Mostrar mensagens com a etiqueta Série minerais do Brasil. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Série minerais do Brasil. Mostrar todas as mensagens

Série Minerais do Brasil - Rio de Janeiro

Principais ocorrências minerais do estado do Rio de Janeiro
(Série Minerais do Brasil - Rio de Janeiro)
Série minerais do Brasil - Rio Grande do Norte
No estado do Rio de Janeiro estão catalogado cerca de 40 minerais.

O Mapa Geológico e de Recursos Minerais, foi elaborado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e pelo estado do RJ.
garimpo de ouro no rio de janeiro
Mapa da Geodiversidade do Rio de Janeiro AQUI

Pedras preciosas encontradas no estado do Rio de Janeiro Se você estiver à procura de pedras preciosas e metais preciosos no Rio de Janeiro como o ouro, então você vai saber aqui que as pedras mais preciosas encontradas são: a
Apatia, Berilo na variedade heliodoro, Fluorita, Pirita, Quartzo, Rutilo entre outros.

Ouro nativo no Rio de Janeiro
garimpo de ouro nativo no Rio de Janeiro
Região norte aurífera (Au) no estado do Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro o ouro provém dos rios Paraíba do Sul, Muriaé, Itabapoana, Pomba e Negro.
Também é encontrado em pequenas quantidades em algumas regiões no norte do estado, Itabapoana, (ver mapa Geodiversidade) e em algumas regiões próximas do município de Cantagalo onde pratica-se o garimpo desportivo e hobbista.
O garimpo é proibido com a utilização do mercúrio.

Quanto aos minerais os principais e para coleção são encontrados na Complexo alcalino de Itatiaia.

 Principais Minerais do Estado do Rio de Janeiro:
Albita var: Oligoclase, Alanita (Ce),
Série Minerais do Brasil - Rio de Janeiro
Alanita da coleção de Rafael Hernandes Corrêa-Silva, por Mindad.org
Anortita, ApatitaAugite var: Fassaite, Baddeleyita (mineral raro),
Berilo var: Heliodoro, Biotita, Calcita, Celsiana, Grupo Chevkinita,
Clinocloro var: Leuchtenbergite, Corindo var: Safira, Daubréelite, Espinela,
Fluorapatita, FluoritaGoethita, Grafite, Hematita, Hiortdahlita, 
Ilmenita, Feldspato, Kirschsteinite, Låvenita, Magnetita, Merrillite,
Monazita, Moscovita var: Sericita, Nefelina, Ferro-níquel,
PiritaPirocloro, Pirofanita, Pirrotita, Quartzo var: calcedônia,
Rinkita, Rutilo,
Série Minerais do Brasil - Rio de Janeiro
Rutilo da coleção de Rafael Hernandes Corrêa-Silva, por Mindad.org
Sillimanita,
Série Minerais do Brasil - Rio de Janeiro
Sillimanita e Biotita da coleção de Martins das pedras, RJ, por Mindat.org
Thorite, Titanita, Turmalina,Troilote,
ZircãoZirconolita.

Saiba mais em:
Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro, DRM-RJ

Fontes:
https://www.mindat.org
http://rigeo.cprm.gov.br
https://en.wikipedia.org/wiki/Rio_de_Janeiro

