Oficina70: Onde está o ouro em rios

Onde está o ouro em rios

Para algumas pessoas esta é a melhor opção para encontrar ouro sem gastar com equipamentos caros ou grandes, além de ser uma excelente forma para relaxar e/ou estar com a família e com tendência para aumentar nos próximos anos, devido a grande procura e às altas cotações do ouro no mercado de commodities.

O ouro de aluvião é um depósito de sedimentos deixados pelas águas dos rios ou ribeiras. É formado de areia, cascalho, calhaus e lodo. Encontra-se nas margens dos rios ou no seu leito, não sendo necessário realizar uma escavação. Este é facilmente encontrado com um detector de metais. – Modernices. Estamos cansados de ver os garimpeiros de aluvião, de peneira na mão, à procura do “vil” metal e depois a destruírem o ecossistema com o mercúrio que adicionam para isolarem o Ouro.

Que tipo de solo há ouro: ouro de aluvião
Depósitos Aluviais são depósitos de sedimentos que se desagregam e não foram transportados. Correntes, mudanças de temperatura, movimento da crosta terrestre e crescimento da vegetação são capazes de remover o minério. Os depósitos estão normalmente localizados próximos de uma poça de detritos na vertente de um fluxo de água junto a uma fonte onde abunde água mineral, rica em substâncias.


Na areia das margens de alguns rios próximos de filões de ouro, é um tipo de solo que você pode encontrar ouro.

O método empregue para recuperar este ouro é por forma artesanal, bateia, ou por armadilhas de ouro.


Mesmo se a margem de um rio tiver cascalho é possível que entre este cascalho haja ouro.
fiebre del eldorado en España

Em Espanha há uma corrida em busca de ouro em rios como o Navaral

oro en Rio Navaral, concejo de Tineo, Asturias, España
Busqueda de pepitas de oro en Rio Navaral, concejo de Tineo, Asturias, España

Armadilha para ouro aluvial
Armadilha para ouro aluvialArmadilha para ouro em rios

As explorações de jazidas aluvionais são caracterizadas pela exploração nos leitos, margens e encostas dos rios, subdividido basicamente em três métodos:

Faisqueiras: jazidas encontradas no leito dos rios e córregos, essas jazidas são originárias da decomposição da rocha matriz (depósitos primários), sendo transportada pouco a pouco pela constante ação da água, trazendo o ouro para fora da rocha matriz e depositando no leito dos rios ou ribeirões, esses depósitos podiam ser facilmente encontrado na superfície do leito dos rios, com pouco trabalho era possível maior produção devido a sua abundância.

Tabuleiros: jazidas encontradas nas margens dos rios e córregos, tinham a mesma origem das faisqueiras, sua exploração era feita basicamente por escavações as margens dos rios conhecido também por Catas.

Guapiaras ou Grupiaras: jazidas encontradas nas encostas dos morros, antigos leitos e margens dos rios e ribeirões, acima dos tabuleiros onde há depósitos de cascalho, esse tipo de depósito correspondem ao sedimento aluvional acumulado quando o rio ainda cavava o seu leito numa altura superior.

Que tipo de solo achar ouro: onde está o ouro em rios

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Segue-nos e partilhe com amigos...