oficina70.com: Como ser dono de uma mina no Brasil

Como ser dono de uma mina no Brasil

Como ser dono de uma Mina no Brasil
ametista martelada, foto de Renato Oliveira
Ametistas Marteladas, foto de Renato Oliveira
Empresas de consultorias na área da mineração são a melhor opção e o início para legalizar a sua mina, elas irão executar os trabalhos nas seguintes etapas de pesquisa mineral: levantamento geológico detalhado da área a pesquisar; estudo dos afloramentos e suas correlações; levantamento geofísico e geoquímico; abertura de escavações visitáveis e execução de sondagens no corpo mineral, amostragem sistemática, análise física e química de amostras e testemunhos de sondagens; ensaios de beneficiamento dos minérios ou das substâncias minerais úteis, para obtenção de concentrados de acordo com as especificações do mercado ou aproveitamento industrial; dentre outros.
Após estes trabalhos elas vão fazer o
planejamento de lavra, melhorias operacionais, análises econômicas e assessoria mineral.
legalização de processos e requerimentos junto ao DNPM.
mina de pedra ametista
Como vê não é fácil ser dono de uma mina no Brasil, pois como sempre a burocracia é o maior enpecilho levando há que muitos garimpeiros hajam na ilegalidade, mas se acha que vale apena tentar seguir todos os procedimentos para estar legalizado e não haver dificuldades na hora de vender seus minerais, então leia o texto a seguir, pois isto ainda não acabou.

E então para legalizar o negócio este será basicamente o caminho a percorrer:
garimpo ilegal de pontes e lacerda,MT
01 -Busca da área / Consulte a Mapear / Licença de proprietário / Licença da Prefeitura.
02 -Requerimento de Pesquisa / Requerimento de Licença.
03 -Obtenção de Licença Ambiental para licenciamento até 60 dias do item 2.
04 -Exigência com cumprimento de prazo de 30 a 60 dias.
05 -Publicação de alvará de pesquisa no caso de licenciamento no DOU, passar para o item 20.
06 -Comunicação de início de pesquisa até 60 dias após o item 5/Pesquisa.
07 -Pagamento da taxa anual de alvarás publicados no 1º semestre até dia 30/07  e no 2º semestre até 30/01 durante a vigência do alvará de pesquisa após item 5.
08 -Acordo com Superficiário.
09 -Renúncia do alvará de pesquisa - até 1/3 da vigência do alvará após item 5.
10 -Guia de utilização/Autorização Ambiental e Funcionamento.
Apresentação de PL/PCIAM.
Execução de Lavra Experimental.
11 -Renovar alvará de pesquisa - 60 dias antes do vencimento do alvará item 5.
12 -Relatório final de pesquisa - 3 anos após item 5.
Cumprimento de exigências com prazo.
13 -Publicação da aprovação da renovação do alvará de pesquisa. Retornar ao item 5.
14 -Publicação da aprovação do Relatório Final de Pesquisa.
- Constituição da empresa.
- Registro no DNPM.
- Registro no CREA.
- Indicação do Responsável Técnico
15 -Apresentação de Plano de Aproveitamento Econômico - PAE - até 1 ano após item 14 
Anuência do DNPM para o PAE satisfatório.
16 -Licença Ambiental Prévia (LP) e Licença de Instalação (LI), no Órgão Ambiental
Apresentação da LI no DNPM.
17 -Obtenção da Licença Ambiental de Operação (LO).
18 -Publicação da Portaria de Lavra no DOU, Alvará de Licença.
19 -Pedido de emissão de posse da jazida - até 90 dias após item 18.
20 -Relatório anual de lavra - até 15 / 03 após item 18. 

mina de pedras preciosas na superfície, Bahia
Caso mesmo assim depois desta longa lista de obrigações queira ainda seguir e tornar a sua mina legalizada seja ela uma mina de superfície ou sub-terrânea, pode começar a contatar alguma das seguintes empresas listadas abaixo.
Para que o processo não se torne caro, poderá formar uma associação ou entrar em contato com outra já existente para solicitar informações.

Bahia

Goiás

Minas Gerais

Paraná

Pernanbuco

Rio de Janeiro

Rio Grande do Sul

Santa Catarina

São Paulo

Enviar um comentário

Segue oficina70.com