Série Minerais do Brasil - São Paulo

Principais ocorrências minerais no estado de São Paulo
(Série Minerais do Brasil - São Paulo)
Série minerais do Brasil - Rio Grande do Norte
No estado de São Paulo estão catalogado cerca de 138 minerais.
O território paulista apresenta uma série diversificada de
ocorrências minerais. Destacam-se, entre os elementos metálicos: sulfetos de metais base (Pb, Zn, Cu), ouro, estanho, volfrâmio, ferro, elementos terras-raras, manganês e bauxito. Dentre as mineralizações não-metálicas, há destaque para fertilizantes (apatita), diversos minerais industriais (fluorita, talco, areia para fundição, pegmatitos cerâmicos, rochas carbonáticas, barita e argilas especiais), gemas (principalmente diamante), rochas ornamentais e material de cantaria. Os diamantes em São Paulo são garimpados geralmente em rios nas divisas entre o estado de Minas Gerais. (no final do artigo há link com mapa de região diamantífera em SP)
Constam ainda do contexto mineral, abundantes recursos hídricos subterrâneos e discretas ocorrências de material energético (turfas, carvões, rochas oleígenas). Tal leque de mineralizações, associado a um contexto geológico igualmente diversificado, delineiam um bom potencial mineral para o Estado de São Paulo. A arraigada idéia de que o Estado teria vocação mineral restrita a bens afeitos à indústria da construção civil ou que grandes jazimentos, se houvesse, já teriam sido detectados face à intensa ocupação populacional, contribui para que investidas exploratórias acabem sendo dirigidas para outras unidades da federação, em geral menos conhecidas geologicamente. O presente artigo procura mostrar um panorama diferente de São Paulo, portador de um bom potencial geológico e gemológico para investimentos exploratórios que busquem a descoberta de jazimentos diversificados. O sucesso alcançado na exploração mineral conduzida por instituições governamentais certifica esta potencialidade, como demonstram as descobertas dos depósitos
do Correas (o maior de Sn e W no Brasil meridional), Saltinho (o segundo maior depósito de fluorita do País) e diversos jazimentos de turfa.
Com a catalogação dos diversos minerais e suas localizações é possível termos a percepção da grandeza mineral do estado.

Cristal de ouro dendrítico na matriz de quartzo
Esta amostra muito antiga e rara foi encontrada no distrito de Jaraguá, Perus.

Oficina70 vem mostrar os minerais catalogados em banco de dados de minerais e colocar neste artigo algumas fotos de minerais e gemas presentes no estado e algumas das localizações em que foram encontrados.
E quem pensa que na capital paulista não há minerais, pedras e metais preciosos se enganam, pois em certas zonas da capital são ricas em minerais preciosos.
Leia mais sobre isto mais abaixo.

Principais minerais e pedras preciosas em São Paulo:
Albita, Aluminocopiapita, Ambligonita, Analcite, 'Ancylite',
Ancylite- (Ce), Andradita var: Melanita, Ankerite, 'Apatita', Aragonita,
Augite var: Soda-Augite, Autunita, Azurita, Baddeleyita, Barita, Barytocalcite, 
Bassetita, Bastnasita, BeriloBiotitaBravoita, Brucita, Burbankit, 
Calcita, Caldasito, Calzirtita, Cancrinito, Carbocernaita, Celadonita, 
Cerussita, Chabazite, CalcopiritaChernikovita, Clorapatita, 
Cromita, CrisocolaCrisotila, Clinohumite var: Titanclinohumita, 
Cobre, Crandallita, Cuprita, Cuprorhodsita, DiamanteDiópsidoDolomita, Edingtonita,
Erlichmanita, Egirina, Egirina-augite, 'Grupo Eudialyte' 'var: Eucolita',Espinela
Estroncianita, Estilbita-Ca, Faialita, Grupo Feldspato var: Pertita, Ferrosaponita, 
Fluorapatita var: Fluorapatita rica em carbonato, FluoritaForsterita, 
Galena'Grupo das Granadas' var: AlmandinaGarnieritea, Gorceixita, 
Gesso var: Selenito, Haiweeite, Hedenbergita, HematitaHemimorfita, 
'Subgrupo Heulandite', Hollingworthita, Hornblenda'Hidrotalcita, 
Hidrozincite, Ilmenita, Irarsita, Ferro Var: Camacite, Isocubanita, 
'K Feldspato, Lantanita- (La), Lantanita - (Nd), Laurita, Lepidolita, 
Leucita, Limonita, Mackinawita, MagnetitaMalaquitaMalanita, 
Melcherita (TL), grupo Melilite, Menezesita (TL), Merrilita, Mesolita, 
Meta-autunita, Metatorbernita, Metauranocircita-I, Ferro Meteorítico
Microclina, Monazita, Monazita- (Ce), Montebrasita, Monticellita, Mordenita, 
MoscovitaNatrolita, Nefelina, Nisaita, Norsetita, OpalaOrthoclase, Ouro
'Subgrupo de ortopiroxênio', ParisitePauloabibite (TL), Pectolite, 
Pentlandita, Perovskita, Flogopita var: bário-flogopita, Fosgenita, Fosfuranilita, 
Platarsita, Plessita, PiritaPirócloro, Pirofanita, grupo Piroxeno, Pirrotita
Quartzo var: Agate var: CalcedôniaQuintinita (TL), Rodocrosita
Richterita, Saponita, Schorlomita, 'Subgrupo Serpentina', 
Siderita var: Siderita rica em Mg, Smithsonita, SodalitaStellerita, 
Susannita, Silvina, Sinchisita, Tenite, Tazheranita, Tetrataenite, Thorita, 
Titanita, Tochilinita, Torbernita, Turmalina,Tremolita,Troilite,Turquesa,
Uranolite, Uranpirocloro, Valleriite, Vesuvianite, Vidro natural
Vigezzita, Volframita, Wairakite, Wavellite, Weeksita, Wollastonita, 
ZircãoZirconolita, Zirkelite.

