Oficina70: Como e onde encontrar ouro em Angola

Como e onde encontrar ouro em Angola

Ao longo dos anos Angola tem sido notícia pelos seus diamantes e pelo seu petróleo, porém, em solo angolano não estão enterrados somentes estes dois principais recursos minerais.
Segundo Ministério de Geologia e Minas de Angola, dos 50 minerais mais procurados do mundo, no solo angolano contém cerca de 38 deles, até agora catalogados, ou seja, apenas 12 não são encontrados em Angola. 

Com tudo isto, não era de se esperar de que em solo angolano não havia ouro, mas há, e muito, porém, este recurso mineral que é pouco extraído do solo angolano tem seus dias contados, pois com os altos preços alcançados nos mercados de commodities pelo ouro devido à sua procura para o mercado de tecnologia o ouro tem constantemente aumentado de preço.
Então, como o preço do ouro é universal e as flutuações de preço diárias são baseadas na oferta e na procura global, o ouro quando transforma-se em mercadorias, o seu preço base deixa de ser onerado com a aplicação de um prêmio (premium) para os detentores desse capital, como no caso dos circuitos integrados (chips), não deixando de agregar seu preço no produto final.

Qualquer cidadão angolano pode buscar e/ou prospectar ouro na superfície, pelo que a SOMEPA (Sociedade de Metais Preciosos de Angola) juntamente com o Ministério da Geologia e Minas é quem dão a licença para grandes empresas nacionais ou estrangeiras de fazerem estudos e autorização destas para a prospecção de ouro em minas e jazidas.

Um cidadão angolano não pode é prospectar com auxílio de equipamentos de grandes proporções deixando aquém os problemas ambientais de que já todos conhecemos das explorações de garimpos ilegais sendo que a exploração do ouro, sem as devidas cautelas, pode gerar impactos no ambiente, como deixar a água turva devido à lavagem do cascalho, provocar a erosão ou ainda o desmatamento devido ao abate de árvores, sendo isto punível com multa e até prisão de seus intervenientes pela Polícia Nacional ou outras forças de segurança.
O garimpo só é permitido de forma artesanal, mesmo para garimpos de ouro de aluvião.



Antes de sair ao terreno em busca da sua primeira pepita de ouro deverá conhecer mais sobre o solo que contém ouro e seus indicadores, clica no link a seguir para obter estas informações:

Locais com relatos de ouro em Angola:
(lista imcompleta)
Tchipindo na Huila,
Mayombe em Cabinda,
Huambo,
Uíge,
Bengo,
nas Lundas e no Cuanza-Norte.
Ouro de aluvião desde o leito como nas margens do Rio Kwanza.

Nota do autor:
É uma pena que boa parte deste recurso tão essencial sai pela fronteira com o Congo Democrático de forma ilegal, o que representa perda de receitas para a nação Angolana.


Lista dos principais recursos minerais de Angola
Metais ferrosos:
Ferro, Manganês, Titânio, Crómio.

Metais não ferrosos:
Cobre, Chumbo, Zinco, Volfrâmio, Estanho, Níquel, Cobalto, Molibdénio, Arsénio.

Metais raros e elementos de terras raras:
Berílio, Lítio, Nióbio, Tântalo.

Minerais radioactivos:
Urânio.

Metais nobres:
Ouro, Prata, Platina.

Recursos minerais não metálicos:
Quartzo, Feldspato, Caulino, Gesso, Barite, Diatomito, Wolastonite, Moscovite; Vermiculite, Talco, Fluorite, Enxofre, Cianite, Guano, Sais de potássio, Sal-gema, Micas, Talco, Grafite, Asbeto, Fosforite, Enxofre, Bentonite.

Matérias de construção:
Calcários, Dolomites, Asfaltite, Areias, Argilas.

Rochas ornamentais:
Anortositos, Granitos, Mármores.

Pedras preciosas e semi-preciosas:
Diamante, rubi, safiras, esmeraldas, ametistas, opalas.

Combustíveis fósseis sólidos:
Turfa, Lenhite.


Cógigo Mineiro de Angola

Fontes:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Segue nossa oficina.