit.

Fontes:

Como fazer pesquisa e prospecção mineral para o ouro

 “Sem pesquisa mineral, não há mineração”.
Para fazer prospecção mineral no Brasil siga todos os seguintes passos burocráticos ou então procure um laboratório de análise de rochas ou ainda se preferir, contrate um profissional Geólogo ou Técnico em Geologia para efetuar uma inspeção na sua propriedade.

Uma lista de laboratórios de análises de rochas e minerais segue no final deste artigo.

Este artigo só descreve a prospecção de solo a fundo para produção comercial de minerais, para prospecção de superfície (hobby) ou utilizando detectores de metais não é preciso documentação com resalvas se for em propriedade alheia. 

Amostras de minerais acondicionadas em uma folha de papel A4 e respectivas procedências. 
1. Turmalina - MG, 2. Feldspato - PR, 3. Zeólita - Londrina-PR, 4. Barita - MG, 5. Calcita - PR, 6. Quartzo - RS, 7. Ilmenita - MG, 8. Galena - Adrianópolis-PR, 9. Calcopirita - Carajás-PA, 10. Piroxênio - MG.

1º- Análise de dados geofísicos para mineral ouro
O primeiro passo é fazer uma pré análise de dados aerogeofísicos já existentes para identificar possíveis alvos. Esses dados são disponibilizados gratuitamente pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM).


Mapa de satélite sobre levantamentos Aerogeofisicos do Brasil,
o chamado mapa do ouro do Brasil.

Mas antes disso o que é Geofísica?
Geofísica é o ramo que estuda determinadas propriedades físicas das rochas e minerais e os fenômenos associados a essas propriedades. Tem por objetivo determinar a distribuição espacial dos materiais e estruturas que compõe o nosso Planeta. As principais áreas de aplicação da geofísica são:
Prospecção de Petróleo; Estudos Ambientais; Mineração; Arqueologia e Geologia de Engenharia.

Na prospecção mineral, tem os seguintes objetivos:
Estudo geológico das regiões, definindo, assim, as províncias mineralizadas;
Determinação da geometria de depósitos minerais aluviais, como o ouro, diamante, cassiterita, etc;
Determinação da orientação de fraturas e veios mineralizados;
Detecção da presença de minérios disseminados (sulfetos); e
Determinação da capa de matéria estéril.

As técnicas mais utilizadas na prospecção dos produtos de mineração são: meios elétricos, eletromagnéticos e potenciais. É importante, e viável, na busca pelo ouro, utilizar-se dos ensaios geofísicos, visto que colaboram com maior rapidez para o resultado desejado já que indica o caminho a ser seguido.

2º- Solicitar autorização de pesquisa pelo DNPM
Em posse do resultado das análises dos dados aerogeofísico que determina o que e onde explorar, o segundo passo é solicitar a autorização para a pesquisa no DNPM – Departamento Nacional de Produção Mineral que se encontra no link a seguir:

Para requerer a autorização de pesquisa e lavra de recursos minerais é preciso ser brasileiro, pessoa natural, firma individual ou empresa legalmente habilitada; deve estar cadastrado no CTDM – Cadastro de Titulares de Direitos Minerários – e precisa seguir uma lista de afazeres devidamente divulgada pelo site do DNPM no link a seguir:

O título a ser recebido, após o cumprimento legal de todas as solicitações, é o “Alvará de Pesquisa”, outorgado pelo Diretor Geral do DNPM e publicado no DOU – Diário Oficial da União. O prazo concedido para as pesquisas varia entre 2 e 3 anos e as áreas máximas cedidas para estudo, de 5 a 2.000 hectares, exceção apenas para a Amazônia Legal, que pode chegar a 10.000 hectares devido a dificuldade de acesso.