Fotos de pedras preciosas e minerais do estado de São Paulo:
Aragonita
gemstones from São Paulo- Brazil
Iporanga, São Paulo, Brasil

Autunita
precious stones and minerals of the state of São Paulo
Perus, São Paulo, São Paulo, Brasil

Clinohumite e Magnetita
precious stones and minerals of the state of São Paulo
Mina de Jacupiranga, Cajati, São Paulo, Brasil

Galena
precious stones and minerals of the state of São Paulo
Mina de Furnas, Iporanga, São Paulo, Brasil

Almandina
grupo das granadas, almandina
Rio Cabuçu, Guarulhos, São Paulo, Brasil

Ouro no Quartzo
gold in quartzo, Brazil
Bairro Jaraguá, Perus, São Paulo, São Paulo, Brasil

Leucita
precious stones and minerals of the state of São Paulo
Cascata, Águas da Prata, São Paulo, Brasil

Limonita
precious stones and minerals of the state of São Paulo
Santana do Parnaíba, São Paulo, Brasil

Opala (no pegmatito)
opal from brazil
Perus, São Paulo, São Paulo, Brasil

Mapa da região diamantífera de Franca - SP
(documento em PDF)
http://ppegeo.igc.usp.br/garimpo-de-diamante-região-de-franca-sp

As riquezas minerais escondidas na capital de São Paulo:
https://www.oficina70.com/o-ouro-de-jaragua-e-de-perus-sao-paulo.html

Geologia e recursos minerais do estado de São Paulo:
http://rigeo.cprm.gov.br/jspui/handle/doc/2966

Fotos de:
Edson Ferreira dos Santos
https://www.mindat.org/user-47991.html
Brazilian Rockhounds
http://www.brhounds.com/

Fontes:
https://www.mindat.org
http://revistas.ung.br

Série Minerais do Brasil - Rio Grande do Norte

Principais ocorrências minerais do estado do Rio Grande do Norte
(Série Minerais do Brasil - Rio Grande do Norte)
Série minerais do Brasil - Rio Grande do Norte
No estado do Rio Grande do Norte estão catalogado cerca de 124 minerais.
Embora o estado seja de dimensões pequena, o Rio Grande do Norte é referência no setor mineral do Brasil.
água marinha cristalização de qualidade gemológica do Rio Grande do Norte
Água-marinha bruta, cristalização de qualidade gemológica, Rio Grande do Norte
O novo Mapa Geológico e de Recursos Minerais, foi elaborado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e pelo estado do RN.
De acordo com o diagnóstico realizado pelos técnicos do CPRM, há no território potiguar cerca de 1.800 jazidas com mais de 30 substâncias minerais.

Mapa dos recursos minerais do estado do Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte esta entre os maiores produtores de recursos minerais do país, gerando emprego e renda principalmente na região do semi-árido. Possui as maiores jazidas de scheelita (mineral de tungstênio). O Estado é, também, um grande produtor mineral de pegmatito, contendo depósitos de feldspato, mica, cassiterita, tantalita, caulim e gemas diversas.

Sendo ainda encontradas substâncias para materiais para a construção civil (argila, cascalho, pedras britadas, rochas ornamentais, entre outros), águas minerais, metais ferrosos como scheelita e minério de ferro, semimetais, metais não-ferrosos, minerais industriais, enegéticos, como petróleo e gás natural, preciosos, como ouro e gemas, com destaque para águas marinhas, turmalinas coradas e rubi, de alto valor comercial devido a pureza das pedras.

Ouro
Existem pelo menos 10 municípios com ocorrências de ouro no RN, entretanto, apenas dois municípios aparecem como destaque: Lajes e Currais Novos.

Diamante
No Rio Grande do Norte esta catalogado no CPRM áreas de kimberlito.
Consulte mais informações sobre isto no site do Serviço Geológico do Brasil.

Lista de minerais do estado:
Actinolito, Albita, variedade: Cleavelandite, Série Albite-Anorthite, Grupo Allanita,
Almandina, Alumotantito, Ambligonita, Série Ambligonita-Montebrasita,
Supergrupo Anfibólio, Andaluzia, Andradita, Ankerite, Anorthite, Anthophyllite,
Azurita, malaquita. Imagem de Wolfgang Hampel por mindat.org
Azurita, malaquita. Imagem de Wolfgang Hampel por mindat.org
Apatita, Arsenopirita, Autunita, Azurita, Barita, Bertrandite,
Berilo: variedades: Aquamarine; esmeralda; Heliodor; morganita.,
Bismutita. Imagem de Fernando Brederodes por mindat.org
Bismutita. Imagem de Fernando Brederodes por mindat.org
Biotita, Bismite, Bismoclito, Bismuto, Bismutinita, Bismutita
Bismutomicrolite, Bismutotantalite, Bornita, Brannerite, Brazilianita,
Calcita, Cassiterita, Chabazite, Calcopirita, Childrenite, Grupo de clorito,
Cromita, Crisoberilo, Crisocola, Clinozoisite, Columbita- (Fe),
Série Columbita- (Fe) -Columbita- (Mn), Grupo Columbita,Columbite- (Mn),
Cookeite, Cordierita, Coronadita, Covellita, Crandallita, Cummingtonita,
Digenito, Diópsido, Dravite, Elbaite: variedade Cuprian Elbaite.
Série Elbaite-Schorl, Eosphorite, Epídoto, Euclase,
Euclase. Coleção de Vasco Trancoso - Portugal by mindat.org
Euclase. Coleção de Vasco Trancoso - Portugal by mindat.org
Fayalite-Forsterite Series, Grupo Feldspato: variedade: Perthite.,
Ferberite: variedade: Reinite., Fersmite, Fluorapatita, Fluor-elbaite, Fluorita,
Gahnita, Galena, Grupo das Granadas, Gladita, Goethita, Ouro, Grossular,
Hastingsita, Hectorita, Hedenbergita, Hematita, Hessita, Hornblenda,
Hidroquinomicrolita, Hidrokenomicrolite-3R (FRL), Ilmenita,
Ferro: variedade: Kamacite., Ixiolite, Joséite, Caolinita, K Feldspato:
variedade: Adularia., Lazulita, Lepidolita, Limonita, Litiofilita,
Magnesio-hornblenda, Magnetita, Malaquita, Meionita, Microclina:
variedade: Amazonita., Grupo Microlita: varidades: Natrobistantite e Uranmicrolite.,
Molibdenite, Monazita Moscovita: variedades: Fuchsite e Sericite.,Natrotantita,
Opala: variedades: Hyalite e Opala-AN. Subgrupo do Orthopyroxene, Pekoite,
Petalita, Flogopita, Fosfuranilita, Powellite, Prehnite, Pirita,
Grupo Pirocloro, Grupo Piroxene,Pirrotita,
Quartzo Fumê. Foto e coleção Fernando Brederodes por mindat.org
Quartzo Fumê. Foto e coleção Fernando Brederodes por mindat.org
Quartzo: variedades: Ágata, ametista, Calcedônia e Quartzo Fume.,
Rhodochrosita, Rutilo: variedades: Rutilio de Nióbio e Struverite.,
Escapolita, Scheelita, Schorl, Subgrupo Serpentina, Silimanita,
Simpsonita, Grupo Smectite, Espessartita, Esfalerita,
Espodumena, Estaurolita, Estibiotantalita, Estibina,
Tantalita, Coleção de Rob Lavinsky www.irocks.com
Tantalita, Coleção de Rob Lavinsky www.irocks.com
Subgrupo de estilbita, Taenita, Talco, Tantalita, Tantalita- (Fe),
Tantalita- (Mn), Tapiolite, Tapiolite- (Fe), Thorita, Titanita,
Topázio, Turmalina, Tremolita, Tripilita, Triplita, Triploidita, Troilita,
Tungstenito, Uraninita, Uranophane, Uranophane-β, Uranpirocloro,
Vesuvianita. Imagem de Paolo Franchi por mindat.org
Vesuvianita. Imagem de Paolo Franchi por mindat.org
Vermiculita, Vesuvianita, Waylandita, Wollastonita,
Xenótimo, Zircão e Zoisita.