3º- Mapeamento geológico
O mapeamento geológico da área a ser estudo constitui o terceiro passo e é imprescindível para a mineração. Uma das ferramentas mais importantes do sistema de estudos, além de possibilitar a identificação dos depósitos minerais, contribui na tomada de decisão da escolha dos locais apropriados para a abertura de minas e, em parceria com o planejamento de lavra, otimiza as atividades fornecendo informações básicas sobre o modo de ocorrência do minério, sua distribuição na área geográfica, variações dos teores, entre outras. Tudo isso garante um direcionamento de qualidade na corrida pelo ouro, ou por outros tipos de minerais, é claro.

4- Amostragem de sedimentos de corrente para minerais pesados
O Sedimento de Corrente é o principal método nas pesquisas regionais e tem como principal objetivo a definição do tópico a ser analisado posteriormente. Já as amostras, que são coletas nessa fase de estudo, tendem a informar possíveis anomalias do território.

A coleta para amostragem dos sedimentos de corrente deve obedecer a um planejamento previamente estabelecido e que se baseia nas seguintes questões:
O que coletar?
Como coletar?
E, quanto coletar em cada estação de amostragem?

No geral, o mínimo a ser coletado deve ser 4 vezes maior que a alíquota a ser enviada ao laboratório de análise e, a maioria das empresas que trabalham na área recomenda, de 1 à 2 litros de amostra de sedimento de corrente.

As amostras de minerais pesados, quanto a sua representatividade, não diferem das demais, exceto no que diz respeito aos seus constituintes que, muitas vezes, contêm minerais seletivos das unidades litológicas da área de estudo e capitação.

Nesta etapa também é indicado a realização de amostragem de concentrados de bateia.
Amostras de sedimento de corrente e concentrado de bateia devidamente identificadas e codificadas.

Saiba mais sobre Amostragem Sedimento de Corrente no video a seguir:

5- Amostragem de rochas e solos na prospecção mineral para ouro
Indo para o próximo item imprescindível na pesquisa, de acordo com a NBR 6502, Rocha é um “material sólido, consolidado e constituído por um ou mais minerais, com características físicas e mecânicas específicas para cada tipo”. Sobre solo, a mesma norma define como “material proveniente da decomposição das rochas pela ação de agentes físicos ou químicos, podendo ou não conter matéria orgânica”.

O solo é um dos mais importantes e, consideravelmente, um dos mais fáceis meios para se coletar amostra. Entretanto, é preciso precauções, já que é o meio mais comum de erro. Antes de tudo, é preciso assegurar que as amostras são do próprio terreno e não as de transporte, que são levadas por eventos naturais ou humanos; também é preciso adequar à linha horizontal para, assim, garantir que as poções remontam uma mesma época.

No que interesse aos estudos para pesquisa e prospecção mineral do ouro, o volume mínimo recomendado, pelas referências históricas e geográficas, é de 300 g no horizonte B de solo residual. Esse número pode variar.

Quanto a amostragem de rochas, comumente chamada amostragem litológica pode ser classificada segundo sua forma de coleta: pontuais, que podem ser em blocos (simples) ou lascas e punhados (compostos); lineares, que podem ser obtidas por meio de canal, testemunho de sondagem ou perfuratriz (Veja "Sondagem e definição da jazida/depósito"); planares que correspondem as amostras em camadas; e, por fim, de volume, que podem ser coletadas em poços, galerias ou pilhas de estoque.

Neste passo também é indicado a realização de uma geofísica terrestre. Os métodos geofísicos elétricos são particularmente promissores em estudos voltados a busca de sulfetos, devido ao contraste das propriedades físicas resistividade elétrica e cargabilidade.

6- Sondagem e definição da jazida/depósito
Por fim, é hora de definir a malha de sondagem baseada na análise de todos os dados coletados anteriormente (Dados Geofísicos, Geológicos e Geoquímicos). Neste contexto a sondagem visa indicar o tipo de rocha e teor em profundidade, o grau de alteração, fraturamento, coerência, xistosidade, e muitos outros fatores. Além disso, com a sondagem é possível determinar com precisão toda a extensão e profundidade de um depósito mineral, seja ele aurífero ou não. Sendo assim, a sondagem é o último passo na definição da jazida.