A maioria destes minerais e pedras preciosas são encontrados na
Província Mineral de Borborema:
Acari, Bodó, Caiçara do Rio do Vento, Campo Redondo, Carnaúba dos Dantas, Currais Novos, Equador, Jardim do Seridó, Lajes, Lajes Pintadas, Parelhas, Pau dos Ferros, São Tomé, Tenente Ananias, e ao longo da Bacia Potiguar.

Meteoritos no Rio Grande do Norte:
O estado tem regiões propícias à queda de meteoritos sendo já catalogados nas seguintes localidades:
Areia Branca, Assú, Carnaubais, Macau e Mossoró.

Série Minerais do Brasil, Paraná

Paraná, principais ocorrências minerais
(Série minerais do Brasil-Paraná)
No estado estão catalogados 86 espécies minerais sendo 56 minerais válidos e 1 (TL) mineral que só ocorre aqui.
Minerais e pedras preciosas que ocorrem no estado do Paraná
Os diamantes da região diamantífera na Bacia do Tibagi o ouro na Bacia de Castro, Vale do Ribeira e região serrana de Morretes, além do cobre nativo no Ribeirão do Perau em Adrianópolis, são alguns dos minérios e locais mais conhecidos pelos pequenos garimpeiros paranaenses.
O Paraná é a segunda unidade federativa do Brasil que mais produz talco, que extrai-se no município de Ponta Grossa. É a quinta e última unidade federativa do Brasil que mais produz prata.

Minerais e pedras preciosas que ocorrem no estado do Paraná:

Minerais metálicos
O mais importante minério de chumbo que encontra-se no Paraná é galena argentífera. A mais importantes jazidas localizam-se nos municípios de Adrianópolis, Cerro Azul e Bocaiúva do Sul. Quem faz o tratamento fabril da galena para extrair o chumbo são os funcionários da Plumbum S.A. empresa localizada na beira do rio Ribeira, em Adrianópolis.

O Paraná tem relevantes reservas de minério de ferro, que concentram-se numa grande quantidade de municípios das porções oriental e norte-oriental do estado. A mais extensas jazidas de hematita são encontradas nos municípios de Antonina, Colombo, Almirante Tamandaré, Cerro Azul, Bocaiúva do Sul, Rio Branco do Sul, Castro e São José dos Pinhais. Demais minerais como limonita e magnetita, apesar de serem poucos, igualmente encontram-se na mesma região.

Na época da Segunda Guerra Mundial extraiu-se o cobre em pequena quantidade, no Paraná, na região da Serra do Cadeado. Jazidas de cobre ocorrem nos arredores de Cerro Azul, Bocaiúva do Sul e Adrianópolis. Pesquisas mais novas revelaram restos do minério em Maringá, Guarapuava e em grande parte do sudoeste do Paraná.