Jazida, portanto, é um depósito natural de substâncias, minerais ou fósseis, que são encontradas tanto na superfície quanto no interior da Terra. Uma jazida mineral, ou um depósito, agrega grande valor econômico à região em que está inserido.

Lista de laboratórios de análises de rochas e minerais:
Brasília e região:

Paraná e região Sul:

Espírito Santo e região:


Serviços:

Consulte sempre o Guia do Minerador:
http://www.dnpm-pe.gov.br/Legisla/Guia/indice.php

Fontes:

Como fazer uma armadilha para ouro em rios

O que é uma calha concentradora de ouro e como fazer uma
Ela funciona em um rio com depósito de areia ou cascalho aluvial ou glacial e com um pouco de conhecimento você poderá até construir uma e obter bons resultados.

Esta mesma ferramenta de garimpeiros é chamada por vários nomes em diferentes regiões mas amplamente conhecida como calha concentradora de ouro, eclusa de ouro, represa de ouro, sendo que em inglês poderá pesquisar mais se procurar por "sluice box".

Sluice box é uma ferramenta que concentra e canaliza a água em uma direção.

A calha concentradora tem como principal objetivo recuperar ouro, porém poderá eventualmente recuperar outros tipos de minerais nestes tipos de operações, pelo que se deve estar atento à pedras que ficam aprisionadas nesta armadilha.

A entrada da eclusa é tradicionalmente mais larga e aberta por onde deslizam cascalho ou areia que são colocados na entrada da calha ou que descem naturalmente pelo rio. A inclinação é variável à corrente e fluxo das águas do rio sendo que alguns modelos tem controle de níveis de água e fluxo do rios ou de algum canal.

Draga de ouro
draga de ouro
Eclusa de ouro em tamanho industrial para áreas de grande garimpos

As calhas são freqüentemente usadas na recuperação de areias negras, ouro e outros minerais de depósitos de placer em operações de mineração de placer. Eles podem ser de pequena escala, como as usadas na prospecção por hobby, ou muito maior, como em operações comerciais.

As esclusas típicas têm riffles transversais sobre um tapete, que aprisiona os minerais pesados, gemas e outros minerais valiosos.
Riffles em uma caixa de eclusa.
As pequenas manchas são de ouro, as maiores são apenas seixos.

O resultado final desta operação vai depender muito do carpete ou malha usados ao longo da calha sendo que o concentrado de materiais mais densos podem ser apanhados na malha para pepitas, no tapete de vinil para apanhar pepitas de ouro menores ou ainda tapetes de feltro para apanhar o ouro mais fino.

Onde colocar a sua armadilha para ouro:
sluice box for gold
Uma área bem protegida do fluxo de água é uma excelente localização para encontrar ouro. O ouro é muito denso e muitas vezes é encontrado em uma calha. Muitos depósitos de ouro diferentes são tratados de diferentes maneiras. Os depósitos Placer atraem muitos prospectores amadores porque seus custos são muito baixos. Existem muitos lugares diferentes em que o ouro poderia ser colocado, como por exemplo um depósito residual e aluvial.

Tipos de material utilizado para portas de esclusa:
Aço inoxidável
sluice box for gold
O aço inoxidável é o material que mais se usa na maioria dos casos, pois é resistente ao tipo de trabalho.

Plástico reforçado com fibra (FRP)
sluice box for gold
E recentemente com as novas tecnologias, apareceram materiais como o plástico reforçado com fibra para construir as esclusas. Esta tecnologia moderna tem muitos dos atributos como as formas antigas, como resistência à corrosão e pesos muito mais leves.

Calha concentradora de ouro caseira:
Como fazer uma calha de ouro para garimpo caseira
Se você não pode comprar uma destas em sites como o eBay.com ou o MercadoLivre.com então você pode fazer uma calha concentradora de ouro em casa usando a imaginação e este pouco conhecimento que pode aprender aqui.