A grande maioria do ouro e da prata é extraída da galena argentífera, como um produto subordinado à mesma. O Paraná produz muita prata, que extrai-se em Adrianópolis.

As jazidas de urânio no Paraná são encontradas em um cinturão que localiza-se de Teixeira Soares até Figueira.

Municípios possuidores de jazidas de ouro:
ouro das medalhas olímpicas
Campo Largo, Bocaiúva do Sul, Morretes, Cerro Azul, Adrianópolis e Castro.
Estudos novos, realizados na porção centro-oriental paranaense mostraram que existem demais minérios de metal como zircônio e nióbio.
O ouro das medalhas olímpicas Rio-2016 sairam de uma mina da região de Campo Largo.
Ouro no Paraná também é encontrado nas serras da divisa do estado com Santa Catarina.

Filão de ouro Passa Três
O depósito de ouro em Passa Três é um exemplo de mineralização controlada estruturalmente formada durante a transição magmático-hidrotérmica e hospedada em granito sendo uma intrusão de forma alongada NNE-SSW. O granito Passa Três e sua mineralização de ouro parecem representar um exemplo único de um sistema de ouro relacionado à intrusão, no qual a mineralização se concentra no núcleo da intrusão magmática na forma de veias em escala de metro fortemente controladas por tectônicas.

Mapa de jazimentos auríferos de Morretes, Serra do Mar e região
se encontram no final deste artigo.

Pedras preciosas e semi-preciosas do Paraná
crisocola
O diamante e as ágatas encontram-se no rio Tibaji e seus afluentes, nos rios das Cinzas e do Peixe (Norte Pioneiro).
Opalas, malaquitas e azuritas (semi-preciosas) são encontradas em Cerro Azul. No município de Guarapuava, nas porções ocidental e sul-ocidental do Paraná, estão presentes ametistas.

Principal localização mineral no Paraná
Partes dos principais minerais metálicos e não-metálicos de valor estão numa faixa de apenas 3,1 quilômetros quadrados junto à confluência dos Ribeirões Grande e Perau, a 30 quilômetros sudeste do município de Adrianópolis. A litologia é dada por quartzitos, rochas carbonáticas, fititos, xistos e anfibolio-xistos, do Grupo Açunguí, sendo essas rochas consideradas pertencentes à Formação Setuva. A região situa-se em zona de transição entre as fácies de xistos verdes e anfibolito. Os minerais primários são constituídos por pirita, calcopirita, tennantita, quartzo, rara galena e barita; os secundários são: calcocita, covelita, bornita, cuprita, cobre nativo, prata nativa, crisocola, azurita, malaquita; ocorrendo como minerais metamórficos: turmalina, granada, tremolita, magnetita, hematita, calcita e dolomita.
rara galena e barita

Fotos comparativas de alguns minerais encontrados no Paraná:
Ágata
Ágata
Mineral, variedade de quartzo criptocristalino com bandas coloridas.
Região noroeste do Paraná, município de Paranapoema.

Ametista
Ametista
Mineral, variedade de quartzo de coloração violeta devido à presença do ferro-férrico. Município de Chopinzinho, sudoeste do Paraná.

Calcita
Calcita
Mineral composto por carbonato de cálcio - CaCO3 .
Município de Adrianópolis, nordeste do Estado do Paraná.

Fluorita
Fluorita
Mineral composto por fluoreto de cálcio. Utilizado na indústria química, siderurgia e vidros. Município de Cerro Azul, nordeste do Paraná.

Galena
Galena
Mineral sulfeto de chumbo (PbS). É um mineral/minério de chumbo.
Município de Adrianópolis na região nordeste do Estado.

Barita
Barita
Mineral sulfato de bário (BaSO4), é o mais comum dos minerais de bário.
Município de Adrianópolis na região nordeste do Paraná.

Talco
Talco (mineral)
Mineral filossilicato de magnésio com oxidrila: Mg6(Si8O20)(OH)4.
Município de Castro, Estado do Paraná.

Arenito
Arenito
Rocha sedimentar clástica cujas partículas são dominantemente do tamanho de areia, 0,62 a 2,00 mm de diâmetro.
Município de Ribeirão Claro na região nordeste do Estado.

Basalto
Basalto
Rocha vulcânica escura de grão fino, frequentemente afanítica, composta essencialmente por plagioclásio básico (An>50%) e piroxênio.
Município de Foz do Jordão, na região central do Estado.

Calcário
Calcário

Calcário metamorficamente recristalizado que tem como constituinte importante, carbonato calcítico ou dolomítico.
Município de Rio Branco do Sul na Região Metropolitana de Curitiba.

Carvão Mineral
Carvão Mineral
Rocha sedimentar organógena escura fácilmente combustível, composta essencialmente por carvão mineral, um agregado de componentes orgânicos.
Município de Figueira, Estado do Paraná.

Filito
Filito
Rocha metamórfica intermediária entre ardósia e xisto.
Município de Rio Branco do Sul e Região Metropolitana de Curitiba.

Folhelho
Folhelho
Rocha sedimentar clástica muito fina, argilosa a síltico-argilosa com ótima estratificação, finamente laminada. É por vezes confundida com o xisto. Podem ser riscados ou cortados com um canivete. Quando bafejados, dão um cheiro a barro mais ou menos intenso.
Folhelho pirobetuminoso do município de São Mateus do Sul, região sul do Estado.

Gnaisse
Gnaisse
Rocha metamórfica essencialmente quartzo-feldspática, granulação frequentemente média a grossa; a estrutura é muito variável desde maciça, granitóide, com foliação dada pelo achatamento dos grãos, até bandada.
Município de Mandirituba, Paraná.

Quartzito
Quartzito
Rocha metamórfica cujo componente principal é o quartzo.
Município de Itaperuçu, Paraná.

Sienito
Sienito
Rocha ígnea plutônica saturada, sem quartzo ou subordinado, com feldspato potássico, plagioclásio, e minerais ferromagnesianos: biotita, hornblenda, arfvedsonita geralmente importantes.
Município de Tunas, Paraná.

Lista de minerais do Paraná
(estão excluidos minerais usados na construção como areia ou argila e combustíveis como carvão ou petróleo extraído do xisto)
Egirina, Enigmatita, Albita, 'Série Albite-Anorthite', Anortita, 'Apatita', Arfonedsonite,
Astrofilita, Augita, Azurita, Barita, Bornita, Britolita- (Ce), Calcita, Celadonita,
Cerussita, Calcopirita, 'Chevkinite Grupo', 'Clorite Grupo',
Cromita variedade: Cromita Aluminiana, CrisocolaSubgrupo Clinopiroxênio
Cobre, Covellite, Cuprita, Diopside
'Faialita-Forsterita Series', Fluorita, Forsterita, Galena, 'Vidro natural',
Goetita, Hematita, 'Subgrupo Heulandite', 'Iddingsite', Ilmenita,
Ferro variedade: Kamacite, Caulinita, 'Lantanita', Lantanita- (La), Lantanita - (Nd)(TL),
'Limonita', Magnetita, Malaquita, 'Maskelynite', Microclina, 'Monazita', Mordenita,
Muscovita var: llite, Nacareniobsite- (Ce), Narsarsukite, Nefelina, Neptunita,
Opala, 'Subgrupo de ortopiroxênio', Pentlandita'Plessite',
Pentlandita
Pseudobrookite, 'Psilomelane', Pirita, Piromorfito, Pirrotita,
Quartzo variedades: ágata, Ametista, Cornalina e Calcedônia,
Prata, Smithsonita, Esfalerita, Taenita, Tetrataenite, Tremolita,
Troilite, Turkestanita, 'Zeólito Grupo' e Zircão.

Mapa de Jazimento Aurífero de Morretes e região
cedido pelo PNPO - Programa Nacional de Prospecção de Ouro
via CPRM.
Mapa de Jazimento Aurífero Curitiba e Morretes

Mais informações sobre minerais no Paraná estão no link a seguir:

Fontes de informações:

Segue oficina70.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...