O mesmo princípio pode ser empregado em uma escala caseira através da construção de uma pequena caixa de esclusa que pode-se construir com madeira com barreiras ao longo do fundo chamadas de riffles ou tubo corrugado de dupla parede com diâmetro grande, para capturar as partículas de ouro mais pesadas à medida que a água a lava o material ao longo da caixa. O melhor método é o da  lavagem de escavação com pás ou implementos semelhantes para alimentar o minério na eclusa.
As calhas podem ser curtas ou longas.

Calha concentradora de ouro caseira com tubo corrugado

Será assim que deverá trabalhar com uma calha concentradora de ouro:


Faça um canal e coloque de maneira que o fluxo de água passe por ela, com um fluxo de água não muito forte e nem muito fraca, sendo que se deve ter em atenção o ângulo da calha concentradora de ouro.

Se precisar fixe-a bem adicionando um peso.

Jogue a areia e o cascalho para a entrada dela.

Ouro fugitivo
Basicamente uma boa calha para ouro com mais de um tipo de malha (riffles), se possível uma fina irá apanhar o ouro fino, o chamado ouro fugitivo.

Fontes:

Oficineiros

oficina
em 19 de Setembro (2014/2017)
oficina
1 MILHÃO de oficineiros já visitaram

Obrigado a todos e SUCESSO
J. Charles Silva

Oficineiro:
O oficineiro é um profissional que ministra oficinas. Desempenha um papel que não se limita a uma efetividade na resolução de problemas, mas que também envolve a capacidade de fazer surgir questões emergentes.

Ao ministrar uma oficina, o oficineiro é quem apoia a reflexão sobre a problemática apresentada e mede a produção de conhecimento coletivo dos envolvidos. Ele é componente de uma rede contínua pautada pelo diálogo entre todos os que participam do processo, em uma teia sob a qual se desenham possibilidades de relação e identificação.

Essa dinâmica dialoga com o pensamento do filósofo chileno Francisco Varela sobre o processo de cognição: “…o ato de comunicar não se limita a uma transferência de informação de um remetente a um destinatário, mas pela modelagem mútua de um mundo comum por meio de uma ação conjugada”.

A atividade cognitiva, da qual o oficineiro é um possível condutor, se dá por meio de vivências e experimentações e é, portanto, construtiva uma vez que os caminhos aparecem conforme se percorrem os processos de aprendizagem, considerando como fundamental a troca de saberes e a construção coletiva.

A partir de uma dinâmica lúdica e informal, as oficinas e os oficineiros permitem uma participação pautada, sobretudo, no desejo de experimentar e vivenciar, o que pode diferenciar o processo de ensino e aprendizagem e somar a métodos formais de educação.


Fonte:

Como e onde encontrar ouro no Brasil

Se você esta em busca da sua primeira pepita de ouro, ou de encontrar pequenas quantidades de ouro saiba que em quase todos os lugares do planeta terra há ouro, porém em alguns locais pode ter mais ouro e outros não. Já encontrar uma mina de ouro será muito mais complicado e difícil exigindo muito mais conhecimento sobre o ouro e sobre solos e lugares onde o ouro poderá ser encontrado com mais facilidade.

Se você quer procurar ouro apenas por hobby, então este artigo é para você.

Antes de seguir na sua caçada ao ouro de aluvião, saiba qual é a aparência do ouro bruto.
como encontrar ouroouro nativo
pepita de ouropepita de ouro
pontes e lacerdapepita de ouro de pontes e lacerda
garimpo de ourocomo encontrar ouro
como encontrar ouro
Caso você queira saber mais sobre o ouro que pode ser encontrado na natureza, então clica no link abaixo:

Tudo sobre ouro

Mapa do ouro, das pedras preciosas e dos recursos minerais do Brasil
(por estados brasileiros)
http://www.oficina70.com/mapas-do-ouro-no-brasil

Onde procurar ouro
(Obs: não vamos mencionar nomes de rios ou outros locais onde possa haver ouro no Brasil, isto você poderá colocar nos comentários e divulgar ou formar grupo para garimpar ouro.)

Rios:

garimpo de ouro

Os rios são lugares de eleição uma vez que sabendo que a água da chuva lavra o solo, ele tende a seguir o caminho das águas indo parar em um córrego e depois dependendo da força e velocidade das águas vai parar a um rio.

Mas porque isto acontece?
O ouro é muito pesado cerca de 19 vezes mais pesado do que a água e cerca de 3 vezes mais pesado do que o ferro. Sabendo disso, encontrar ouro fica mais fácil devido ao seu peso, o ouro irá afundar para o nível mais baixo possível. Com a chuva, o vento, congelamento e descongelamento, e rupturas geológicas, etc, o ouro vai se soltando e mudando para um ponto mais baixo.



Quando uma chuva cai em um morro com indícios de ouro que esta no solo, ele se desprende e segue o curso da água em movimento rápido, desce procurando um local para afundar-se. Assim ao longo dos anos e com a ajuda das chuvas, mais e mais ouro vai se libertando e juntando num único local.
Sabendo disto procure onde a água fica mais lenta durante uma monção. O ouro com certeza vai estar nesse caminho. Mesmo uma pedra ou rocha em um córrego vai interromper o fluxo de água, fazendo com que o ouro fique por ai.
garimpo de ouro com calha
Nos rios você pode usar uma bateia ou usar uma calha (eclusa, sluice box) para encontrar o seu ouro.
como encontrar ouro
Numa calha o ouro ficará preso  nas ranhuras ou num tapete de grama sintética se assim for.

Areia preta:
como encontrar ouro
Na areia preta de rios ou de praia é possível que encontre pequenas quantidades de ouro.
Nos rios, geralmente onde há areia preta nas curvas fechadas de rios.
Na praia, próximo de rios auríferos que desaguam as suas águas para o mar.

Rejeitos de garimpos antigos:
Se você sabe ou conhece locais onde já existiu uma mina de ouro antiga, então é provável que no monte de rejeitos deixados por elas ainda encontre ouro.

Cascalho:
Na parte mais íngreme de corredeiras ou cachoeiras.

Barreiras de cascalho formadas pelas chuvas.
Próximo a grandes pedras e outros obstáculos que por causa do tamanho ou outros fatores parecem estar lá por um longo tempo.

Musgo e raízes de grama:
como encontrar ouro
Os musgos e gramas em leitos de rios atuam como se fossem uma armadinha (calha, sluice box) para o ouro, sendo também um local a ser pesquisado

Buracos e fendas no leito de rocha:
ouro em afluentes do rio tibagi no paraná
Rachaduras em rocha que se encontram em leitos de rios escondem quase sempre uma pequena quantidade de ouro.
Esses são algum dos locais mais prováveis para você encontrar ouro, mas ouro pode ser encontrado em lugares que você nem imagina e em condições totalmente adversas.

ouro natural

Caso você não encontre nada ou encontrar pouco ouro, não desista,tente tomar mais conhecimentos sobre o ouro e volte a tentar.

Mapas de localização de regiões que tem ouro no Brasil
https://www.oficina70.com/2018/11/mapas-do-ouro-no-brasil-estados-e.html

Nota importante
Qualquer cidadão brasileiro pode garimpar ouro apenas com equipamento manual (bateia) em locais que não sejam de proteção ambiental e, não sendo, desde que não cause danos a natureza, correndo risco de levar uma elevada multa ou até prisão.

Sobre detectores de metais:

A legislação brasileira só menciona quem faz achados históricos ou tesouros, o ouro como fenômeno natural é autorizado, porém o proprietário deverá ter uma licença do detector, informe-se quando comprar um detector de metal.


Caso pertençam há uma cooperativa de garimpeiros ou empresa pelo que deveram estar regularizados no Departamento Nacional de Produção Mineral órgão que controla e fiscaliza todas as atividades de mineração e solicitar uma Permissão de Lavra Garimpeira.

Antes de sair à procura de ouro estude um pouco sobre os tipos de solo que tem ouro, isto vai ajudar e poupar seu tempo.
Geologia do ouro e os indicadores naturais do ouro:

Mais artigos sobre ouro nativo no Brasil:

Segue oficina70.com